• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2016.tde-16082016-113432
Documento
Autor
Nome completo
Tathyana Gouvêa da Silva Barrera
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Bruno, Lucia Emilia Nuevo Barreto (Presidente)
Ghanem Junior, Elie George Guimaraes
Moraes, Teresa Cristina Rebolho Rego de
Novaes, Henrique Tahan
Singer, Helena
Título em português
O movimento brasileiro de renovação educacional no início do século XXI
Palavras-chave em português
Inovação escolar
Movimento de renovação educacional
Organização escolar
Século XXI
Resumo em português
Diante das provocações de alguns autores quanto ao futuro da escola no século XXI (Canário, Barroso, Nóvoa), buscou-se, por meio de uma pesquisa teórica e empírica, identificar, compreender e analisar a rede das organizações brasileiras que realizam ou promovem mudanças no atual modelo da escola. Para isso, definiram-se quatro invariantes da estrutura escolar: o tempo (Elias), o espaço (Viñao Frago e Escolano), as relações com o saber (Tomaz Tadeu da Silva) e as relações de poder (Weber; Foucault), que na modernidade líquida (Bauman) passam por mudanças. Levantaram-se diversos exemplos atuais de ruptura com os invariantes por meio de investigação direta e indireta, tais como entrevistas, visitas a escolas e projetos, pesquisas em redes sociais, materiais de divulgação e diversas produções culturais que tratam sobre o tema. A fim de compreender os processos de transformação e mudança individuais e coletivos observados, retomou-se bibliografia sobre ação e prática social (Gimeno Sacristán) e teorias de análise setorial (Porter). Para contextualizar historicamente tal processo, comparou-se o atual cenário com o movimento escolanovista do século XX. Desta análise inferiu-se o conceito de movimento educacional, permitindo a constatação de que está em curso atualmente no Brasil um movimento de renovação escolar protagonizado por escolas, fundações, órgãos públicos, startups e produtores culturais. As consequências desse movimento ainda são incertas e, por isso, foram apresentadas aqui algumas tendências. A bibliografia indica a continuidade de um movimento de resistência (Singer), paralelamente a um processo de intensificação das técnicas de governo de si (Ó, Hamilton). Nesse movimento são sugeridas tanto mudanças que alteram superficialmente o modelo escolar quanto outras que propõem mudanças significativas, resultando em novos processos educacionais. Compreendendo a escola como um instrumento de produção das estruturas sociais (Bourdieu e Passeron; Petitat; Vincent, Lahire e Thin), concluiu-se que mudanças profundas na forma escolar implicam transformações antropológicas; ressaltando que os possíveis desdobramentos do movimento dependem de nossas escolhas coletivas, sendo de nossa responsabilidade a construção desse futuro ainda incerto e nunca determinável.
Título em inglês
The Brazilian movement of educational renewal in the beginning of 21st century
Palavras-chave em inglês
21st century
Brazilian education renewal movement
School innovation
School organization
Resumo em inglês
Given the provocation of some authors regarding the future of the school in 21st century (Canário, Barroso, Nóvoa), through a theoretical and empirical research, It was intended to identify, understand and analyze the network of Brazilian organizations that perform or promote changes in the current school model. In order to do so, it was identified four invariants in this model: time (Elias), space (Viñao Frago and Escolano), relations with knowledge (Tomaz Tadeu da Silva), and relations of power (Weber, Foucault), which in the liquid modernity (Bauman) undergo changes. Several current examples of ruptures within the invariants were attained through direct and indirect research, such as: interviews, visits to schools and projects, research on social networks, advertising materials and various cultural productions that deal with the subject. To understand the transformation processes as well the individual and collective work changes, we retrieved literature on action and social practice (Gimeno Sacristan), as well theories of industry analysis (Porter). In order to put this process into historical context, the current scenario was compared to the one of the progressive education movement from the 20th century. From the aforementioned analysis it was inferred the concept of educational movement, which led to the realization that is currently ongoing in Brazil an educational renewal movement leaded by schools, foundations, government agencies, startups and cultural producers. As the outcomes of this movement are still uncertain, here are presented just some of its trends. The literature points to the continuity of a resistance movement (Singer), along with a process of strengthening of the techniques of self-government (Ramos do Ó, Hamilton). Regarding this movement are observed changes that both superficially amend the school model as others that propose significant changes, resulting in new educational processes. Understanding school as an instrument of production of social structures (Bourdieu and Parsseron; Petitat; Vincent, Lahire and Thin), we bring evidences that profound changes in its shape imply Anthropological transformations, and we emphasize that the possible consequences of the movement depends on our collective choices, being our responsibility to build the still uncertain and never determinable future.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.