• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2008.tde-04112008-162931
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo Hsieh
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Sotto, Mirian Nacagami (Presidente)
Ruiz, Itamar Romano Garcia
Sanches Junior, Jose Antonio
Título em português
Expressão da proteína p16, ciclina D1, CDK4 e proteína do retinoblastoma no melanoma acral lentiginoso
Palavras-chave em português
Ciclina D1
Dependente de ciclina
Genes p16
Imunoistoquímica
Melanoma
Proteína do retinoblastoma
Quinase
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O melanoma acral lentiginoso (MAL) tem freqüência expressiva entre os casos de melanoma observados no nosso meio e difere dos outros tipos clinicopatológicos de melanoma cutâneos por não ter a exposição solar como fator predisponente. Poucos trabalhos da literatura enfocam as alterações dos genes supressores de tumores e a expressão de suas proteínas nas lesões de MAL. Por esses motivos propusemo-nos a realizar um estudo retrospectivo visando uma melhor compreensão das proteínas envolvidas na via p16 INK4a /ciclina D1/CDK4/pRb do ciclo celular, no MAL em casuística brasileira. MÉTODOS: Através de técnica de imunoistoquímica foi demonstrada a expressão das proteínas p16, ciclina D1, CDK4 e pRb em 32 lesões de MAL. Comparou-se a freqüência de expressão desses marcadores nos tumores delgados (espessura de até 1,0mm) e espessos (mais de 1,0 mm de espessura), assim como de acordo com a presença ou ausência de ulceração. RESULTADOS: Houve expressão de p16 em 78% das lesões, de ciclina D1 em 61,5%, CDK4 em 84% e pRb em 85% dos MAL analisados. O padrão de imunomarcação das células neoplásicas foi nuclear para todos os anticorpos. Expressão nuclear associada à citoplasmática foi observada em 76% dos tumores positivos para p16 e 81% dos casos positivos para CDK4. Não houve diferenças significativas entre as freqüências de expressão de cada um dos marcadores quando comparados de acordo com sua espessura (delgados e espessos) e presença de ulceração. CONCLUSÕES: A expressão de ciclina D1 e CDK4, nos melanomas acrais lentiginosos, pode ser considerada aberrante e reflexo de provável alteração na via supressora de tumores p16/ciclinaD1/CDK4/pRb. A expressão tecidual de p16 e pRb, demonstrada pela técnica imunoistoquímica, pode não refletir as prováveis alterações da via supressora de tumores estudada. Esses marcadores, isoladamente, não devem ser considerados como fatores prognósticos no melanoma acral lentiginoso
Título em inglês
Expression of p16, cyclin D1, CDK4 and retinoblastoma protein in acral lentiginous melanoma
Palavras-chave em inglês
Cyclin D1
Cyclin-dependent Kinase 4
Genes p16
Immunohistochemistry
Melanoma
Retinoblastoma protein
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Acral lentiginous melanoma (ALM) has an expressive frequency between melanoma cases in our country, and it differs from the others clinical pathological types of cutaneous melanoma, because it does not have sun exposure as a predisposing factor. There are few publications in the literature addressing the expression of tumor suppressor pathway proteins in ALM. For these reasons we proposed to carry out a retrospective study aiming at a better understanding of p16 INK4a /cyclin D1/CDK4/pRb pathway involvement in ALM lesions. METHODS: Expression of p16, cyclin D1, CDK4 and pRB in 32 ALM lesions was displayed by immunohistochemistry. We compared the frequency of the expression of these markers in thin (thickness up to 1.0 mm) and thick lesions (thickness above 1.0 mm), as well as in accordance with the presence or absence of ulceration. RESULTS: 76% of the tumors were positive to p16 and 81% of the cases were positive to CDK4. There was no significant difference between the frequency of the expression of each marker when comparing in accordance with the thickness (thin and thick lesions) and the presence of ulceration. CONCLUSIONS: The expression of cyclin D1 and CDK4 in acral lentiginous melanoma may be considered aberrant and as reflex of a probable alteration in the p16/cyclin D1/CDK4/pRb tumor suppressor pathway. p16 and pRb tumor expression displayed by immunohistochemistry may not reflect probable alterations of the tumor suppressor pathway studied. The expression of these proteins, per se, may not be considered as prognostic factor in acral lentiginous melanoma
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RicardoHsieh.pdf (10.09 Mbytes)
Data de Publicação
2008-11-17
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • HSIEH, Ricardo, et al. Estudo genético do gene p16 pela técnica de PCR-SSCP e expressão de proteína p16 em melanomas de mucosa oral e melanomas cutâneos. Anais Brasileiros de Dermatologia, 2006, vol. 81, p. 433-441.
  • HSIEH, Ricardo, et al. Estudo genético do p16 pela técnica de PCR/SSCP em melanomas da cavidade oral e cutâneos. Brazilian Oral Research, 2005, vol. 19, nº Supl., p. 64-64. Resumo.
  • HSIEH, Ricardo, FIRMIANO, A., and SOTTO, M. N. Expression of p16 protein in acral lentiginous melanoma [doi:10.1111/j.1365-4632.2008.04009.x]. International Journal of Dermatology [online], 2009, vol. 48, p. 1303-1307.
  • HSIEH, Ricardo, FIRMIANO, Aline, and SOTTO, Mirian N.. Expression of p16 protein in acral lentiginous melanoma [doi:10.1111/j.1365-4632.2008.04009.x]. International Journal of Dermatology [online], 2009, vol. 48, n. 12, p. 1303-1307.
  • HSIEH, Ricardo, et al. Estudo genético do p16 pela técnica de PCR/SSCP em melanomas de cavidade oral e cutâneos. In 12 Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP, Ribeirão Preto, 2004. CD-ROM do 12 Encontro Internacional de Iniciação Científica da USP.São Paulo : Universidade de São Paulo, 2004. Resumo. Dispon?vel em: www.usp.br/siicusp/index_2004/htm.
  • HSIEH, Ricardo, FIRMIANO, A., and SOTTO, M. N. Expression of p16 protein in acral lentiginous melanoma in brazilian patients. In 21st World Congress of Dermatology, Buenos Aires, 2007. 21st World Congress of Dermatology. Abstracts. Book two..Buenos Aires : International League of Dermatological Societes (ILDS). Estudio de diseño Cairo Catalano., 2007. Abstract.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.