• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2012.tde-22112012-091328
Documento
Autor
Nome completo
Eliane Gomes da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Baumel, Roseli Cecilia Rocha de Carvalho (Presidente)
Neira, Marcos Garcia
Sant'Agostino, Lucia Helena Ferraz
Silva, Luciene Ferreira da
Silva, Pierre Normando Gomes da
Título em português
Movimento e educação infantil: uma pesquisa-ação na perspectiva semiótica
Palavras-chave em português
Conduta docente
Educação infantil
Movimento
Pesquisa-ação
Semiótica
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é investigar a possibilidade de articular, na prática pedagógica da educação infantil, elementos teóricos e procedimentos didáticos que viabilizem o movimento, a simultaneidade sígnica (linguagens) e as relações comunicativas. A compreensão do movimento como significativo deriva da teoria do Se-Movimentar, de base fenomenológica, para a qual o movimento é ação expressiva e significativa dos sujeitos na relação com o mundo e com os outros, e por isso é o fio condutor da prática pedagógica com crianças e coexiste com outras linguagens. Para tal, recorre-se à Semiótica ou Lógica Geral dos Signos, desenvolvida por Charles S. Peirce, a qual propõe um método geral de produção do conhecimento, ao considerar que investigar é condição própria de todas as inteligências capazes de aprender com base na experiência. Entende-se, então, método como modo de pensar e agir na prática pedagógica em coerência com o modo específico de ser-criança: corpo-movimento. As estratégias de intervenção em campo, realizada em uma instituição de educação infantil, seguiram princípios da pesquisa-ação, e privilegiaram os jogos, brincadeiras e atividades rítmicas. No processo investigativo, observou-se, especialmente, se os apelos expressivos e significativos das crianças afetavam a percepção das professoras, de sorte a confrontar suas crenças, instaurar-lhes dúvidas e admitir a necessidade de rever suas futuras condutas docentes em direção às crianças e seus processos de significação. Ou seja, ao possibilitar experiências sensíveis/significativas às crianças, buscou-se criar para as professoras oportunidades de reflexão sobre a qualidade (princípios e concepções) das práticas pedagógicas, de modo a efetivamente incluir as crianças como partícipes de um processo pedagógico entendido como relações comunicativas. As quatro professoras participantes revelaram diferentes graus de engajamento na pesquisa-ação, e apenas uma delas envolveu-se intensamente até o final do processo. A conclusão é que essa professora incorporou à sua vida o hábito da investigação, de tal sorte que é possível afirmar que a observação de si mesma e de seus alunos foi o principal instrumento para o seu aprendizado como professora-pesquisadora, na medida que somente o hábito da reflexão voluntária, insistente e sistemática é capaz de levar um sujeito a dominar e superar crenças e hábitos rumo à criação de novos conhecimentos e, portanto, à transformação das condutas docentes. Assim, a atitude investigativa da professora levou à generalização dos conhecimentos que ela produziu a partir de sua própria prática. Pode-se perceber, no caso dessa professora, a concretização de dois princípios necessários para uma prática comunicativa: (i) a capacidade de perceber e interpretar as expressividades significativas das crianças; e (ii) a disposição para o compartilhamento das experiências pedagógicas. Conclui-se que o processo de mediação sígnica (quer dizer, relações e produções sígnicas) é o nutriente da ação pedagógica. Nessa medida, a ação pedagógica é configurada em uma estrutura semiótica, de permanência contínua, que alcança todas as dimensões e níveis de um sistema educativo concebido como processo dialógico-comunicativo.
Título em inglês
Movement in childrens education: an action-research in a semiotic perspective.
Palavras-chave em inglês
Action-research
Children education
Movement
Semiotic
Teacher conduct
Resumo em inglês
The aim of this thesis is to investigate the possibilities of articulating theoretical elements and didactic procedures, in Child Education pedagogical practice, to promote movement, simultaneity of signs/languages and communicative relationships. Understanding movement as meaningful in itself comes from the Self-Movement theory, based on Phenomenology, which sees movement as a significant and expressive action of Subjects in their relationship with the world/others: the main basis in childrens pedagogical practice, coexisting with other languages/signs. Thereupon, we have recurred to Semiotic, the Logical Theory of Signs developed by Charles Sanders Peirce, which proposes a general method of knowledge production based on the principle that inquiring is the particular condition of all minds able to learn from experience. We then consider method as the way of thinking and acting in pedagogical practice in coherence to the specific way of child-being: body-movement. The intervention strategies realized in the field of a childrens education institution followed the principles of action-research and privileged games, plays and rhythmic activities. It has been observed, during the process of investigation, if teachers perception was affected by the expressive and significant childrens appeals, confronting their beliefs, casting doubts and admitting the need to reconsider the future teaching attitude towards children and their processes of signification. By enabling sensitive/significant experiences to children, teachers have also been given the opportunity to reflect upon the quality of educational practices (principles and conceptions), in order to effectively include the children as participants in an educational process seen as communicative relations. The four participant teachers showed different levels of commitment in the action-research, whereas only one was involved until the end of the process. In conclusion, the latter teacher applied the habit of investigation in her life, making it possible to state that the main tool for her learning process as a researcher/teacher was the observation of herself and her students. Only the voluntary, persistent and systematic habit of reflection can make someone master and overcome habits and beliefs, with the aim of acquiring new knowledge and transforming educational behaviors. Therefore, the teachers investigative attitude led to the generalization of the knowledge she acquired from her own practice, that is, the achievement of two necessary principles for a communicative practice: (i) the ability of noticing and interpreting childrens significant expressiveness, and (ii) the willingness to share educational experiences. Hence, the process of sign mediation (relations and sign productions) is the nutrition for the pedagogical action. Based on that, educational action is represented in a permanent semiotic structure, which reaches all dimensions and levels of an educational system designed as a dialogic-communicative process.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
cap1_2_rev.pdf (652.04 Kbytes)
cap3_rev.pdf (15.56 Mbytes)
cap4_rev.pdf (7.94 Mbytes)
cap5_rev.pdf (551.34 Kbytes)
cap6_rev.pdf (996.48 Kbytes)
capa_rev.pdf (38.23 Kbytes)
ref_rev.pdf (71.50 Kbytes)
Data de Publicação
2012-12-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.