• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2010.tde-22122011-092721
Documento
Autor
Nome completo
Chie Hirose
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Lauand, Luiz Jean (Presidente)
Castro, Roberto Carlos Gomes de
Horta, Sylvio Roque de Guimarães
Madureira, José Gabriel Perissé
Yanaze, Mitsuru Higuchi
Título em português
A experiência do corpo na cerimônia do chá - subsídios para pensar a educação
Palavras-chave em português
cerimônia do chá
corpo
educação integrada
oriente e ocidente
ritos
Resumo em português
Este trabalho discute valores pedagógicos associados ao corpo na tradição oriental, em diálogo com o pensamento filosófico do Ocidente. Discute uma concepção abrangente de corpo, sugerida pela antiga palavra japonesa Mi () em relação com a Cerimônia do Chá (Chanoyu)(), uma instituição que, de certo modo, resume em si a visão oriental de educação (Zen, Tao, ritos, corpo na educação etc.). Este é precisamente o método da antropologia filosófica segundo Josef Pieper (método que assumimos nesta tese): já que não se dá acesso direto ao ser do homem, mas só por caminhos indiretos, a partir de instituições, linguagem (comum) e seus modos de agir. Além do Chanoyu (neste trabalho, mera referência e não uma proposta curricular), a língua japonesa oferece também importantes indicações para a Antropologia: particularmente a palavra Mi, que aponta para um corpo expandido, relacional, e transcendente (em oposição ao corpo fragmentado, isolado proposto pela moderna filosofia ocidental desde Descartes , realidade estanque na dicotomia mente/corpo). O Chanoyu remete ao Chado (caminho do chá) (), todo um estilo de vida, com seus valores pedagógicos: voltar-se e abrir-se para o Outro, generosidade, reverência, criatividade e espontaneidade, sintonia com a natureza, ligação com a sabedoria histórica, contemplação etc. Também esses valores só podem ser acessados de modo indireto. E são especialmente importantes quando a maior parte de nossa cultura escolar contemporânea ocidental (tendência que se faz presente também no moderno Oriente) enfatiza e estimula habilidades e objetivos racionais, obtidos por meio de procedimentos operacionais, deixando pouco espaço para os valores tradicionais do Oriente: dom, voz média, ritos, educação do fingir (na qual o corpo age sobre o espírito) etc. (valores que também pertencem à tradição ocidental antiga e medieval: examinamos o caso de Tomás de Aquino). A educação propiciada pela experiência integrada: corpo que pensa mente que sente, emerge em contínua interação humana e em face da natureza. Daí a conexão com os principais valores do Chado: harmonia ( wa), respeito ( kei), pureza ( sei) e tranquilidade ( jaku). Além do wabi. Ao discutir esses temas, uma ferramenta metodológica importante nos é dada pelo pensamento confundente. Nossas conclusões apontam para uma concepção de educação na qual a dicotomia mente / corpo deve ser substituída por uma educação integrada para um ser integrado. O Chanoyu oferece um caminho.
Título em inglês
Experiencing the Body in Tea Ceremony - Subsidies to Thinking Education
Palavras-chave em inglês
ceremony of tea
east and west
education
mind-body
rites
Resumo em inglês
This dissertation discusses pedagogical values in Eastern Tradition compared to Western Philosophy of Education. A comprehensive conception of body suggested by the ancient Japanese word Mi () is examined in association with Tea Ceremony (Chanoyu) (), an institution which, in a certain way, epitomizes Eastern focus (Zen, Tao, rites and education, body and education etc.). Precisely this is the anthropological method according to Josef Pieper (model which we assume): since there is no direct access to human being itself, but only by indirect means, examining institutuions, common language and ways of acting is required. Besides the Chanoyu (and in this dissertation, Chanoyu is just a reference: we do not propose Chanoyu in brazilian schools), Japanese common language also offers important hints on Anthropology: specially the word Mi, for the expanded body, the relational body, transcendent body (in opposition to the fragmented, isolated body of the modern western Philosophy since Descartes , separated by the mind/body dicothomy from the whole of human reality). Chanoyu is associated to Chado (), the way of tea, with its pedagogical values: turning and opening to the other, generosity, creativity and spontaneity, linked with history, living in tune with nature, beholding etc. These values also can be accessed only trough an indirect way. And are specially important today, when the most part modern Western School Education (and even the Modern Eastern world) stresses and encourages skills and behaviour goals, to be obtained by means of established operational procedures and there is little room for Eastern traditional way: gift, middle voice, rites, pretending education (in which body influences spirit) etc. (although Ancient and Medieval Western Tradition we examine the case of Thomas Aquinas fostered these values too). Education through integrated experience, thinking body - feeling mind, emerging in continuous human interaction and facing nature. And so the main principles Chado set forward: harmony ( wa), respect ( kei), purity ( sei), and tranquility ( jaku); are still central to Chanoyu, tea ceremony. Wabi is also examined. In discussing such matters, confounding thinking (Ortega y Gasset) is another important methodological tool. Our conclusions point to a conception of education in which mind / body dicothomy must be replaced by an integrated education for an integrated being. Chanoyu shows a way.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CHIE_HIROSE.pdf (4.27 Mbytes)
Data de Publicação
2012-01-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.