• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2015.tde-18112015-130855
Documento
Autor
Nome completo
Raíssa de Oliveira Chappaz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Alavarse, Ocimar Munhoz (Presidente)
Arcas, Paulo Henrique
Bauer, Adriana
Título em português
A Prova São Paulo e as tensões das avaliações externas: diálogos com o currículo oficial da rede municipal de ensino de São Paulo
Palavras-chave em português
Avaliação da educação
Avaliação externa
Currículo
Política educacional
Prova São Paulo
Rede municipal de ensino de São Paulo
Resumo em português
A temática das avaliações externas vem ganhando força na produção acadêmica brasileira em consequência de sua centralidade nas políticas educacionais dos governos federal, estaduais e municipais, desde os anos 1990. Tal modalidade de avaliação tem levantado inúmeros questionamentos; entre eles, as potenciais influências sobre o currículo, sobretudo, no que diz respeito à possibilidade de determinar aquilo que deverá ser ensinado e, ao mesmo tempo, conduzindo a um estreitamento do currículo. Diante desta problemática, que se constitui como um dos mais clássicos problemas na área da avaliação educacional, desenvolveu-se uma pesquisa que buscou evidenciar, no âmbito da Rede Municipal de Ensino de São Paulo (RME-SP), no período de 2005 a 2012, como o processo de construção e desenvolvimento de sua avaliação externa, a Prova São Paulo (PSP), se relacionou com a política curricular formulada. A escolha dessa Rede como lócus de análise foi porque nela ocorreu, simultaneamente, a implementação da PSP e de um processo de reorganização curricular com a formulação de expectativas de aprendizagem e materiais didáticos, considerados como fator-chave para o aprimoramento do ensino. Assim, consolidou-se um contexto fértil para a apreensão de elementos que evidenciam as interações entre políticas de avaliação externa e de currículo. Para a consecução da pesquisa foi realizado um amplo levantamento de documentos oficiais acerca das temáticas abordadas, sobre os quais foram realizadas análises de conteúdo e argumentativa. Foram constatados importantes nexos entre as políticas estudadas, inclusive com a produção de materiais destinados aos alunos em virtude dos resultados na PSP, considerados como defasagens em relação ao que se ponderava como adequado. Desse modo, identificando diálogos e tensões, verificaram-se vínculos no processo de constituição do currículo da RME-SP e de implantação de sua avaliação externa, marcados pelo foco no desenvolvimento das competências leitora e escritora dos alunos. Como conclusão, não é possível afirmar que a avaliação restringiu o currículo, não só porque esse é muito mais amplo do que as competências e habilidades mensuradas pela avaliação externa, mas, também, porque se constatou um movimento que demarcava a influência do currículo oficial na delimitação da constituição da matriz de avaliação da PSP. Com efeito, considerar que a política de avaliação externa conduz, inexoravelmente, à redução curricular é, isto sim, uma redução, por desconsiderar a tensão e a complexidade de aspectos, dimensões e diálogos envolvidos entre esses campos. Na RME-SP, a construção e o desenvolvimento da PSP se relacionaram com a política curricular desenvolvida como um processo que pode ser caracterizado por um movimento pendular, de influência mútua.
Título em inglês
The Prova São Paulo and tensions of external evaluation programs: dialogues with the official curriculum of the city of São Paulo
Palavras-chave em inglês
City of São Paulo
Curriculum
Education evaluation
Educational policy
External evaluation
Prova São Paulo
Resumo em inglês
The theme of the external evaluation has been gaining strength in the Brazilian academic production as a result of its centrality in the educational policies of federal, state and local governments, since the 1990s This type of assessment has raised many questions, among them the potential influences that it can exert on the curriculum, especially as regards the possibility to determine what is to be taught and, at the same time, leading to a narrowing of the curriculum. Faced with this problem, which constitutes one of the classic ones in the field of educational assessment, a survey was developed that sought to highlight, within the city of São Paulo Municipal Education Network (RME-SP), in the period 2005-2012, how the process of construction and development of its external evaluation, Prova São Paulo (PSP), was related to the curriculum formulated. The choice for the analysis of RME-SP occurred because along with the creation and implementation of the PSP was developed a curriculum reorganization process, with the formulation of learning expectations and teaching materials for students, regarded as a key factor in the improvement of teaching, thus creating a fertile context for the circumscribe elements that show the interactions between external evaluation and curriculum policies. The research was conducted by a broad survey of official documents about the themes addressed, on which content and argumentative analyzes were performed. Important links between the policies studied were found, including the production of materials for students because of the results on PSP, considered "gaps" in relation to what is pondered as appropriate. Thereby identifying dialogues and tensions, there was links in the constitution of RME-SP curriculum with external evaluations, with the focus on development of reading and writing students skills. However, it is not possible to say that the evaluation had limited or restricted curriculum, not only because it is much broader than the competencies and skills measured by the external evaluation, but because it also found a movement that marked the influence of the official curriculum in delimitation of the external evaluation, for example, for being a reference for the establishment of the evaluation content specifications. Thus, considering that the external evaluation policy leads inexorably to curriculum reduction is, rather, a reduction by disregarding the tension and complexity aspects, dimensions and dialogue involved between these fields. In RME-SP, the construction and the development of PSP is related to the curriculum policy implemented as a process that can be characterized by a pendular movement, with a mutual influence.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-12-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.