• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Camila Góes Puk
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Maranhao, Raul Cavalcante (Presidente)
Bocchi, Edimar Alcides
Faludi, André Arpad
Lottenberg, Simão Augusto
Uint, Luciana
Título em português
Tamanho da HDL e capacidade em receber colesterol, éster de colesterol, fosfolípides e triglicérides de uma lipoproteína artificial (LDE): estudo em pacientes com transplante cardíaco em tratamento
Palavras-chave em português
Emulsões
Estudos de casos e controles
In vitro
Lipoproteínas HDL
Nanopartículas
Transplante de coração
Resumo em português
Após o primeiro ano de transplante cardíaco (TC) o desenvolvimento da doença coronária do transplante se torna a principal causa de morbidade e mortalidade desses pacientes. Neste período, aproximadamente 40% dos pacientes com (TC) desenvolvem hiperlipidemias que contribuem para a gênese da doença coronária do transplante. Alterações no metabolismo lipídico, entre elas, no metabolismo dos quilomícrons e da lipoproteína de baixa densidade (LDL) já foram reportadas no pós transplante. Por outro lado, a concentração da lipoproteína de alta densidade (HDL) nesses pacientes é ainda controversa. Tem sido reportado que a avaliação somente da concentração da HDL não é o suficiente para avaliar todo o papel protetor, portanto aspectos funcionais da HDL devem ser testados. Neste estudo, a propriedade fundamental da HDL de receber lipídeos das outras lipoproteínas foi avaliada em pacientes com TC, através da lipoproteína artificial (LDE). Foi também avaliado o diâmetro da HDL e a sua enzima antioxidante, a paraxonase 1 (PON1). Foram estudados 20 pacientes com TC e 20 indivíduos normolipidêmicos pareados por sexo, idade e índice de massa corpórea. Amostras de sangue foram coletadas, após jejum de 12hs, para determinação do perfil lipídico, glicose, atividade da PON1, diâmetro da HDL e transferência de lipídeos da LDE para a HDL. A concentração de colesterol total e LDL-colesterol não foram diferentes entre os grupos, enquanto a concentração de HDL_colesterol foi menor no grupo TC (p=0.01). A concentração de triglicérides no TC foi aproximadamente 40% (p=0.001). A concentração de apo A-I e apo B foram similares entre os grupos. A glicose plasmática está aumentada nos pacientes transplantados (p=0.008). O diâmetro da HDL é menor nos pacientes do grupo TC quando comparados ao do grupo controle (p=0.047), enquanto a atividade da PON1 não diferiu entre os grupos. A transferência de colesterol e éster de colesterol da LDE para a HDL foi menor em pacientes com TC quando comparados aos controles (p= 0,045 and 0,003 respectivamente). Por outro lado, não encontramos diferenças entre os grupos na transferência de triglicérides e fosfolípides. Os resultados nos mostram que a transferência de colesterol e éster de colesterol está diminuída no TC. Como o éster de colesterol é o principal constituinte do núcleo da HDL, a menor transferência de colesterol para a HDL pode ter contribuído para o menor diâmetro da HDL observado neste grupo. Estas alterações no metabolismo da HDL podem potencialmente desestabilizar o pool de colesterol plasmático e o transporte reverso de colesterol. Este achado pode contribuir para o acelerado processo aterosclerótico que frequentemente ocorre nestes pacientes.
Título em inglês
HDL size and ability of acceptance cholesterol, cholesteryl ester, phospholipids and triglycerides from an artificial lipoprotein (LDE): study with heart transplantation patients in treatment.
Palavras-chave em inglês
Case-control studies
Emulsions
Heart transplantation
In Vitro
Lipoproteins HDL
Nanoparticles
Resumo em inglês
After the first year from the transplantation procedure transplant coronary heart disease becomes a major complication and the leading cause of late morbity and mortality of those patients. After the first year, roughly 40% of heart transplantation (HT) patients develop hyperlipidemias what is implicated in the genesis of transplant coronary heart disease. Alterations in plasma lipid metabolism such as disturbed chylomicron and low-density lipoprotein (LDL) metabolism were also reported. On the other hand, levels of high-densitylipoprotein (HDL) cholesterol are controversy in those patients. It has been perceived that the estimation of the lipoprotein concentration does not suffice to evaluate the overall HDL protective role and that the functional aspects of the lipoprotein should be tested. In this study, the fundamental property of HDL to receive lipids from other lipoproteins modeled by a artificial lipoprotein (LDE) was tested in HT patients, together with size and the HDL-associated antioxidant paraxonase 1 (PON 1). We studied 20 heart transplantation patients and 20 healthy normolipidemic subjects paired for sex, age and body mass index. Blood samples were collected after 12h fasting, for determination plasma lipids, glucose, paraxonase 1 activity, HDL size and transfer of lipids from LDE to HDL. The total cholesterol and LDL cholesterol concentration did not differ in the two groups, whereas HDL cholesterol was smaller in HT (p=0.01). Triglycerides were roughly 40% greater than those of the controls (p=0.001). Apo A-I e apo B concentration values were similar comparing HT patients with controls. Plasma glucose was greater in HT than in controls (p=0.008). HDL particle diameter was smaller in HT patients then in controls (p=0.047), whereas the activity of PON 1 is not different in both groups. The transfer of cholesterol and cholesteryl ester from LDE to HDL were smaller in HT patients than in controls (p= 0.045 and 0.003, respectively). On the other hand, there was no difference in the transfer of triglycerides and phospholipids between HT patients and controls. The results showed that the acceptance of cholesterol and cholesteryl esters by the HDL fraction is diminished in HT. Since cholesteryl ester constitute most of the HDL core and cholesterol is transformed in cholesteryl ester, decreased acceptance of both cholesterol from other lipoprotein particles may account for the smaller HDL particle diameter found in the HT patient group. These alterations in HDL metabolism can potentially destabilizing the plasma cholesterol pool and the reverse cholesterol transport. This finding can contribute for the accelerated atherosclerotic process that commonly occurs in those patients.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
camilagoespuck.pdf (714.86 Kbytes)
Data de Publicação
2007-10-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.