• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Fábio Hoffmann Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Marilia Pinto de (Presidente)
Moreira, Maria de Fátima Salum
Pinto, Heloysa Dantas de Souza
Título em português
Encaminhamentos a recuperação paralela: um olhar de gênero.
Palavras-chave em português
Dificuldades de aprendizagem
Progressão continuada
Recuperação paralela
Relações de gênero
Resumo em português
Este trabalho apresenta os resultados da pesquisa que teve por objetivo analisar a percepção que as professoras têm de alunos e alunas encaminhados à recuperação paralela. O objetivo da pesquisa foi verificar se os motivos pelos quais meninos e meninas são encaminhados/as à recuperação paralela são semelhantes, ou se diferem de acordo com o sexo do/a estudante. A pesquisa baseou-se nos estudos sobre as relações de gênero e educação e em estudos sobre o fracasso e o sucesso escolar. As hipóteses iniciais eram de que os meninos seriam encaminhados por motivos não necessariamente ligados à sua real dificuldade de aprendizagem, seja por conta de indisciplina, seja por uma suposta culpabilização da família que não ajudaria o aluno nas tarefas escolares em casa, por exemplo. Já as meninas seriam encaminhadas por conta de dificuldades de aprendizagem geradas por timidez, apatia, deficiência mental, etc., ou seja, o motivo de encaminhamento das alunas seria por uma dificuldade intrínseca à menina, não havendo muita esperança de que a recuperação paralela contribuísse para que ela avançasse, já que sua dificuldade estaria atrelada a fatores psicointelectuais. A pesquisa de campo centrou-se em uma escola do Município do Embu que possuía um projeto de recuperação para alunos com dificuldades em leitura e escrita: o Projeto Letras e Livros e contou com observações e entrevistas semi-estruturadas com as professoras regentes de classe (que encaminham as crianças) e as professoras atuantes no Projeto Letras e Livros, além de observações das reuniões de conselho de classe ao longo do ano letivo de 2006. Tanto o Projeto analisado quanto a escola que serviu como campo para a pesquisa foram escolhidos devido à boa estrutura e organização e aos bons resultados que vinham mostrando nos anos de 2002 a 2006. Os resultados apontaram para a confirmação de que, independentemente de um trabalho articulado e reflexivo por parte das professoras, ainda se culpabiliza a família e a pobreza de algumas crianças, numa maioria de meninos, pela sua dificuldade de aprendizagem. Porém, esta questão não se apresentou tão forte quanto a literatura acadêmica vem mostrando. Na escola pesquisada, os aspectos referentes à não adequação da criança a um ofício de aluno valorizado pelas professoras - este ofício de aluno é tomado aqui como um modelo da maneira como o aluno ou a aluna deve se comportar, agir e ser dentro das dinâmicas escolares, ou seja, o não ajuste de algumas crianças ao que é esperado delas no momento de se organizar, se concentrar na aula, se comportar diante dos colegas e da professora, etc., - pode fazer com que a criança seja percebida como um/a aluno/a com dificuldade de aprendizagem. Algumas dificuldades citadas pelas professoras, entretanto, são percebidas mais em meninos e outras em meninas, evidenciando que as construções sociais sobre o masculino e o feminino contam muito ao avaliar quem precisa ou não de apoio extra na aprendizagem escolar.
Título em inglês
Students referred to parallel studies: a gender approach.
Palavras-chave em inglês
Continuous progression
Gender relations
Learning difficulties
Parallel studies
Resumo em inglês
This study presents the results of a research aimed at analyzing how teachers perceive male and female students who were referred to parallel studies. It intended to verify if the reasons why students are sent to those activities differ or not between male and female students. The research was based on gender and educational studies as well as studies on school failure and success. The first hypothesis was that boys were referred to parallel studies not necessarily because of their learning difficulties, but mostly as a result of indiscipline or due to a blaming the family discourse, which claims the child has difficulties because the family does not help him with the schoolwork. On the other hand, girls learning difficulties seemed to result from shyness, apathy or mental illness, that is, the reasons why teachers referred girls to parallel studies were mostly based on inner difficulties. Thus, as their difficulties were connected to psycho-intellectual issues, there was almost no hope those activities could facilitate their learning process. The field work was developed at a municipal school in Embu. The chosen school had a parallel study project to students with reading and writing difficulties: Projeto Letras e Livros (Letters and Books Project). The research was carried out with both classroom teachers (who would refer students to the project) as well as with the teachers of the project. The professionals were interviewed and observed during school council meetings throughout the year 2006. Both project and school were chosen because of efficient organization and positive results they showed between the years 2002 and 2006. The results of this research points out that even when there is a reflexive and articulated work among teachers at a school, it is still possible to hear them blaming family and poverty as the ones responsible for learning difficulties, especially for boys. However, those aspects were not as relevant to the teachers of the investigated school as they usually are in the academic literature. For those teachers, most important was the adequate performance of an approved role of the student. Here, this role consists of the way girls and boys must behave, act and be at school. The inadequate performance of this role students not meeting the expected attitude when they are asked to organize themselves, to concentrate or to behave with their teachers and classmates may lead teachers to perceive students as having learning difficulties. Moreover, some difficulties mentioned by the teachers were most perceived among boys whereas others were particularly mentioned about girls. This difference is evidence that the social construction of male and female greatly support the evaluation process of those who need or not parallel studies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-02-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.