• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2006.tde-19062007-152057
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Conrado Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Marandino, Martha (Presidente)
Almeida, Adriana Mortara
Schmidt, Diana Goncalves
Título em português
A relação museu/escola: teoria e prática educacionais nas visitas escolares ao Museu de Zoologia da USP
Palavras-chave em português
Escola
Museu
Parceria
Pesquisa em educação de museus
Práticas pedagógicas
Saberes do educador de museus
Saberes do professor
Resumo em português
Esta pesquisa versa sobre as relações museu/escola. Identifica e confronta os discursos e as práticas educacionais dos profissionais envolvidos. Inserido em uma perspectiva qualitativa de pesquisa em educação, o estudo analisa as práticas presentes na visita de escolas ao Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo. Considera-se que os educadores de museus são portadores de um conhecimento empírico e teórico que é, em grande medida, o responsável pela normatização das atividades educacionais da instituição onde estão inseridos. Outros fatores tais como a história da instituição, sua estrutura administrativa e o contexto social do qual faz parte também são relevantes para o entendimento do campo analisado. São esses aspectos os que vão determinar qual é o discurso dos profissionais de educação responsáveis pela ação educativa de um museu, frente às práticas pedagógicas por eles estabelecidas, passo necessário para compreensão do objeto de estudo. Por outro lado, considera-se também que os professores das escolas são portadores de uma concepção própria a respeito do museu. Qual é essa concepção? Quais são as expectativas destes profissionais que enfrentam inúmeras dificuldades para levarem seus alunos a uma instituição cuja linguagem e conteúdo não lhes são familiares? Suas expectativas são cumpridas durante a visitação? Entender esse universo passa pela observação das práticas desses profissionais quando em contato com a instituição museal. A fim de responder esses questionamentos, optou-se pela confrontação das expectativas desses profissionais (professores e educadores do Museu) com a sua prática em um momento determinado: a visita das escolas ao Museu. Essa escolha baseou-se na verificação de que a visita é o momento onde se efetivam/confrontam as intenções a respeito da prática pedagógica dentro de uma exposição de museu. A escolha do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, e posterior pesquisa empírica nas suas dependências, trouxe à tona outros questionamentos, acerca do papel da educação dentro de uma instituição museológica, voltada historicamente a pesquisa em Zoologia. Para fundamentação das análises propostas foi utilizado o referencial oriundo das pesquisas de educação e pesquisas de público, feitas em museus. Em termos gerais, constatou-se que professores e educadores de Museu têm expectativas semelhantes a respeito do potencial pedagógico das exposições museais. Entretanto, as escolas continuam buscando os museus sem atentar para as especificidades educacionais desses espaços, fazendo com que a visita seja um acontecimento isolado na vida escolar dos estudantes. Por outro lado, o Museu de Zoologia, agrega uma série de fatores que contribuem para não otimização de sua relação com as instituições escolares. A constatação desses problemas aponta a necessidade de construção de uma parceria a ser realizada institucionalmente entre museus e escolas, ou seja, apoiada por todas as instâncias que as compõem, e não dependente apenas de alguns poucos profissionais interessados.
Título em inglês
The museum/school relation: educational practice and theory on school visits to the Museum of Zoology of USP
Palavras-chave em inglês
Museum
Museum educator's knowledge
Partnership
Pedagogical practices
Research in museum education
School
Teacher's knowledge
Resumo em inglês
This research treats of the museum/school relation. Identifies and confronts the educational discourses and the practices of the involved professionals. Inserted on a qualitative view on education, this study analyses the present practices on school visits to the Museum of Zoology of University of São Paulo. It is considered that the museum's educators carry an empirical and theoretical knowledge, which is responsible for the normative conduction of the educational activities on the institution where they are involved. Other factors such as the institution's history, the administration's structure and the social context are relevant for the comprehension of the analysis field. Those are the aspects that are going to determine what is the discourse of the professionals of education who are responsible for educational actions of the museum, facing their pedagogical practises, necessary step to the comprehension of the object. On the other hand, it's as well considered that schools teachers have their own conception regarding the museum. What is this conception? What are the expectancies of those professionals, who confront innumerable difficulties to take their pupils to an institution whose language and contents are not familiar to them? Are their expectancies fulfilled during visitation? To understand the universe means to observe the practices of those professionals in contact with the museum institution. Aiming to answer those questions, the confrontation of the professional's expectancies (teachers and museum's educators) with their practices in a specific moment: the schools visitations to the Museum. This choice is based on the verification that the visit is the moment when the intentions, regarding to the pedagogical practice, are accomplished/confronted in a museum exposition. The choice for the University of São Paulo's Museum of Zoology, and posterior empirical research inside the museum, emerged other questions concerning the educational role inside the museological institution, historically dedicated to zoological researches. A referential originating in education researches and public researches, that took place in museums, was used to ground the proposed analysis. It was verified that teachers and museum's educators have similar expectancies regarding to the pedagogical potential of museums expositions. However, the schools still attending to museums without being alert to the educational particularities of these places, converting the visit on a isolated event to the school life of the student. On the other hand, the Museum of Zoology, aggregates factors, which contributes to the non-optimisation of its relation with school institutions. The evidencing of those problems indicates the need to enter an institutional partnership between museums and schools, supported by all the instances involved and not only few interested professionals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-07-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.