• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2018.tde-06072018-112647
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Gomes Soares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Vianna, Claudia Pereira (Presidente)
Almeida, Maria Isabel de
Cavaleiro, Maria Cristina
Rossi, Célia Regina
Unbehaum, Sandra Gouretti
Título em português
A inserção de disciplinas de gênero em cursos de Pedagogia de Faculdades de Educação: caminhos e desafios em três universidades federais em Minas Gerais
Palavras-chave em português
Formação docente
Gênero e diversidade Sexual
Inserção de disciplinas
Pedagogia
Resumo em português
Esta tese tem por objetivo analisar a trajetória de inserção de disciplinas com foco em gênero e diversidade sexual nos cursos de Pedagogia de Faculdades de Educação em três instituições públicas de Ensino Superior no Estado de Minas Gerais. Para tal, delinearam-se como objetivos específicos: (i) aferir nessas trajetórias o que existe de diferente nas trajetórias de inserção de disciplinas com ênfase em gênero e diversidade sexual; (ii) identificar o que garantiu a permanência dessas disciplinas nos cursos de Pedagogia das três universidades públicas mineiras; e (iii) analisar o que essas experiências podem agregar de diferencial para as outras instituições que ainda não incluíram a abordagem de gênero, com a ampliação do enfoque em diversidade sexual na formação inicial de pedagogas/os. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa que buscou captar as trajetórias de inserção de quatro disciplinas (duas obrigatórias e duas optativas) em cursos de Pedagogia por meio de entrevistas semiestruturadas com sete docentes (quatro professoras e três professores) e da seleção de documentos relacionados às disciplinas. Na análise do material de campo, foram basilares as reflexões teóricas sobre formação docente, gênero e diversidade sexual. O aporte teórico utilizado baseou-se em vertentes pós-estruturalistas especialmente na concepção teórica de gênero, de Joan Scott (1990, 2011) e outras/os pesquisadoras/es no campo da sexualidade; na relação com o saber, de Bernard Charlot (2013); e no papel da Educação na humanização, de Paulo Freire (1997, 2014). De modo geral, os resultados apontam que as trajetórias de inserção das disciplinas são marcadas por ações ora individuais, ora coletivas, decorrentes do envolvimento das/os docentes com os marcadores de gênero e diversidade sexual. Não obstante, são patentes os desafios para manter tais disciplinas diante de um contexto de mudanças nas políticas educacionais, no conjunto das universidades e no âmbito governamental.
Título em inglês
Introduction of gender-focused courses in undergraduate programs in teacher education: trajectories and challenges in three federal universities in the Brazilian state of Minas Gerais
Palavras-chave em inglês
Gender and sexual diversity
Introduction of undergraduate courses
Pedagogy
Teacher education
Resumo em inglês
This doctoral dissertation aims to analyze the introduction processes of gender and sexual diversity-focused courses in undergraduate programs in teacher education at three public higher education institutions in the state of Minas Gerais, Brazil. The specific objectives are: 1) to identify what is distinctive in such introduction processes, 2) to identify the elements that guaranteed the continuance of these courses in their respective programs, and 3) to analyze how these experiences can contribute to other institutions that have not included similar components in their undergraduate programs in teacher education. More specifically, this dissertation examines the introduction process of four gender and sexual diversity-focused courses (two mandatory and two elective courses) by building on qualitative research supported by both document analyses and interviews with 4 female professors and 3 male professors related to the introduction processes or the courses. Post-structuralist theoretical reflections on teacher education, gender and sexual diversity were fundamental to the analysis, including Joan Scotts (1990, 2012) and other researchers approach to gender Bernard Charlots (2013) approach to knowledge, and Paulo Freires (1997, 2014) approach to education as a means to humanization. In general, the results point out that gender and sexual diversity-focused courses are the product of both individual and collective endeavors when key professors have been committed to gender and sexual diversity. However, several challenges have to be faced in a context of ongoing changes in education policies both at the university and the government levels.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-08-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.