• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2007.tde-29032007-153750
Documento
Autor
Nome completo
Uira Fernandes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Maria Isabel de (Presidente)
Pimenta, Selma Garrido
Rios, Terezinha Azeredo
Título em português
O currículo na encruzilhada pós-moderna - um estudo de caso de uma escola pública paulistana
Palavras-chave em português
Escola
modernidade
pós-modernidade
teoria e prática do currículo.
Resumo em português
O presente trabalho parte do debate posto pelo pensamento pós-moderno aos estatutos da modernidade e procura investigar sua relação com a teoria e prática educacional e mais especificamente escolar e com o campo do currículo. Buscou-se analisar como o pensamento, o discurso e a condição pósmoderno podem e/ou afetam o currículo e a vida da escola. Para isso, a pesquisa lançou mão de um estudo de caso de uma escola pública de Ensino Fundamental de forma a analisar as múltiplas dimensões da vida escolar e as ações, práticas e discursos dos diferentes integrantes da escola ? professores, alunos, direção, coordenação e agentes escolares. Buscou-se assim, refletir sobre como a escola e seu currículo se colocam diante do pensamento, discurso e condição pós-modernos, e como a posição pós-estruturalista pode ?ler? os fenômenos do currículo escolar. Em termos de resultados da pesquisa procurou-se estar atento ao que dizia o campo, a escola, sem perder de vista quais debates travavam os diferentes matizes do pós-moderno em educação. O lema do ?aprender a aprender?, seja como ideologia do capitalismo atual, seja como forma discursiva dominante no cenário pedagógico contemporâneo, mostrou-se presente em práticas e discursos de diversos integrantes da escola. Em um segundo momento, refletiu-se sobre como o mundo do trabalho e a cidadania se interseccionam com o universo da escola e seu currículo. Analisou-se, assim, os desafios e avanços que esta escola tem conseguido para nela desenvolver e implementar uma cultura mais democrática em sua gestão e por procurar aproximar-se da comunidade, vinculando-se através da cultura, do esporte e do saber. Por outro lado, as barreiras sociais impostas às camadas pobres para a mobilidade e ascensão social ? por meio do emprego, do acesso aos bens de consumo e da extensão da vida estudantil até a universidade ? tornam ainda maiores na medida em que a escola está submetida à lógica neoliberal do Estado Mínimo, à maximização dos resultados com o mínimo de recursos financeiros, à desvalorização do professor e a uma pedagogia calcada no aprender a aprender. No terceiro momento, analisou-se as contribuições da perspectiva pós-estruturalista, sobretudo de linha foucaultiana, na compreensão do currículo escolar. Para isso, compreendeu-se o currículo como política cultural, como lugar de disputa por determinadas narrativas e pelo ?direito? de se narrar o ?outro?. A abordagem destas questões referentes ao diálogo entre teoria e empiria, se guiou pela proposição de se situar criticamente em relação a pós-modernidade. Seja relevando seus aportes que enfrentam certos estatutos da modernidade e seus efeitos de dominação, como o universalismo e a neutralidade da razão e da ciência, as meta narrativas e a concepção de sujeito do conhecimento autocentrado presentes nas teorias (críticas) educacionais, seja pela necessidade de se apontar o risco de adesão aos ideais neoliberais do capitalismo atual através de práticas pedagógicas e políticas educacionais, o objetivo deste estudo foi refletir sobre possíveis interconexões e relações a respeito da teoria e prática educacionais com o pós-moderno quando se debruça sobre a escola e o currículo na atualidade. Este estudo se balizou, dentre outros autores, em Silva (1999, 1999b), Moreira (1994, 1997), Duarte (2001), Canário (1996), Foucault (2000) e Santos (1999).
Título em inglês
The curriculum in the post modern crossroad - a research in a São Paulo's public school
Palavras-chave em inglês
Modernity
Post-Modernity
School
theory and practice of the curriculum.
Resumo em inglês
This work starts from the discussion presented by the post-modern thought before the rules of modernity and tries to investigate its relation with the educational theory and practice, and more specifically the school?s and its curriculum field. I tried to analyze how the post-modern way of thinking, the discourse and the condition can and/or may affect the curriculum and school life. For this, the research has studied a primary public school to analyze the multiple dimensions in school life and the actions, practices and discourses of different school members ? teachers, students, the principal, coordinators and school agents. Therefore, I aimed to reflect how the school and its curriculum are placed before the post-modern thought, discourse and conditions, and how the poststructural position can ?read? the phenomena of the school?s curriculum. According to the results of the research I tried to be aware of what the field and the school said, without losing track of what discussions were held between the different shades of the post-modern in education. The motto of ?learning to learn?, either as an ideology of the present capitalism, or as a dominant discursive form in the contemporary pedagogical scenario has showed itself to be present in practices and iscourses by different school members. On a second moment, I reflected how the working world and the citizenship intertwine with the school universe and its curriculum. I analyzed, therefore, the challenges and the advances that this school has achieved to develop, to implement a more democratic culture by means of its direction and to get closer of the community, binding through culture, sport, and knowledge. On the other hand, the social barriers imposed to the poorer tracts of society to provide social mobility and ascension ? though jobs, the access to consuming goods and the extension of student life up to college ? have become even greater as long as school is submitted to the neo-liberal logic of the Minimal State, to the maximization of the results with the minimum financial resources, to the devaluation of teachers, and a pedagogy rooted in learning to learn. On a third moment, I analyzed the contributions of the post-structural perspective, mainly of the Foucault line, for the understanding of the school curriculum. For this, I understood the curriculum as a cultural policy, as a place for dispute of certain narratives and for the ?right? to narrate the ?other?. The approach of these questions concerning the dialogue between the theory and the empirics was guided by the proposition of placing oneself critically before post-modernity. Either emphasizing its rapports that face certain rules of modernity and its dominating effects, like the universalism and the neutrality of reason and science, the discursive targets and the conception of the subject of self-centered knowledge present in the (critical) educational theories, or the need to point out the risk of adhering to the neo-liberal ideals of the present capitalism through pedagogical practices and educational policies, the object of this study was to reflect about some possible interconnections and relationships between the educational theory and practice and the post-modern when we focus on the school and its curriculum today. This study was based, among other authors, on Silva (1999, 1999b), Moreira (1994, 1997), Duarte (2001), Canário (1996), Foucault (2000) and Santos (1999).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-04-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.