• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Luciano Sencovici
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Ramires, Jose Antonio Franchini (Presidente)
Matos, Luciana Diniz Nagem Janot de
Mion Junior, Décio
Rochitte, Carlos Eduardo
Título em português
Características do miocárdio ventricular esquerdo e do quadríceps femoral pela ressonância magnética em atletas fundistas e rasistas
Palavras-chave em português
Análise química do sangue
Espirometria
Exercício
Fenômenos fisiológicos circulatórios e respiratório
Imagem por ressonância magnética
Sistema musculoesquelético
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O aumento da cavidade ou da espessura do ventrículo esquerdo (VE) e da alteração morfológica do quadríceps se dão de forma diferente dependendo do tipo de atividade esportiva realizada (aeróbica ou anaeróbica). O presente estudo se propôs em verificar o grau de desenvolvimento da hipertrofia cardíaca e da musculatura periférica (quadríceps) em atletas fundistas e rasistas. MÉTODOS: Participaram deste estudo 16 (dezesseis) atletas de alta performance, voluntários, divididos em dois grupos: 8 (oito) atletas fundistas (corredores de 10000 metros) e 8 (oito) atletas rasistas (corredores de100 metros livre). Cada atleta foi submetido a uma coleta de sangue em jejum para as análises laboratoriais de rotina. Foram submetidos a exame de ressonância magnética cardíaca e do quadríceps femoral e, por fim, realizaram teste de esforço com a utilização da ergoespirometria. Para a análise estatística foram utilizados teste de Shapiro-Wilk para normalidade, quando não confirmado a normalidade, foi realizado o teste não paramétrico de Mann-Whitney, teste de Levene para homocedasticidade, teste t student para análise descritiva e comparativa entre os grupos e o teste de correlação de Spearman. RESULTADOS: Os fundistas e rasistas, respectivamente, apresentaram semelhanças nas comparações entre as variáveis antropométricas e clinicas, apresentando diferenças significativas nas variáveis sanguíneas direcionadas à troponina (2,2±1,0 e 3,0±2,4 ng/mL) com p = 0,042, creatina quinase (CKMB) com valores de 0,007 ng/mL e 0,016 ng/mL com p=0,001 e creatina fosfoquinase (CPK) com valores de 166,3±84,1 U/L e 465,1±221,6 U/L com p = 0,017, respectivamente. Em relação a variável relacionada à capacidade aeróbica dos corredores, não se observou diferenças entre corredores fundistas e rasistas. No que tange aos resultados apresentados na ressonância magnética, verificou-se diferença estatística comparativa no volume do quadríceps entre fundistas (3263,7 cm3) e rasistas (4946,4 cm3) sendo p < 0,01. Foi apresentado correlação significante no tamanho da área do quadríceps no grupo fundista (161,8±19,6 cm2) com a variável do diâmetro diastólico final do ventrículo esquerdo (DDF do VE) (5,3±0,5 cm) e no diâmetro sistólico final (DSF do VE) (3,5±0,4 cm), com p=0,05 em ambos. Ainda no grupo fundista, observou-se uma correlação positiva do DDF do VE com o volume do quadríceps (3263,7±212,2 cm3), com p = 0,04. No grupo rasista a significância estatística (p = 0,04) foi na aorta ascendente (2,7±0,5 cm) em correlação com a área do quadríceps (198,8±21,1 cm2) e no DSF do VE (3,5±0,5 cm) com o volume do quadríceps (4946,4±470,4 cm3). CONCLUSÃO: Com esses resultados pode-se afirmar que o quadríceps e o miocárdio adaptam-se estrutural e funcionalmente ao treinamento físico, sendo essas adaptações distintas de acordo com o tipo de modalidade esportiva realizada
Título em inglês
Features of myocardium left ventricle and quadriceps femoris by magnetic resonance imaging in long and short distance running athletes
Palavras-chave em inglês
Blood chemical analysis
Circulatory and respiratory physiological phenomena
Exercise
Magnetic resonance imaging
Musculoskeletal system
Spirometry
Resumo em inglês
INTRODUCTION: the increase of the cavity or the thickness of the left ventricle (LV) and the morphological changes of the quadriceps happen differently depending on the type of sports activity performed (aerobic or anaerobic). The proposal of the present study is to verifythe degree of development of cardiac hypertrophy and peripheral muscle (quadriceps) in short and long distance running athletes. METHOD: 16 (sixteen) high performance volunteer athletes participated in this study and were divided into two groups: 8 (eight) long distance athletes (10000 meter runners) and 8 (eight) short distance athletes (100 m runners /freestyle). Each athlete was subjected to a fasting blood collection for the routine laboratory analysis. They underwent a magnetic resonance imaging examination of the heart and quadriceps femoris and finally performed a stress test using ergo-spirometry.As statistical analysis we used Shapiro-Wilk test for normality and the non-parametric Mann-Whitney when normality was not confirmed; Levene test for homoscedasticity, t student test for descriptive and comparative analysis between the groups and the Spearman correlation test. RESULTS: The long and short distance athletes, respectively, presented similarities in the comparisons between the anthropometric and clinic variables, showing significant differences in blood variables directed to troponin (2.2 ± 1.0 and 3.0 ± 2.4 ng/mL) with p = 0.042, creatine kinase (CKMB) with values of 0.007 ng/mL and 0.016 ng/mL with p = 0.001 and creatine phosphokinase (CPK) with values of 166.3 ± U/L and 84.1 ± 465.1 221.6 U/L with p = 0.017, respectively. Regarding the variable related to the aerobic capacity of the runners, no differences were observed between long and short distance running athletes. With respect to the results presented in the MRI, there was comparative statistical difference in the quadriceps volume between long distance athletes (3263.7 cm3) and short distance athletes (4946.4 cm3) being p < 0,01. There was significant correlation in the size of the quadriceps area in long-distance group (161.8 ± 19.6 cm2) with the variable of final diastolic diameter of left ventricle (FDD of LV) (5.3 ± 0.5 cm) and in the final systolic diameter (FSD of LV) (3.5 ± 0.4 cm), with p = 0.05 in both. Also in the long distance group, it was noticed a positive correlation of FDD of LV with the volume of the quadriceps (3263.7 ± 212.2 cm3), with p = 0.04. In the short distance group, the statistical significance (p = 0.04) was in the ascending aorta (2.7 ± 0.5 cm) in correlation to the quadriceps area (198.8 ± 21.1 cm2) and in the FSD of LV (3.5 ± 0.5 cm) with the volume of the quadriceps (4946.4 ± 470.4 cm3). CONCLUSION: Based on this results we can state that both quadriceps and myocardium adapt structurally and functionally to the physical training, being these distinct adaptations according to the type of sport
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LucianoSencovici.pdf (1.36 Mbytes)
Data de Publicação
2017-11-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.