• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-25042012-113656
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Santos Pozzi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Vinagre, Carmen Guilherme Christiano de Matos (Presidente)
Alves, Renato Jorge
Chagas, Antonio Carlos Palandri
Martinez, Tania Leme da Rocha
Xavier, Hermes Toros
Título em português
Cinética plasmática da lipoproteína de baixa densidade e avaliação dos aspectos qualitativos da lipoproteína de alta densidade em indivíduos com artrite reumatóide
Palavras-chave em português
Artrite reumatóide
Aterosclerose
Lipídeos
Nanoemulsão
Resumo em português
Artrite reumatóide é uma doença auto-imune que apresenta acentuado quadro inflamatório e proliferação celular o que, provavelmente, determina a alta prevalência de doenças cardiovasculares quando comparados a população mundial. A mortalidade e a morbidade conseqüentes das doenças cardiovasculares estão 2 vezes aumentadas em pacientes com artrite reumatóide e um dos principais fatores de risco relacionados ao desenvolvimento da aterosclerose é a dislipidemia. Esse importante fator de risco vem sendo associado à artrite reumatóide e as concentrações plasmáticas de lípides são constantemente avaliadas, já que se encontra bem estabelecido a relação entre dislipidemia e alta incidência de doença cardiovascular. No entanto, o verdadeiro impacto das alterações lipídicas na artrite reumatóide não é bem conhecido, já que os resultados de perfil lipídico são contraditórios. Alterações nas concentrações plasmáticas de lípides não necessariamente acompanham distúrbios no metabolismo das lipoproteínas plasmáticas. O objetivo do presente estudo foi avaliar aspectos do metabolismo da LDL e da HDL, em pacientes com artrite reumatóide. Nesse sentido, foi avaliada a cinética plasmática de uma nanoemulsão lipídica artificial com comportamento metabólico semelhante ao da LDL em 30 pacientes com artrite reumatóide divididos em 2 grupos de acordo com a atividade da doença, alta atividade (n=14) e remissão (n=16) e 30 indivíduos controle. A nanoemulsão marcada com éster de colesterol 14EC (EC-14C) e colesterol livre 3H (CL-3H) foi injetada endovenosamente após 12 horas de jejum. As amostras de sangue foram coletadas em tempos pré-determinados (5 min, 1, 2, 4, 6, 8 e 24 horas) após a injeção, para determinação das curvas de decaimento plasmático e da taxa fracional de remoção (TFR) dos lípides marcados, por análise compartimental. As TFR-EC-14C e TFR-CL-3H foram maiores no grupo AR quando comparado ao grupo controle (49%, p<0,05 e 44%, p<0,05, respectivamente), não havendo diferença entre os subgrupos de artrite reumatóide. No grupo artrite reumatóide e em seus subgrupos, as concentrações de HDL-C e apo E foram maiores quando comparados ao grupo controle (33%, p<0,0001 e 20%, p<0,01, respectivamente), enquanto os níveis de apo B foram menores na artrite reumatóide quando comparados ao grupo controle (16%, p<0,05). A transferência de colesterol esterificado radioativo da nanoemulsão para a HDL foi menor na artrite reumatóide, comparando-se com o grupo controle. A transferência dos outros lípides foi similar nos dois grupos. A HDL dos pacientes com artrite reumatóide foi menor do que a dos controles. Esses resultados podem contribuir com a melhor compreensão de possíveis mecanismos relacionados a uma maior incidência de doenças cardiovasculares em pacientes com artrite reumatóide
Título em inglês
Plasma kinetics of an LDL-like non-protein nanoemulsion and transfer of lipids to high-density Lipoprotein (HDL) in patients with rheumatoid arthritis
Palavras-chave em inglês
Atherosclerosis
Lipids
Nanoemulsion
Rheumatoid arthritis
Resumo em inglês
Mortality and morbidity, as a consequence of cardiovascular diseases, is twice as high in patients with rheumatoid arthritis than in the general worldwide population. This autoimmune disease has predominant inflammatory and cell proliferation background probably explains the high prevalence of cardiovascular disease. Dyslipidemias are important risk factors for cardiovascular disease. This study investigated the link between RA and plasma lipids as a predisposition to this high cardiovascular disease incidence. However, the impact of lipids on cardiovascular risk in rheumatoid arthritis is unclear. So much so, that lipid profiles in patients with rheumatoid arthritis in published studies is contradictory. The events of intravascular lipoprotein metabolism do not necessarily produce altered levels of plasma lipids. In an attempt to unravel novel dysfunctional mechanisms that could trigger pro-atherogenic processes beyond the concentration of the plasma lipids, plasma clearance of a lipidic nanoemulsion that resembles the LDL metabolic behavior were investigated in rheumatoid arthritis patients and compared to control subjects without the disease. 30 patients with rheumatoid arthritis divided into 2 groups according to disease activity, high activity (n=14) and remission (n=16), and 30 controls were studied. A nanoemulsion labeled with 14C-cholesteryl esther (14C-CE) and 3H-free cholesterol (3H-FC) were endovenously injected after which blood samples were collected at pre-determined periods (5 min, 1, 2, 4, 6, 8 and 24 hours), in order to determine the radioactivity of the plasma decay curves and calculate the fractional clearance rate (FCR) of the labeled lipids for compartmental analysis. In the rheumatoid arthritis group and subgroups the HDL-C and apo E concentration were higher when compared to control group (33%, p<0,0001 e 20%, p<0,01, respectively) while apo B concentration was lower (16%, p<0,05). The 14-CE-FCR and 3H-FC-FCR were greater in rheumatoid arthritis group and subgroups when compared to controls (49%, p<0,05 e 44%, p<0,05, respectively). There were no differences between the rheumatoid arthritis subgroups. Therefore, rheumatoid arthritis accelerates the LDL plasma removal, as indicated by a higher 14-CE-FCR and 3H-FC-FCR. The transfer of other lipids was also similar in both groups. The HDL of the rheumatoid arthritis patients was lower than that of the control group. These results could clarify possible mechanisms that can be related to a higher cardiovascular incidence in patients with rheumatoid arthritis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-05-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.