• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2014.tde-09122014-132945
Documento
Autor
Nome completo
Andréia Tenorio dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Lajonquière, Leandro de (Presidente)
Loffredo, Ana Maria
Voltolini, Rinaldo
Título em português
Desejo e pulsão nos processos de sublimação
Palavras-chave em português
Desejo
Pensamento
Pulsão
Sigmund Freud
Resumo em português
Esta pesquisa de mestrado se insere na interface psicanálise e educação e tem por objetivo estudar e analisar a problemática dos processos de sublimação entre os quais se inclui a atividade intelectual ou de pesquisa, com vistas a circunscrever o conceito de sublimação como um processo de criação que, para articular-se, não pode prescindir do desejo, da pulsão e da sexualidade. Para tanto, procedeu-se a uma investigação na obra de Freud de uma rede conceitual capaz de formular tal concepção. Assim, como esta dissertação se trata de uma pesquisa teórica e reflexiva, a metodologia empregada foi a leitura e a análise dos textos freudianos que iluminassem a temática em questão. Desejo e pulsão são os dois conceitos norteadores para um entendimento da sublimação enquanto um processo de simbolização que resulta na possibilidade de criação de novos objetos de satisfação pulsional para o sujeito, ao mesmo tempo em que compartilhados social e culturalmente. Dessa forma, o capítulo 1 é dedicado ao estudo e análise do desejo, responsável, na teoria psicanálitica, pela fundação do psiquismo humano; o capítulo 2, à pulsão e à sexualidade, propulsores, juntamente com o desejo, da configuracão do circuito pulsional. O que está em pauta nesses dois capítulos iniciais é a constituição da alteridade. O Outro é constitutivo da alteridade do sujeito. Este constitui sua subjetividade a partir daquele. E por fim, o capítulo 3 circunscreve, na obra de Freud, o conceito de sublimação articulando-o, portanto, aos capítulos iniciais à problemática do circuito desejante e pulsional na configuração da alteridade na tentativa de extrair daí a sublimação enquanto criação, na qual se incluem e ressaltam os processos de pensamento.
Título em espanhol
El deseo y el instinto en los procesos de sublimación
Palavras-chave em espanhol
Deseo
Pensamiento
Pulsión
Sigmund Freud
Resumo em espanhol
Esta investigación de máster se produce en la interfaz psicoanálisis y educación e objetiva estudiar y analizar la problemática de los procesos de sublimación entre los cuales se incluye la actividad intelectual o de investigación, con vista a circunscribir el concepto de sublimación como un proceso de creación que, para articularse, no puede prescindir del deseo, de la pulsión e de la sexualidad. Así que ha sido hecha una pesquisa en la obra de Freud de una trama de conceptos capaces de formular tal concepción. Como este trabajo es una investigación teórica y reflexiva, la metodología empleada ha sido la lectura y el análisis de los textos de Freud que iluminasen la temática en cuestión. Deseo y pulsión son los dos conceptos directivos para la comprensión de la sublimación en cuanto un proceso de simbolización que resulta en la posibilidad de la creación de nuevos objetos de satisfacción pulsional para el sujeto y compartidos social y culturalmente. De esa forma, el capítulo 1 es destinado al estudio y el análisis del deseo, responsable, en la teoría psicoanalítica, por la fundación del psiquismo humano; el capítulo 2, a la pulsión y a la sexualidad, propulsores juntamente con el deseo de la configuración del circuito pulsional. Lo que está en pauta en esos dos capítulos iniciales es la constitución de la alteridad. El Otro es constitutivo de la alteridad del sujeto. El último constituye su subjetividad desde aquello. Y por fin, el capítulo 3 circunscribe, en la obra de Freud, el concepto de sublimación articulando-o, por lo tanto, a los capítulos iniciales, es decir, a la problemática del circuito pulsional y de deseo en la configuración de la alteridad, con el intento de extraer de ello la sublimación en cuanto creación, en la cual se incluyen y se ponen de relieve los procesos de pensamiento.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.