• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-10092009-093857
Documento
Autor
Nome completo
Naiura Vieira Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Pagliari, Carla (Presidente)
Brasil, Roosecelis Araujo
Vasconcelos, Dewton de Moraes
Título em português
Estudo de células dendríticas, expressão das citocinas TNF-alfa, IFN-gama e IL-10 e da molécula de adesão E-caderina em lesões vulvares induzidas pelo papilomavírus humano
Palavras-chave em português
Caderinas
Células dendríticas
Citocinas
Papilomavírus humano
Vulva/lesões
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O papilomavírus humano (HPV) é o agente mais frequentemente encontrado em doenças sexualmente transmissíveis e é responsável por cerca de 40% dos cânceres vulvo-vaginais. Esse trabalho abordou a resposta imune em lesões vulvares, considerando-se as células dendríticas CD1a+, FXIIIa+ e S-100+, citocinas TNF-, IFN- e IL-10 e a molécula de adesão E-caderina. MÉTODOS: Foram utilizadas 49 lesões de vulva pelo HPV (condiloma acuminado, NIV-I, NIV-II e NIV-III) e 11 bióspias com diagnóstico de vulvite crônica inespecífica. Foram constituídos quatro grupos: lesões de baixo grau (condiloma e NIV I), lesões de alto grau (NIV II e III), vulvites inespecíficas e pele normal. A detecção das células, citocinas e E-caderina foi feita através de método imuno-histoquímico. RESULTADOS: As células de Langerhans (CD1a+) estavam distribuídas em todo o epitélio, sobretudo nas camadas suprabasal e espinhosa. Não diferiram entre os grupos de lesões HPV+, mas estavam diminuídas em número e tamanho quando comparadas à pele normal (p<0.0001). As células S-100+ ou FXIIIa+ estavam localizadas em toda a extensão do estroma, sem diferença estatística entre as lesões pelo HPV. Embora os DDFXIIIa+ estivessem aumentados em tamanho nas lesões de vulva, seu número não diferiu da pele normal. Não se observou diferenças numéricas das células S-100+ entre os grupos de lesão e pele normal. Foi possível detectar maior número de DDFXIIIa+ sobre as células S-100+ no grupo de lesões de baixo grau (p = 0,0008) e de alto grau (p = 0,0031). As citocinas foram detectadas em pequenas quantidades nos grupos de lesões, porém sem diferença estatística. Para a análise da expressão de e-caderina, o grupo de vulvites crônicas inespecíficas foi utilizado como controle. Em 91.0% das vulvites inespecíficas foi observado padrão homogêneo e difuso da expressão de e-caderina na camada espinhosa baixa e média. Ambos os grupos de lesões HPV+ exibiram padrões semelhantes de expressão de e-caderina, com marcação difusa ou focal na camada espinhosa baixa e média. Não houve imuno-reatividade nas áreas de displasias. Como resultado da reação de dupla-marcação, feita através da utilização da hibridização in situ para detecção do DNA do HPV e imunohistoquímica para DDFXIIIa+, foi possível identificar antígenos virais no citoplasma dessas células. CONCLUSÕES: o HPV interfere na expressão das células de Langerhans, pois estas estavam diminuídas, com morfologia alterada em relação à pele normal; os DDFXIIIa+ apresentam-se aumentados em número sobre as células S-100+, o que poderia refletir um mecanismo local compensatório contra o HPV; as lesões de baixo e alto grau não apresentam diferenças significativas quanto à densidade de células expressando TNF-, IFN- e IL-10, embora TNF- predomine entre as três citocinas; há uma correlação positiva entre os DDFXIIIa+ e a expressão de TNF-, o que poderia ser explicado por sua capacidade em produzir tal citocina a partir de um provável estímulo desencadeado pelo HPV; o HPV influencia na expressão de E-caderina na vulva, com destaque para a ausência de expressão nas áreas de displasia; o DNA do HPV encontrado no interior dos DDFXIIIa+ aliado às alterações na morfologia celular, a sobreposição destas sobre as células S-100+ e a relação encontrada com a citocina TNF-, nos permitem sugerir que os DDFXIIIa+ têm um papel importante como células apresentadoras de antígeno frente à infecção pelo HPV.
Título em inglês
Study of dendritic cells, cytokines TNF-alpha, IFN-gamma and IL-10 and the adhesion molecule E-cadherin in vulvar lesions induced by human papillomavirus
Palavras-chave em inglês
Cadherins
Cytokines
Dendritic cells
Human papillomavirus
Vulva/injuries
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The human papillomavirus (HPV) is the most frequent agent in sexually transmitted diseases and is responsible for almost 40% of vulvovaginal cancer. We studied the immune response in vulvar lesions, considering the CD1a+, FXIIIa+ and S-100+ dendritic cells, TNF-, IFN- and IL-10 cytokines and the adhesion molecule E-cadherin. METHODS: We used 49 vulvar lesions mediated by HPV (condylomata acuminata, VIN-I, VIN-II e VIN-III) and 11 biopsies diagnosed as chronic non-specific vulvitis. Four groups were formed: low-grade lesions (condylomata and VIN-I), high-grade lesions (VIN-II and III), non-specific vulvitis and normal skin. The detection of cells, cytokines and e-cadherin was performed by immunohistochemistry reaction. RESULTS: Langerhans cells (CD1a+) were distributed through epithelia, mainly in suprabasal and spinous layer. They did not differ between HPV groups, but were decreased in number and size when compared to normal skin (p<0.0001). The S-100+ ou FXIIIa+ cells were distributed through stroma and did not differ between HPV lesions. Although the FXIIIa+DD were increased in size in vulvar lesions, their number did not differ from normal skin. The S-100+ cells did not differ in number between the groups of lesions and normal skin. We detected an increased number of FXIIIa+DD over S-100+ cells in the group of low-grade (p = 0.0008) and high-grade lesions (p = 0.0031). The cytokines were detected in small quantities in both the lesions groups, with no statistical difference. The group of chronic non-specific vulvitis was used as control group to analyse the expression of e-cadherin. 91.0% of non-specific vulvitis presented a homogeneous and diffuse pattern of expression in spinous layer Both the HPV+ groups of lesions presented similar patterns of e-cadherin expression, with a focal or diffuse localization in spinous layer. The dysplastic epithelium did not present immunoreactivity. As a result of the double-staining, using in situ hibridization to detect DNA of HPV and immunohistochemistry to FXIIIa+DD, it was possible to observe viral antigens in the cytoplasm of such cells. CONCLUSIONS: The HPV interfere with the expression of Langerhans cells, since they were decreased when compared to the normal skin; the FXIIIa+DD were increased in number over S-100+ cells, suggesting a local compensatory mechanism against the HPV; the low and high grade lesions did not differ in the number of cells expressing TNF-, IFN- and IL-10, although TNF- predominate among the three cytokines; there is a positive correlation between the FXIIIa+DD and the expression of TNF- that could be explained by their role as TNF-producing cells following a stimulus of HPV; the HPV changes the expression of E-cadherin in vulvar lesions, mainly in dysplastic epithelium; HPV DNA visualized in the cytoplasm of FXIIIa+DD and the cellular morphological changes, the increased number over S-100+ cells and the correlation with TNF-, allow us to suggest that FXIIIa+DD play an important role as antigen presenting cells in the infection by HPV.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
naiuravpereira.pdf (6.06 Mbytes)
Data de Publicação
2009-09-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.