• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2015.tde-14122015-152741
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Henrique Tisque dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Dislane Zerbinatti (Presidente)
Demartini, Zeila de Brito Fabri
Souza, Elizeu Clementino de
Souza, Maria Antônia de
Vicentini, Paula Perin
Título em português
A vida do pensamento e o pensamento da vida: Sud Mennucci e a formação de professores rurais
Palavras-chave em português
Biografia intelectual
Formação de professores rurais
Sud Mennucci
Resumo em português
O objetivo deste trabalho é compreender a natureza do pensamento educacional de Sud Mennucci a partir da construção da sua biografia intelectual (DOSSE, 2009). Notamos que há ainda espaço para o desenvolvimento de pesquisas sobre o pensamento ruralista de Mennucci. Associa-se a esse fato a atenção dada pela historiografia da educação ao estudo de administradores de ensino como Fernando de Azevedo e Lourenço Filho, na medida em que seus discursos tendem a obscurecer a atuação de outros agentes no campo educacional (CARVALHO, 2003). Sud Mennucci foi professor primário, crítico literário, Presidente do Centro do Professorado Paulista (CPP), colaborador e redator do jornal O Estado de S. Paulo, diretor da Imprensa Oficial e ocupou o cargo de Diretor da Instrução Pública do Estado de São Paulo por três vezes: 1932, 1933 e 1943/1945. Sua atuação no campo educacional está marcada pela defesa da criação de Escolas Normais Rurais. Nossa problemática está colocada nas seguintes questões: qual é a natureza do ideário pedagógico de Sud Mennucci? A partir de quais representações sobre o homem, a escola e de professores rurais propunha a formação especializada do magistério para as escolas rurais? Quais são as ressonâncias de suas ideias no campo educacional? O corpus documental da pesquisa é composto por 6 livros publicados por Sud Mennucci e seus textos escritos na Revista do Professor (1934-1939) e Educação (1929- 1948). Também incorporamos os textos de outros autores sobre o tema. Utilizamos, ainda, os decretos que instituíram programas de ensino para as escolas rurais na década de 1910, as reformas de ensino de 1920 e 1931 e os Anuários de Ensino dos anos de 1911, 1917 e 1918, nos quais identificamos extensas preocupações com o ensino primário rural. Com vista a compreender as apropriações das ideias ruralistas de Mennucci analisamos artigos sobre o tema na Revista do Professor, Educação e na Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP) após o falecimento de Mennucci em 1948 até 1956, ano de criação da primeira Escola Normal Rural do estado de São Paulo. Nosso referencial teórico consistiu na leitura de François Dosse (2009), que entende a biografia como uma entrada para a reflexão historiográfica a partir da singularidade da vida de um indivíduo. Pierre Bourdieu (1998), a partir de suas análises sobre o capital cultural, tem nos ajudado a pensar de que forma Sud Mennucci utilizou diferentes saberes e competências para ocupar posições privilegiadas no sistema educacional. E Roger Chartier (1990, 1991) que tem permitido pensarmos na relação entre o capital cultural e social como fundamentos de representações que tornam o mundo legível e orientam as ações dos indivíduos. Para Sud Mennucci, os professores de origem urbana e formados nas Escolas Normais das cidades eram considerados inaptos para trabalhar nas escolas rurais, pois, possuíam uma mentalidade urbanista. Alegava que não conseguiam se adaptar e compreender os modos de vida da população rural. Os formados em Escolas Normais Rurais deveriam desempenhar o papel de apóstolos do ensino. Seriam os disseminadores de conhecimentos úteis ao trabalho agrícola e organizariam clubes de trabalho, campanhas de saúde, atividades culturais e de lazer. Nos textos publicados nas revistas educacionais após 1948, os autores reconhecem a necessidade de formação especializada de professores rurais, porém poucos trabalhos fazem referência às ideias ruralistas. Neste período, a representação do professor apóstolo é substituída pela de liderança, no entanto as expectativas sobre suas atividades permaneceram.
Título em inglês
The life of thought and the thought of life: Sud Mennucci and the formation of rural teachers
Palavras-chave em inglês
Intellectual biography
Sud Mennucci
Training of rural teachers
Resumo em inglês
The objective of this study is to understand the nature of the educational thought of Sud Mennucci from the construction of his "intellectual biography" (DOSSE, 2009). We noticed a low interest on research the rural thoughts of Mennucci, it confirms the attention paid by the historiography of education as the study of educational administrators like Fernando de Azevedo and Lourenço Filho, so far as their speeches had obscured the role of other agents in the educational field (CARVALHO na, 2003). Sud Mennucci was schoolteacher, literary critic, chairman of the Centro do Professorado Paulista (CPP), collaborator and leader-writer of O Estado de S. Paulo, CEO of The Official Press (Imprensa Oficial) and also held the position of Director of Public Instruction of the State of São Paulo three times: 1932, 1933 and 1943/1945. Menucci´s performance in the educational field is marked by the defense of the creation of Regular Rural Schools. Our issue is posted to the following questions: what is the nature of the pedagogical ideas of Sud Mennucci? Which representations of men, school and rural teachers were proposed to the teaching specialized training for rural schools? What were the resonances of his ideas in the educational field? The documentary corpus to this research consists of 6 books published by Sud Mennucci and their texts written on the following magazines Resvista do Professor (1934-1939) and Educação (1929-1948). We have also incorporated the texts of other authors on the theme. along with the decrees that have established educational programs for rural schools in the 1910s, educational reforms of 1920 and 1931 and teaching Yearbooks of the years 1911, 1917 and 1918 in which we identified extensive concerns with the rural primary education. We analyzed the appropriation of Mennucci´s ruralists ideas on the Revista do Professor, Educção and on the Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos after the passing of Mennucci from 1948 to 1956, year of creation of the first Regular Rural School of São Paulo. Our theoretical framework consists on the reading of François Dosse (2009), which understands the biography as an input to the historical analysis from the uniqueness of an individual's life. Pierre Bourdieu (1998) with his analysis of the cultural capital, has helped us think about how Sud Mennucci used different knowledges and skills to occupy privileged positions in the educational system. In conjunction with Roger Chartier (1990, 1991) who has been permitting us to think of the relationship between cultural and social capital as fundamentals of representations that make the world readable and guide the actions of individuals. To Sud Mennucci, teachers of urban origin and trained in the Regular Schools of the cities were considered unfit to work in rural schools, therefore, holders of an urbanist mentality could not adapt themselves and understand the ways of life of the rural population. Graduates in Reguplar Rural Schools should play the role of the "apostles of teaching. They would be the disseminators of useful knowledge to agricultural work and organize working clubs, health campaigns, cultural and recreation activities. In the debate over the training of rural teachers in educational magazines after the passing of Mennucci in 1948, the authors acknowledge the needing of specialized training for rural teachers. Few studies have mentioned his ruralists ideas. At this time, the representation of the "apostle" teacher is replaced by "leadership". However the expectations about his activities have remained.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-12-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.