• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2018.tde-30012018-142436
Documento
Autor
Nome completo
Talita Dias Miranda e Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Vicentini, Paula Perin (Presidente)
Demartini, Zeila de Brito Fabri
Dias, Marina Celia Moraes
Gallego, Rita de Cassia
Souza, Elizeu Clementino de
Título em português
De pajens a professoras de educação infantil: representações acerca da carreira e das condições de trabalho no município de São Paulo (1980-2015)
Palavras-chave em português
Carreira e condições de trabalho
Educação infantil
Formação de professores
História oral
Resumo em português
Essa pesquisa investiga as representações da carreira e das condições docente de profissionais da Educação Infantil no município de São Paulo entre 1980 e 2015. Em 2015 o município de São Paulo completou oitenta anos de atendimento da Educação Infantil, passou por diferentes concepções acerca do que significa a criança pequena na sociedade e o que vem a ser educá-la. Por consequência, diferentes concepções do papel e função do profissional e plano de carreira (vínculo empregatício, formação exigida, atividades desenvolvidas e remuneração). As políticas públicas voltadas para os profissionais de Educação Infantil em São Paulo, sobretudo nas questões de contratação e plano de carreira, podem ser organizadas em três grandes períodos: 1- o primeiro com a expansão em ampliação do atendimento no início de 1980; 2- a migração da Secretaria de Assistência Social (SAS) para a Secretaria Municipal de Educação (SME) e mudança de cargos e carreiras (2001-2004); 3- após a integração, se deu o primeiro concurso e plano de carreira como professores (2005). O último concurso realizado para contratação foi em 2015, sendo o marco temporal para identificar as mudanças no plano de carreira dos profissionais. Com o objetivo de compreender de que maneira se deram as mudanças e quais as representações de carreira e trabalho dos profissionais da Educação Infantil, o trabalho por meio da história oral e da abordagem biográfica recolheu e analisou questionários e entrevistas de história oral de vida, formação e profissão de trezes profissionais sendo quatro profissionais que ingressaram no primeiro período como pajens no primeiros anos de 1980 (três recém aposentadas), quatro que ingressaram no segundo período como Auxiliar de Desenvolvimento Infantil (ADI) entre 1992 e 2004, quatro que ingressaram no terceiro e último período de mudança de carreira como professoras de Educação Infantil, entre 2005 e 2015, e uma profissional que ingressou como ADI e percorreu todo o percurso de carreira, foi coordenadora pedagógica e hoje é diretora de um Centro de Educação Infantil. A pesquisa também utilizou como fontes os documentos e orientações para os profissionais de Educação Infantil durante os períodos estudados presentes no Centro de documentação e memória técnica documental (CEDOC) da Secretaria de Educação do município. O trabalho adotou a perspectiva sóciohistórica com intuito de compreender de que maneira as diferenças existentes nas trajetórias de origem, formação e instituições de trabalho geram distinções e afetam o modo como elas se relacionam com a profissão e a carreira docente. Assim, o estudo teve como referencial teórico autores como Bourdieu, Nóvoa, Huberman, Fanfani e Tardif para identificar de que modo as origens sociais, as trajetórias de vida, formação e ingresso na carreira em períodos distintos produzem especificidades e diferenças em relação as representações de carreira e condições de trabalho para as profissionais que atuam/atuaram (três aposentadas) na Educação Infantil. Percebeu-se que os percursos de vida, formação e profissão das profissionais que ingressaram como pajens apesar de apresentar questões específicas da carreira, apresentam ao mesmo tempo, questões similares das profissionais que ingressaram como ADI no que tange a escolha e ingresso na carreira, apresentando diferenças das que ingressaram como professoras. De um modo geral percebeu-se que com as exigências das políticas para mudança de cargo, os processos de formação e profissionalização as origens sociais e familiares das profissionais ocupam um papel importante em suas trajetórias que revelam uma valorização da escolarização e o ingresso no trabalho como estratégia de ascensão social. No que tange as políticas públicas e o plano de carreira das profissionais, percebeu-se mudanças, mas também a necessidade de continuidade quanto aos processos de formação, profissionalização, a construção e reconhecimento da identidade como docência.
Título em inglês
From pajens to childhood educators: representations about career and working conditions in the city of São Paulo (1980-2015)
Palavras-chave em inglês
Career and working conditions
Early childhood education
Oral history
Teacher training
Resumo em inglês
This research investigates the representations of the career and the teaching conditions of professionals of Early Childhood Education in the city of São Paulo between 1980 and 2015. In 2015 the municipality of São Paulo completed eighty years of attendance of Early Childhood Education, went through different conceptions about what it means the small child in society and what comes to be educating it. Consequently, different conceptions of the role and function of the professional and career plan (employment relationship, required training, activities developed and remuneration). Public policies aimed at the professionals of Early Childhood Education in São Paulo, especially in hiring and career planning, can be organized in three great periods: 1- the first with the expansion in expansion of the service in the beginning of 1980; 2- the migration of the Secretariat of Social Assistance (SAS) to the Municipal Department of Education (SME) and change of positions and careers (2001-2004); 3- After the integration, the first contest and career plan as teachers (2005) was given. The last public tender for recruitment was in 2015, being the time frame to identify the changes in the professional career plan. In order to understand how the changes were made and which representations of career and work of the Early Childhood Education professionals, the work through oral history and the biographical approach collected and analyzed questionnaires and interviews of oral history of life, formation and profession of four professionals who entered the first period as pajens in the early 1980s (three newly retired), four who entered the second period as Auxiliary of Child Development (ADI) between 1992 and 2004, four who entered the third period and last period of career change as teachers of Early Childhood Education, between 2005 and 2015, and a professional who joined as an ADI and traveled throughout her career, was a pedagogical coordinator and is now director of a Center for Early Childhood Education. The research also used as sources the documents and guidelines for the professionals of Early Childhood Education during the studied periods present in the Documentation Center and Documentary Technical Memory (CEDOC) of the Education Department of the municipality. The work has adopted the socio-historical perspective in order to understand how the differences in the trajectories of origin, formation and work institutions generate distinctions and affect the way they relate to the profession and the teaching career. Thus, the study was based on Bourdieu, Nóvoa, Huberman, Fanfani and Tardif, in order to identify how social origins, life trajectories, formation and career entry in distinct periods produce specificities and differences in relation to the representations of career and working conditions for professionals who act / act (three retired) in Early Childhood Education. It was noticed that the life, training and profession paths of the professionals who entered like pajens despite presenting specific career questions, present at the same time, similar questions of the professionals who entered as ADI in the choice and career entry, presenting differences of those who entered as teachers. In general, it was perceived that with the demands of the policies for change of position, the processes of training and professionalization the social and family origins of the professionals play an important role in their trajectories that reveal a valuation of schooling and the entry into work as strategy of social ascension. Regarding the public policies and career plan of the professionals, changes were noticed, but also the need for continuity in the processes of formation, professionalization, construction and recognition of identity as teaching.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-02-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.