• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Renata de Oliveira Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Riolfi, Claudia Rosa (Presidente)
Bertoldo, Ernesto Sérgio
Paula, Fraulein Vidigal de
Rezende, Neide Luzia de
Silva, Kelly Cristina Brandão da
Título em português
A(r)riscar-se: o estilo na escrita de crianças
Palavras-chave em português
Ensino fundamental
Escrita
Estilo
Produção de texto
Psicanálise
Resumo em português
Esta pesquisa, inserida nos campos da Educação, Linguagem e Psicanálise, toma, a partir da análise de produções infantis, o estilo como objeto de estudo. Tem por objetivo depreender os recursos linguísticos e discursivos que possibilitem descrever o estilo na escrita de alunos do 3º ao 6º ano do ensino fundamental. Busca, assim, responder à seguinte questão norteadora: Quais recursos linguísticos ou discursivos podem apontar para manifestações do estilo em textos produzidos por alunos do ensino fundamental? Para tanto, defende a tese segundo a qual o estilo emerge quando, abrindo mão de um posicionamento potencialmente seguro, os sujeitos exploram as diversas possibilidades de transcender as normas que regem uma cultura. A perene desconstrução dos ideais de si e do outro é condição necessária para assumir o risco. Esse aspecto remete ao título desta pesquisa: a(r)riscar-se. A partir da homofonia entre a riscar e arriscar, postula-se que as manifestações do estilo estão relacionadas à aposta incerta de desconstruir um Outro absoluto (LACAN, 1960/1998), riscá-lo. Considerando a possibilidade de, ao analisar longitudinalmente os textos produzidos por um mesmo grupo de crianças, localizar traços idiossincráticos (MURRAY, 1922/ 1956) que pudessem ser considerados marcas de estilo, foram coletadas produções dos mesmos alunos, no período em que cursavam do 3º ao 6º ano do ensino fundamental. Esses textos, coletados em quatro turmas de uma escola municipal localizada na zona leste da cidade de São Paulo, foram resultantes de 10 propostas de produção textual. As atividades foram elaboradas a partir dos conteúdos previstos nos planos de ensino de cada ano/ série, de modo que a coleta de dados não interferisse na rotina das turmas. O corpus final foi composto pelas produções dos alunos que participaram de todos os anos da pesquisa e que produziram ao menos seis, das dez atividades propostas. Totalizando, assim, 436 textos, escritos por 51 participantes. A partir de um referencial teórico que conjuga as contribuições da psicanálise de orientação lacaniana, educação e linguagem, verificou-se que o estilo, na escrita de crianças, manifesta-se: a) nos recursos linguístico-estilísticos mobilizados nas produções, os quais sugerem um trabalho com os efeitos estéticos do significante e; b) nas recorrências no que se refere ao gerenciamento das diferentes vozes que compõem o dizer (DUCROT, 1987). Conclui-se, portanto, as manifestações do estilo presentes em textos escolares evidenciam que as crianças, apesar de estarem escrevendo no contexto de uma instituição escolar, sustentam o risco necessário para fazer passar sua singularidade por meio de suas produções.
Título em inglês
(To) risk: style in children writing
Palavras-chave em inglês
Primary school
Psychoanalysis
School texts
Style
Writing
Resumo em inglês
This research, inserted in the fields of Education, Language and Psychoanalysis, focuses on style, studied from the analysis of childrens writings. It aims to deduce the linguistic and discursive resources that would enable the description of the style in primary school children writing. Thus, it quests the following research question: Which linguistic or discursive resources may be expressions of style in texts written by primary school students? For this purpose, it defends the thesis that style arises when, resigning from a potentially safe place, the subjects explore the different possibilities of transcending the standards of a culture. The constant deconstruction of the ideal image of oneself and of the other is the necessary condition for running the risk. This aspect alludes to the title of this research: (To) risk. Considering the homophony between risk (verb) and risk (noun), it is assumed that the expressions of style are related to an uncertain bet that consists of deconstructing an absolute Other (LACAN, 1960/ 1998), making a risk on it. On the assumption that by means of analysing the texts produced by the same group of children, it would be possible to find idiosyncratic marks (MURRAY, 1922/ 1956), writing samples were collected for three years, from 3rd to 6th grades of primary school. Those writing samples were written by four groups from a public school in the city of São Paulo. The writing prompts, 10 in total, were elaborated considering the programme content of each school year, so the activities would not interfere in the routine of the groups. The final corpus (436 samples, written by 51 research participants) consists of the writing samples written by the students that participated in each of the three years the research was conducted and wrote, at least, six samples. The theoretical framework combines the contributions from the fields of Lacanian psychoanalysis, language and education. The analysis demonstrated that style, in childrens texts, expresses through a) the linguistic and discursive resources employed in the writing samples, which suggest an effort in exploring the aesthetic effects of the signifier and; b) the recurrence related to the different voices that compose an enunciation (DUCROT, 1987). It concludes that the style expressions in school texts show that children, even writing under the rules of an institution, are able to sustain the risk that is necessary to support their singularity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-07-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.