• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2019.tde-15012019-100022
Documento
Autor
Nome completo
Vitor Cervantes Gornati
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Erasmo Simao da (Presidente)
Ayres, Inêz Ohashi Torres
Sincos, Igor Rafael
Zerati, Antonio Eduardo
Título em português
Desenvolvimento e aplicação prática de shunt vascular temporário por punção: estudo experimental em porcos
Palavras-chave em português
Dispositivos de acesso vascular
Lesões do sistema vascular
Procedimentos cirúrgicos vasculares
Shunt vascular
Shunt vascular temporário
Trauma de extremidades
Trauma vascular
Resumo em português
Os shunts vasculares temporários (SVT) são utilizados como uma técnica eficaz para reestabelecer rapidamente o fluxo sanguíneo em casos de lesão vascular com isquemia do membro ou órgão acometido, no qual a revascularização deverá ser postergada. Habitualmente, o SVT é inserido dentro dos cotos proximal e distal do vaso lesado através de uma abertura na pele, visando restaurar a perfusão e interromper a isquemia. O objetivo deste estudo é comparar a pressão arterial média (PAM em mmHg) e o fluxo sanguíneo (em ml/min) em dois modelos de SVT, um habitual e outro implantado por punção, bem como o tempo para a inserção destes dispositivos e suas patências primária e secundária. Realizamos experimentos em 30 suínos, somando 60 intervenções de revascularização arterial temporária dos membros posteriores: trinta SVT habituais e trinta por punção. Analisamos a PAM durante os procedimentos nos membros posteriores e o fluxo através dos dois tipos de SVT. A análise de fluxo mostrou uma diferença significativa entre os SVT testados (p=0,001), sendo menor no grupo SVT por punção. No entanto, o tempo decorrido (min) para inserção do SVT habitual foi maior do que o tempo para inserção do SVT por punção (15,32 ± 3,08 vs. 10,37 ± 1,7, p=0,001). Além disso, observamos uma recuperação da PAM nos membros submetidos aos dois tipos de SVT próxima à PAM sistêmica em 100% dos experimentos. Os resultados revelaram patência primária, secundária, e taxa de complicações similares entre os dois tipos de SVT. Concluímos que o fluxo foi menor no SVT por punção, mas a recuperação da PAM foi semelhante e com menor tempo de inserção do SVT por punção
Título em inglês
Development and practical application of a puncture temporary vascular shunt: an experimental study in pigs
Palavras-chave em inglês
Temporary vascular shunt
Vascular access devices
Vascular shunt
Vascular surgical procedures
vascular system injury
Vascular trauma, Extremity trauma
Resumo em inglês
Temporary vascular shunts (TVS) are used as an effective technique to rapidly restore blood flow in cases of vascular injury with ischemia of the affected limb or organ, in which revascularization shall be postponed. Usually, TVS is positioned within the proximal and distal stumps of the injured vessel, through an opening of the skin, in order to restore perfusion and stop the ischemia. We sought to compare mean blood pressure (MBP in mmHg) and blood flow (ml/min) between two types of TVS, a standard one and a puncture one, as well as the time spent to insert these devices. We performed an experimental study on 30 pigs, including 60 vascular interventions in posterior limbs: thirty standard TVS and thirty puncture TVS. MBP was analyzed during the interventions in both posterior limbs and the flow through both types of TVS. Flow analysis revealed a significant difference between the two types of TVS (p=0,001), being lower in the puncture TVS. However, the time spent during standard TVS insertion was greater than that of the puncture shunt (15,32 ± 3,08 min vs.10,37 ± 1,7 min, p=0,001). In addition, we observed a limb MBP recovery close to systemic MBP in 100% of the experiments. The results show similar primary and secondary patency and complication rate in both TVS types. Therefore, we conclude that the flow was lower in the puncture TVS, but the MBP recovery was similar and it took less time to be inserted
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.