• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Rosana Marques de Souza Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Piassi, Luis Paulo de Carvalho (Presidente)
Almeida, Maria José Pereira Monteiro de
Kimura, Rafael Kobata
Título em português
Fadas, robôs, deuses e dragões: a literatura juvenil no ensino de Ciências
Palavras-chave em português
Ensino de Ciências
Fantasia (Gênero)
Literatura juvenil
Resumo em português
Atualmente, a literatura juvenil é direcionada para o entretenimento e lazer do leitor, com personagens marcantes e histórias que despertam a imaginação por meio dos recursos da fantasia. Obras juvenis de sucesso e popularidade entre os jovens nos mostram que a leitura pode ser prazerosa quando não é obrigatória. Considerando o interesse dos jovens leitores em literatura de fantasia e entretenimento, com base nos estudos de pesquisadores dessa área e em nossa experiência em sala de aula, onde vimos que relacionar alguns temas científicos com a fantasia tornava a aula mais atrativa e compreensível para os alunos, decidimos explorar as possibilidades de aplicação das obras dessa vertente no ensino de Ciências. Selecionamos quatro séries juvenis para explorarmos suas potencialidades no ensino, são elas: Lucky Starr de Isaac Asimov, Artemis Fowl de Eoin Colfer, Como treinar seu dragão de Cressida Cowell e Percy Jackson e os Olimpianos de Rick Riordan. Estas séries possuem o enredo baseado em recursos da fantasia. O percurso gerativo do sentido da semiótica greimasiana, nos auxiliou como referencial de análise na verificação de como a ciência é representada nos livros de fantasia. De maneira geral, vimos que a ciência está presente nas séries de forma implícita, através da tecnologia e seres imaginários como fadas, deuses e dragões. Por ser mais recente e conhecido entre o público, selecionamos o livro O Ladrão de Raios, primeiro livro da série Percy Jackson e os Olimpianos, para o desenvolvimento de atividades e aplicação. As atividades foram aplicadas em uma escola municipal de São Paulo SP, dentro de um projeto de clube de leitura denominado LUCIA (Leituras Universais e Ciência Investigativa para Adolescentes), organizado pelo grupo de pesquisa no qual este trabalho faz parte. O público alvo foi formado por alunos do 8º e do 9º ano do ensino fundamental, com participação dos professores da escola e alunos de graduação da EACH-USP, que atuaram como monitores. Aplicamos duas atividades com uma hora e meia de duração cada, e nossos objetivos foram de verificar se os alunos perceberiam como a ciência estaria representada no livro O Ladrão de Raios, por meio da leitura de trechos da obra, discussão, elaboração de desenhos e questionários, que indicassem a compreensão dos alunos sobre a relação entre a ciência e a mitologia grega presente no livro. Como resultado, depreende-se que a obra escolhida foi viável para a discussão de temas científicos implícitos na história. Além do mais, acreditamos que a literatura juvenil, mais precisamente as obras lidas e admiradas pelos alunos, podem ser utilizadas em sala de aula, permitindo que a ciência seja divulgada, explorada e questionada por meio da fantasia.
Título em inglês
Fairies, robots, gods and dragons: juvenile literature in teaching science
Palavras-chave em inglês
Fantasy (Genre)
Juvenile literature
Science teaching
Resumo em inglês
Currently, juvenile literature is intended for entertainment and leisure of the reader, with remarkable characters and stories that awaken the imagination through fantasy resources. Juvenile works of success and popularity among young people show us that reading can be enjoyable when it is not mandatory. Taking into account the interest of young readers into fantasy and entertainment literature, based on the studies of researchers in this field and in our experience in the classroom, where we saw that relating some scientific issues with fantasy make the lessons more attractive and understandable for students we decided to explore the possibilities of application in teaching science. We have selected four juvenile series to explore their potential in teaching, they are: Lucky Starr by Isaac Asimov, Artemis Fowl by Eoin Colfer, How to Train Your Dragon by Cressida Cowell and Percy Jackson & the Olympians by Rick Riordan. These series have the plot based on fantasy resources. The generative trajectory of the greimasian semiotics helped us as an analytical reference in the verification of how science is represented in fantasy books. Overall, we have seen that science is implicitly present in series, through technology and imaginary beings such as fairies, gods and dragons. Because it is more recent and known among the public, we have selected the book The Lightning Thief, the first book of Percy Jackson & the Olympians series, for development activities and application. The activities were implemented in a public school of São Paulo-SP, in a book club project called LUCIA (Portuguese acronym for Universal Readings and Investigative Science for Teenagers), organized by the research group in which this work is part. The target audience consisted of students from the 8th and 9th grade of elementary school, with participation of school teachers and undergraduates of the EACH-USP, who acted as monitors. We applied two activities with an hour and a half each, and our goals were to assess whether the students would realize how science would be represented in the book The Lightning Thief, by reading the book excerpts, discussion, preparation of drawings and questionnaires, to indicate the students' understanding of the relationship between science and Greek mythology in this book. As a result, it seems that the chosen literary work was feasible to discuss scientific issues implicit in the story. Moreover, we believe that juvenile literature, specifically the books that are read and admired by students, can be used in the classroom, allowing science to be disseminated, exploited and questioned through fantasy.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-10-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.