• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2008.tde-15122008-162152
Documento
Autor
Nome completo
Jason César Abrantes de Figueiredo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Paulo Roberto Bueno (Presidente)
Arias, Victor Eduardo Arrua
Cirino, Luis Marcelo Inaco
Maximiano, Linda Ferreira
Poggetti, Renato Sergio
Título em português
Retalho pré-fabricado composto por pele e vasos gastromentais terminais: estudo experimental em coelhos
Palavras-chave em português
Neovascularização fisiológica
Omento
Retalhos cirúrgicos
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A propriedade de induzir angiogênese torna o omento um promissor pedículo para pré-fabricar retalhos. OBJETIVO: Estabelecer a área abdominal a ser pré-fabricada por um pedículo omental e analisar o potencial de pré-fabricação (PPF) conforme o tempo de espera entre a introdução do pedículo e a elevação do retalho. MÉTODOS: Foram utilizados 44 coelhos divididos em quatro grupos (A, B, C e D). No grupo A, um fragmento de pele, tecido subcutâneo e músculo cutâneo abdominal foi totalmente separado e ressuturado. Nos demais grupos, um pedículo omental, contendo os vasos gastromentais ligados distalmente, com área equivalente a 9 cm² foi transposto e suturado ao músculo cutâneo abdominal. Um segundo procedimento de incisão e elevação de um retalho contendo pele, subcutâneo e músculo cutâneo abdominal pediculado apenas pelo omento transposto, foi realizado, variando apenas o período de espera entre os dois procedimentos de 7, 21 e 56 dias para os grupos B, C e D respectivamente. Após 15 dias do último procedimento, os retalhos foram visualizados e as áreas viáveis foram calculadas através do programa de computador Image Tool®. Cortes de áreas viáveis foram imunocoradas pelo anti-CD31 para cálculo da densidade microvascular (DMV). RESULTADOS: Os valores médio e máximo das áreas viáveis no grupo D foram respectivamente 45,29 cm² e 99,37 cm² (PPF mediano = 5,03 e PPF máximo = 11,04). Não houve diferença significativa entre as áreas viáveis do grupo D e C. As médias da DMV dos grupos B, C e D foram respectivamente 24,54 vasos/mm², 33,20 vasos/mm² e 27,03 vasos/mm² e maiores do que as médias da DMV das áreas controles de 14,63 vasos/mm², 17,33 vasos/mm² e 18,12 vasos/mm². No grupo A, houve necrose total em todos os retalhos. CONCLUSÃO: O PPF mediano do pedículo omental foi de 5,03 vezes sua área e o tempo de espera para o segundo procedimento foi de, no mínimo, 21dias
Título em inglês
Prefabricated flap composed of skin and terminal gastromental vessels: experimental study in rabbits
Palavras-chave em inglês
Omentum
Physiologic neovascularization
Surgical flaps
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The angiogenic induction property of the omentum makes it a promising pedicle to prefabricate flaps. OBJECTIVE: To establish the abdominal area to be prefabricated by the omental pedicle and to analyze the prefabricate potential according to the time delay between the pedicle introduction and the flap release. METHODS: 44 rabbits were divided into four groups (A, B, C and D). In group A, a piece of skin, subcutaneous tissue and abdominal cutaneous muscle has been fully released and sutured again in its place. In other groups, a 9 cm2 omental pedicle containing the gastromental vessels distally tied has been transposed and sutured to abdominal cutaneous muscle. A second procedure, an incision and release of the flap that contained skin, subcutaneous and cutaneous abdominal muscle pediculated only by the omentum, has been carried out. The only variation was the time delay between the two procedures: 7, 21and 56 days for groups B, C and D, respectively. The flaps have been inspected 15 days after the last procedure, and the viable areas have been estimated using the software Image Tool®. The pieces of viable area have been immunostained using anti-CD31 allowing the estimation of the microvascular density. RESULTS: The mean and maximum viable areas in group D were 45.29 cm2 and 99.37 cm2 respectively (average prefabricate potential = 5.03 and maximum prefabricate potential = 11.04). There was no significant difference between the viable areas in groups C and D. The mean microvascular densities of groups B, C and D were 24.54 vessels/mm2, 33.20 vessels/mm2 and 27.03 vessels/mm2 respectively. This was higher than the mean microvascular densities of the control areas, which were 14.63 vessels/mm2, 17.33 vessels/mm2 and 18.12 vessels/mm2. In group A, there were total necrosis in all flaps. CONCLUSION: The prefabricate potential of the omentum was found to be 5.03 times its area and the delay time for the second procedure was, at least, 21 days
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JasonCAFigueiredo.pdf (11.71 Mbytes)
Data de Publicação
2008-12-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.