• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Marcus Vinicius Fonseca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Marta Maria Chagas de (Presidente)
Faria Filho, Luciano Mendes de
Giglio, Celia Maria Benedicto
Hilsdorf, Maria Lucia Spedo
Veiga, Cynthia Greive
Título em português
Pretos, pardos, crioulos e cabras nas escolas mineiras do século XIX.
Palavras-chave em português
Escravidão
História da educação
Historiografia
Minas Gerais
Negros
Século XIX
Resumo em português
O período que compreende os anos de 1820 a 1850, marca o início da construção e da estruturação de uma política de instrução pública com objetivo de educar o povo da província de Minas Gerais. Esta pesquisa procura analisar o nível de relação entre este processo e o segmento mais expressivo dentro da estrutura demográfica de Minas Gerais, ou seja, a população negra livre que era classificada através de diferentes terminologias (pretos, pardos, crioulos, cabras), que demarcavam proximidades e distâncias com o mundo da escravidão. Para realizar a análise utilizamos como referência uma documentação censitária que, em 1831, tentou contabilizar a população de todos os distritos mineiros e registrou as crianças que estavam nas escolas. A partir do registro censitário construímos um perfil racial das escolas mineiras, que foi confrontado com informações fornecidas por outros documentos e revelaram uma presença majoritária dos negros nos espaços voltados para os processos de educação formal. Estes dados foram analisados a partir dos estudos mais recentes sobre a população mineira, em particular aqueles que procuram superar as construções teóricas que reduziram os negros à escravidão. A interpretação que produzimos em relação à presença dos negros nas escolas mineira revela que esta instituição era um dos elementos acionados por este grupo com objetivo de afirmação no espaço social. Isto determinou a realização de uma análise crítica em relação à historiografia educacional, que tradicionalmente interpretou a escola como uma instituição com a qual os negros estabeleceram contatos esporádicos ou casuais.
Título em inglês
Pretos, pardos, crioulos e cabras in the schools of Minas Gerais in 19th century.
Palavras-chave em inglês
Black people
Education history
Historiography
Minas Gerais
Slavery
XIX Century
Resumo em inglês
The period that cover from 1820 to 1850 is the mark for the beginning of a construction and solidification of a politic of public instruction, with its purpose of educate the provincial people of Minas Gerais. This research to analyze the analogy level between this process and the more expressive segment inside of Minas Gerais demographic structure, that is to say, the freedom black population, whom were qualified through different terminologies (pretos, pardos, crioulos, cabras), which it was used to determinates adjacencies and distances within the slavery world. In order to carry through this analysis, we used as reference a census documentation, in which in 1831, it has tried to count the population of all districts of Minas Gerais, as well it has registered the children that was in school. From this census register we built a racial profile of the school in Minas, in which it was collated with information supplied by other documents and they had disclosed a majority presence of black people in areas connected to the formal education. These data were analyzed from recent studies about the population of Minas Gerais, mainly those ones who tries to surpass the theoretician structures which it has reduced the slavery. The interpretation that we shaped concerning the presence of Blacks in the schools of Minas Gerais reveals that this institution was one of the elements motioned by this group with the objective to have their avowal into the social space. This has determined the realization of a critical analysis concerning the educational historiography that traditionally has interpreted the school as an institution in which black people had established sporadical or unplanned contacts.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-11-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.