• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2006.tde-21062007-114845
Documento
Autor
Nome completo
Eliana Braga Aloia Atihé
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Porto, Maria do Rosario Silveira (Presidente)
Badia, Denis Domeneghetti
Cox, Maria Inês Pagliarini
Fetizon, Beatriz Alexandrina de Moura
Teixeira, Maria Cecilia Sanchez
Título em português
Uma educação da alma: literatura e imagem arquetípica
Palavras-chave em português
Alma
Arquétipo
Educação
Estruturas antropológicas do imaginário
Imagem
Leitura
Mito
Trajetividade
Resumo em português
Esta tese procura registrar uma história de vida articulada por imagens da literatura apropriadas pela subjetividade no sentido de uma educação do cultivo da alma. Para isso, lanço-me, a partir de alguns trajetos de leitura, a um percurso teórico-analítico de cunho antropoliterário, no qual o texto é compreendido como mito e incorporado à história de vida do leitor como mediador simbólico inter e intrasubjetivo, cuja abertura semântica deve-se justamente à presença da imagem arquetípica segundo noção de James Hillman (1995:10). Os potenciais pedagógicos da literatura são veiculados pelas imagens portadoras do arquétipo como "janelas de aprendizagem" (Paula Carvalho) que permitem que o leitor transite do texto à existência e de volta, num circuito que o auxilia a promover a equilibração de polaridades e a elaboração criativa da alteridade representada, em última instância, pelo inconsciente, no sentido da construção da identidade do ego e em direção à individuação. São eixos organizadores: (1) a Arquetipologia Geral no contexto da Teoria Geral do Imaginário, de Gilbert Durand; (2) a noção de imagem no contexto da Psicologia Arquetípica, segundo James Hillman e (3) a noção de Educação Fática em José Carlos de Paula Carvalho. A partir de uma perspectiva hermenêutica que procura a abertura do discursivo rumo ao existencial (Paula Carvalho, 1998:59), recolho imagens de três obras clássicas da literatura, lidas por mim aos treze anos de idade, e que me conduziram na direção da descoberta da imagem essencial - a da educadora -, processo no qual enxergo a finalidade última da educação. As referidas obras lidas à margem da escola tornaram-se especialmente significativas devido à dinâmica proposta pela dimensão escolar oficial, também ela imprescindível para que a experiência com o significado se construísse. Retorno assim a Madame Bovary, de Gustave Flaubert, como exemplo de uma literatura para a formação da sensibilidade heróica; ao Decamerão, de Giovanni Boccaccio, como exemplo de uma literatura para a formação da sensibilidade mística e a O morro dos ventos uivantes, de Emily Brontë, como exemplo de uma literatura para a formação da sensibilidade dramática.
Título em inglês
An education of the soul: Literature and archetypal image
Palavras-chave em inglês
Anthropological structures of the imaginary
Archetype
Education
Image
Myth
Reading
Soul
Trajectivity
Resumo em inglês
This present study tries to register images of a life history articulated by images of the literature - these latter ones appropriated by the subjectivity towards an education of the soul. Being so, I launch myself, starting from my experiences as a reader, into a theoretical-analytical path based on an anthropo-literary view in which literature is understood as myth and life history, i.e., as inter and intra-subjective symbolic mediator whose semantic openness is due mostly to the presence of the archetypal image - according to James Hillman's denomination ( 1995, 10). The pedagogical potentials of the literature are, in this way, transmitted by the images bearing an archetypal meaning that circulates from the text towards the life of the reader, to promote the equilibrium of the polarities, through the creative elaboration of alterity represented by the unconscious, in the construction of the ego´s identity. The thematic axe's that organize this study are: 1) The General Archetypology, of Gilbert Durand (1997); 2) the notion of image according to the Archetypal Psychology, of James Hillman (1997b). From an hermeneutic perspective, which looks for an openness that goes from the discourse towards the existential (Paula Carvalho, 1998, 59), I get images from three classical novels, in order to understand themselves in the convergence of life with reading, even guiding me to the direction of the discovery of my own essential image or daimon - in which I recognize the objective of education. The mentioned novels were read apart from school. Nevertheless, they became specially significant in my educational process due to the dynamism proposed by the official schooling dimension - also completely necessary so that this experience with meaning could be built. So, I come back to Madame Bovary, by Gustave Flaubert, as an example of a literature that forms the heroic sensibility; to Decameron, by Giovanni Bocaccio, as an example of a literature that forms the mystic sensibility; to O morro dos ventos uivantes, by Emily Brontë, as an example of a literature that forms the dramatic sensibility.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-07-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.