• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Vinicius Borges Cardozo Esteves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Lemos Neto, Pedro Alves (Presidente)
Hajjar, Ludhmila Abrahão
Lisboa, Luiz Augusto Ferreira
Mattos, Luiz Alberto Piva e
Título em português
Ocorrência de eventos clínicos tardios em pacientes submetidos à revascularização híbrida versus cirúrgica do miocárdio mediante a aplicação do escore SYNTAX
Palavras-chave em português
Doença da artéria coronariana
Ensaio clínico controlado aleatório
Intervenção coronária percutânea
Mortalidade
Revascularização miocárdica
Revascularização não planejada
Resumo em português
Introdução: A abordagem terapêutica da doença coronária multiarterial é possível por meio da aplicação de farmacologia dedicada em associação à revascularização miocárdica, seja por meio de intervenção coronária percutânea ou de cirurgia. Visando a reduzir os maiores limitantes destas duas estratégias, surge como alternativa o procedimento de revascularização híbrida, que objetiva combinar o que cada uma das técnicas tradicionais mais oferece em relação a benefícios para os pacientes. Objetivos: Avaliar a segurança e a eficácia da revascularização híbrida quando comparada à cirurgia convencional por meio da aferição da ocorrência da taxa de eventos cardiovasculares adversos compostos, como mortalidade global, infarto agudo do miocárdio, revascularização não programada e acidente vascular cerebral ao término de dois anos de acompanhamento clínico. Metodologia: Estudo piloto, prospectivo, unicêntrico e randomizado, que visa à inclusão de 60 pacientes, na proporção 2:1 para revascularização miocárdica híbrida ou convencional. Anatomicamente, os pacientes devem exibir acometimento coronariano triarterial e escore SYNTAX de valor intermediário a alto ( > 22), além de consenso do time cardíaco de que ambas as estratégias, cirúrgica ou percutânea, sejam viáveis para o tratamento. Resultados: Entre agosto de 2014 e outubro de 2018 foram incluídos 60 pacientes no estudo, sendo 40 no grupo híbrido e 20, no grupo controle, com período de acompanhamento clínico médio de 802 ± 500 dias. As características clínicas e demográficas da população foram semelhantes entre os grupos. O escore SYNTAX foi de 29,0 ± 4,3 no grupo cirurgia convencional e de 28,3 ± 4,7 no grupo híbrido (p = 0,60). A taxa total de eventos cardiovasculares adversos ao final de dois anos foi de 19,3% no grupo híbrido e de 5,9% no grupo controle, com incidência de mortalidade global (5,0% vs. 0%), infarto agudo do miocárdio (12,5% vs. 5,9%) e revascularização não programada (14,5% vs. 5,9%), sem diferença estatisticamente significativa. Conclusões: Nesse estudo piloto, a revascularização miocárdica híbrida mostrou-se factível porém associada a taxas crescentes de eventos cardiovasculares adversos ao longo de 2 anos de seguimento, ao passo que o grupo controle, tratado com cirurgia tradicional, mostrou-se com baixa incidência de complicações maiores no mesmo período. Esses resultados sugerem a necessidade de futuros estudos que visem otimizar e melhor avaliar o desempenho clínico da abordagem híbrida de revascularização miocárdica
Título em inglês
Occurrence of late clinical events in patients submitted to hybrid versus surgical myocardial revascularization using the SYNTAX score
Palavras-chave em inglês
Coronary artery disease
Mortality
Myocardial revascularization
Percutaneous coronary intervention
Randomized clinical trial
Unplanned revascularization
Resumo em inglês
Introduction: Coronary artery bypass grafting and percutaneous coronary intervention with drug eluting stents are the standard invasive strategies treatments for coronary artery disease. Hybrid myocardial revascularization merges the benefits of surgical approach with the advantages of state of the art percutaneous coronary intervention with second-generation drug eluting stents. Objective: This study aims to assess the long term safety and efficacy of hybrid procedures in comparison with traditional coronary artery bypass grafting regarding the combined end point rate of all cause death, acute myocardial infarction, unplanned revascularization and stroke at the end of 2 years of follow up. Methods: Pilot, prospective, randomized, single center trial enrolling 60 patients with multivessel coronary artery disease. Following diagnostic angiography demonstrating significant multivessel coronary disease (SYNTAX Score > 22) and consensus of the heart team, patients were consented and randomized 2:1 to hybrid treatment or conventional coronary artery bypass grafting. All patients were evaluated by the composite measure of major adverse cardiovascular events, defined as all cause death, myocardial infarction, stroke or unplanned revascularization. Results: From August 2014 to October 2018, 60 patients were enrolled with a mean follow-up of 802 ± 500 days. Clinical characteristics were similar between groups. The mean SYNTAX Score was 29.0 ± 4.3 at the control group and 28.3 ± 4.7 at the hybrid group (p=0.60). The total event rate was 19.3% at the hybrid group and 5.9% at the surgical group (p=0.35), with incidences of all-cause death (5.0% vs. 0%), acute myocardial infarction (12.5% vs. 5.9%) and unplanned revascularization (14.5% vs. 5.9%), not statistically different. Conclusions: In this trial, hybrid myocardial revascularization was feasible, but associated with increasing rates of major adverse cardiovascular events during 2 years of clinical follow up, while the control group treated with conventional surgery presented with low rates of complications during the same period. The small sample number does not provide precision for the analysis and the results warrant careful attention in future clinical trials
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.