• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2015.tde-07122015-101630
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula de Oliveira Corti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Pierro, Maria Clara di (Presidente)
Dayrell, Juarez Tarcisio
Esposito, Marilia Pontes
Oliveira, Romualdo Luiz Portela de
Pinto, Jose Marcelino de Rezende
Título em português
À deriva. Um estudo sobre a expansão do ensino médio no estado de São Paulo (1991-2003)
Palavras-chave em português
Ensino médio
Expansão escolar
Políticas públicas
Rede estadual
Resumo em português
Esta pesquisa investigou a expansão do ensino médio no estado de São Paulo na década de 1990, mais precisamente no período entre 1991 e 2003, buscando compreender sua dinâmica e suas características. O crescimento das matrículas no ensino médio público foi intensificado na década de 1980, mas foi nos anos 1990 que atingiu seu ápice, produzindo a escola média massificada. Entretanto, os anos 1990 são conhecidos pela focalização das políticas no ensino fundamental, etapa para a qual convergiram os esforços governamentais, bem como a agenda da pesquisa educacional. Enquanto isso, justamente quando os olhares estavam voltados ao ensino fundamental, o ensino médio vivia o maior período do seu crescimento. Os impactos desse processo foram enormes para a rede estadual sobre a qual recai a responsabilidade constitucional pela oferta , que incorporou em número crescente um grupo social relativamente novo adolescentes, jovens e adultos que por sua vez experimentavam mutações importantes nos processos de socialização num contexto de crise do Estado, das políticas sociais e do emprego. Nesse sentido, a pesquisa se debruçou sobre as seguintes questões: Como se deu a expansão do ensino médio no estado de São Paulo, num contexto adverso em termos das políticas educacionais? Qual foi a configuração social e histórica na qual o ensino médio foi expandido? Quais foram as medidas tomadas para absorver a expansão? Para elucidar o fenômeno foram utilizadas cinco estratégias metodológicas: 1) entrevistas exploratórias com gestores educacionais; 2) levantamento e análise de dados estatísticos sobre a movimentação das matrículas; 3) análise de dados sobre o financiamento educacional; 4) levantamento em dois grandes jornais de circulação estadual de 1991 a 2003 e 5) pesquisa documental sobre as ações e os programas governamentais. A análise do corpus empírico permitiu identificar dois períodos distintos no processo de expansão do ensino médio: 1991 a 1994 e 1995 a 2003. Entre 1991 e 1995 o crescimento das matrículas foi mais intenso, chegando a 50,4%. Foram anos em que o estado de São Paulo viveu o ápice da onda jovem e um aumento significativo nos concluintes do ensino fundamental. Houve enorme pressão por vagas públicas no ensino médio, gerando um cenário de escassez. A partir de 1995 o ritmo de crescimento das matrículas diminuiu, acompanhado de uma desaceleração da onda jovem. O que caracterizou o período de 1995 a 2003 foi a mudança no padrão da oferta de ensino médio, com a implementação de uma política educacional sistêmica na rede estadual, marcada pela racionalização administrativa, criação de mecanismos de planificação da oferta escolar com centralização decisória e fortalecimento de uma burocracia interna. A matrícula automática eliminou a concorrência entre as escolas da rede estadual. De forma geral, se concluiu que as políticas educacionais tiveram papel secundário na expansão do ensino médio paulista. Maior importância pode ser atribuída ao aumento da demanda social que pressionou pela extensão da escolaridade, para além do ensino fundamental obrigatório, pressão esta ligada ao contexto demográfico e econômico e à evolução interna do atendimento educacional que foi resultado de expansões anteriores.
Título em inglês
Adrift. A study about the expansion of secondary education in the state of São Paulo (1991-2003)
Palavras-chave em inglês
High school state system
Public policy
School expansion
Secondary education
Resumo em inglês
This research has investigated the expansion of secondary education in the state of São Paulo in the 1990s, more precisely in the period between 1991 and 2003, trying to understand its dynamics and its features. The growth of enrollment in public high school was intensified in the 1980s but it was in the 1990s that it reached its peak. It produced a mass middle school. However, the 1990s are known for focusing policies on elementary school, into which converged government efforts as well as the agenda of educational research. While the attention was drawn to elementary school, high school lived its longest period of growth. The impacts of this process were huge for the state schools network, where the constitutional responsibility for demand lies on. It incorporated the growing number of a relatively new social group teenagers, young adults and adults who in turn experienced major changes in the processes of socialization in a context of crisis of the state, social and employment policies. In this sense, the research has focused on the following questions: How has the expansion of secondary education in the state of São Paulo developed, in a difficult environment in terms of education policy? What was the social and historical setting in which high school was expanded? What measures were taken to absorb the expansion? Five methodological strategies were used to elucidate the phenomenon: 1) exploratory interviews with education managers; 2) survey and analysis of statistical data on the movement of enrollment; 3) analysis of data on educational funding; 4) survey in two major newspapers of state circulation from 1991 to 2003 and 5) documentary research on the actions and government programs. The analysis of the empirical corpus identified two distinct periods in high school expansion process: from 1991 to 1994 and from 1995 to 2003. Between 1991 and 1995 the growth in enrollment was more intense, reaching 50.4%. These were years in which the state of São Paulo lived the culmination of the "youth wave" and a significant increase in the number of graduates from elementary school. There was tremendous pressure for public vacancies in high school, generating a shortage scenario. As of 1995 the rate of growth of enrollments decreased accompanied by a slowdown in the "youth wave". The change in high school offer pattern characterized the period from 1995 to 2003, with the implementation of a systematic educational policy in the state system and marked by administrative streamlining, creating planning mechanisms of school provision with centralized decision-making and strengthening an internal bureaucracy. Automatic enrollment eliminated competition between schools of the state. Overall, it was concluded that educational policies have had a secondary role in the expansion of São Paulo high schools and greater importance may be attributed to increased social demand pressured by the extension of schooling beyond the compulsory elementary school which is linked to the demographic and economic context and the internal evolution of the educational service that was the result of previous expansions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ana_paula_corti.pdf (4.60 Mbytes)
Data de Publicação
2015-12-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.