• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
Documento
Autor
Nombre completo
Mary Grace Pereira Andrioli
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Prieto, Rosangela Gavioli (Presidente)
Alencar, Anderson Fernandes de
Galvão Filho, Teófilo Alves
Manzini, Eduardo Jose
Molina, Karina Soledad Maldonado
Título en portugués
Desenvolvimento de recursos na área de tecnologia assistiva: desafios e possibilidades em institutos federais
Palabras clave en portugués
Deficiência
Instituto federal
Política educacional
Tecnologia assistiva
Resumen en portugués
A Tecnologia Assistiva é uma área do conhecimento interdisciplinar reconhecida como alternativa relevante para favorecer a autonomia e a independência de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Entretanto, no Brasil, há vários fatores que têm dificultado o seu acesso: desde o alto custo e dependência de importações à falta de divulgação das iniciativas existentes. Assim, partiu-se da hipótese de que instituições de educação pública voltadas à formação profissional e desenvolvimento científico e tecnológico poderiam ter um importante papel nessa área, tal como expresso na Lei no 11.892 que em 2008 criou os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Diante desse contexto, foi proposta a seguinte questão: de que forma essas instituições têm atuado no desenvolvimento de recursos de Tecnologia Assistiva? Para satisfazer tal questionamento, esta tese teve como objetivos descrever e analisar as iniciativas de desenvolvimento de Tecnologia Assistiva realizadas em dois câmpus de Institutos Federais, um localizado em Campinas-SP e outro em Bento Gonçalves-RS, buscando compreender as características do processo de desenvolvimento dos recursos, o público para o qual são destinados, perfil das equipes envolvidas, as condições institucionais e de que forma tem sido pensado o compartilhamento dos conhecimentos relacionados. Foi adotada abordagem qualitativa, e as técnicas de coleta de dados constituíram-se em entrevista semiestruturada e fontes documentais públicas, além de registros dos próprios pesquisadores. A análise dos dados foi baseada no referencial legal e teórico relacionado com Tecnologia Assistiva em consonância com as finalidades e objetivos expressos na Lei supracitada. Os resultados revelaram forte potencial de desenvolvimento de recursos de Tecnologia Assistiva, predominando as soluções consideradas de baixo custo, sendo, na maioria das vezes, baseadas em hardware aberto (que permite conhecer, realizar modificações e compartilhar os resultados). Ainda assim, e levando em conta que os dois grupos possuíam realidades distintas, sendo uma iniciativa com equipe institucionalizada e a outra não, mostrou-se relevante considerar tal desenvolvimento articulado à oferta de serviços via ações de extensão, apoiando os Núcleos que atendem pessoas com deficiência nas instituições, além de fomentar pesquisas na área. Por outro lado, uma dificuldade recorrente em ambas as iniciativas foi relacionada à aquisição de componentes para o desenvolvimento dos recursos, que acabam sendo muitas vezes custeados pelos próprios pesquisadores, recaindo em diversos momentos em uma perspectiva de autossustentabilidade. Nas duas iniciativas, o compartilhamento de conhecimentos e recursos faz parte das intenções dos entrevistados, o que revela a necessidade de estabelecer uma política própria para essa finalidade, bem como criar repositórios que favoreçam o licenciamento aberto, formato entendido como mais adequado. Por fim, sugere-se que o Estado assuma o fomento de políticas para institucionalização dessa área, garantindo não somente equipe, mas infraestrutura e recursos para manutenção das atividades, aproveitando-se e fortalecendo a organização em rede e a territorialidade dos Institutos Federais.
Título en inglés
Development of resources in the area of assistive technology: challenges and possibilities for Brazilian federal institutes
Palabras clave en inglés
Assistive technology
Deficiency
Educational policy
Federal institute
Resumen en inglés
Assistive Technology is an interdisciplinary knowledge area recognized as highly relevant to the independence and autonomy of people with deficiency and reduced mobility. In spite of this relevance, there are several factors which have made access to Assistive Technology in Brazil. The hypothesis of this work is that public educational institutions involved in professional education and scientific and technological development could have an important role in this area. Federal Law 11,892 of 2008, that created the countrywide Federal Institutes of Education, Science and Technology, expressed this possibility. This led to the question that guided this research: How have these institutions promoted the development of resources for Assistive Technology? To answer this question, this work set as its objectives: to describe and analyze the initiatives in the area of Assistive Technology development in two câmpus: one in Campinas, SP, the other in Bento Gonçalves, RS; o seek to comprehend the characteristics of each research initiative, in special: its target population; its research team; the institutional arrangements; the resources involved; he sharing model, both for the knowledge generated and the technologies developed. A qualitative methodological approach was chosen. Data were collected through semi structured interviews and from public documentary sources and documents provided by the researches themselves. Data analysis was based on the legal and theoretical framework and the objectives and goals provided by the above mentioned law. The results obtained revealed a strong potential for the development of Assistive Technology resources in the two institutions and among the researchers involved especially low-cost open hardware resources (which legally allow the sharing of results and even their modification institutions and persons benefitting from this sharing). The two institutions discussed in this work confronted distinct realities. In one case the research team was institutionalized, in the other, not. In spite of this fact, it was deemed important to articulate the research with community service, through the Nuclei of Support to People with Specific Needs. One difficulty identified in both initiatives involved the acquisition of components required for the development of resources. Sometimes the researchers themselves these components with their own money, thus impairing the prospects of project sustainability. In both initiatives, the sharing of knowledge and resources was part of the original intention of the researchers. The definition of public policies that make this viable and the creation of repositories of solutions that favor open licensing (the most adequate alternative in the area of Assistive Technology) are therefore required. Finally, it is suggested that the State should assume the role of defining policies that will make it easier the institutionalization of this area, guaranteeing that the area has qualified personnel, infrastructure, materials and financial resources for its regular operation. The State should also strengthen the territoriality of the Federal Institutes and their network interconnection.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-08-31
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2014. Todos los derechos reservados.