• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
André de Paula Maia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Gottschalk, Cristiane Maria Cornelia (Presidente)
Gonçalves, Tânia
Oliveira, Paulo Sampaio Xavier de
Título em português
Contribuições da perspectiva filosófica de Wittgenstein para a educação em direitos humanos
Palavras-chave em português
Cidadania
Direitos humanos
Educação moral
Ensino e aprendizagem
Ética
Filosofia da educação
Resumo em português
Este trabalho tem como proposta pensar a Educação em Direitos Humanos a partir de uma perspectiva wittgensteiniana. Desse filósofo, Ludwig Wittgenstein, apropriamo-nos de sua concepção de filosofia a partir da qual os problemas filosóficos decorrem de uma má compreensão da linguagem, conduzindo a confusões de natureza conceitual, como também nos apropriamos de sua terapia filosófica, processo pelo qual essas confusões de natureza conceitual podem ser dissolvidas ou evitadas. Com o intuito de desenvolvermos nossa proposta, analisamos as características da Educação em Direitos Humanos em comparação com outras propostas de formação moral. Pudemos perceber, após essa análise, que a Educação em Direitos Humanos tem um potencial formativo que possibilita uma formação diferenciada, ao possibilitar uma reflexão não dogmática sobre os valores. Por se tratar também de uma formação moral, discutimos a partir da filosofia de Wittgenstein alguns equívocos que podem ser evitados. Por exemplo, quando não levamos em conta a distinção existente entre a aprendizagem de certezas e a de conhecimentos, de tal forma que a Educação em Direitos Humanos passa a ser vista apenas como mais um conteúdo na grade curricular. Ou quando acreditamos que a Educação em Direitos Humanos deve ocorrer exclusivamente por meio de estratégias de convencimento do educando. Ou ainda, ao se ter como objetivo, o abandono, por parte do aluno, de certezas que compõem a sua visão de mundo. Por fim, defendemos que uma atitude antidogmática é promovida pela Educação em Direitos Humanos quando diversas visões de mundo são comparadas em suas semelhanças e diferenças, apontando o fundamento convencional que há em cada uma delas, de tal forma que o educando possa ver o mundo também a partir da perspectiva daquele que é o diferente, o discriminado, reconhecendo-se, assim, que essa outra perspectiva também tem o direito de ser respeitada.
Título em inglês
Contributions of Wittgenstein's philosophical perspective to human rights education
Palavras-chave em inglês
Citizenship
Ethic
Human rights
Moral education
Philosophy of education
Teaching and learning
Resumo em inglês
This work intends to think about Human Rights Education from a Wittgensteinian perspective. From this philosopher, Ludwig Wittgenstein, we draw upon his conception of philosophy from which philosophical problems derive from a misunderstanding of language, leading to confusions of a conceptual nature, as well as appropriating his philosophical therapy, a process by which these confusions of conceptual nature can be dissolved or avoided. To develop our proposal, we analyze the characteristics of Human Rights Education in comparison with other proposals for moral formation. After this analysis, we can see that Human Rights Education has a formative potential that allows a differentiated formation, allowing a non-dogmatic reflection on values. Because it is also a moral formation, we discuss from the philosophy of Wittgenstein some misconceptions that can be avoided. For example, when we do not consider the distinction between learning certainties and knowledge, in such a way that Human Rights Education is just another content in the curriculum. Or when we believe that Education in Human Rights must occur exclusively through strategies of convincing the student. Or, to have as objective, the abandonment, on the part of the student, of certainties that make up his vision of the world. Finally, we defend that an anti-dogmatic attitude is promoted by Human Rights Education when different worldviews are compared in their similarities and differences, pointing out the conventional basis in each of them, so that the student can see the world too from the perspective of the one who is the different, the discriminated, recognizing, therefore, that this other perspective also has the right to be respected
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.