• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2004.tde-04042014-143726
Documento
Autor
Nome completo
Andréa Paula Angelotti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Siqueira, Idmea Semeghini Prospero Machado (Presidente)
Ferreira, Julio Romero
Mazzotta, Marcos Jose da Silveira
Título em português
Inclusão nas escolas municipais de São Paulo: um olhar dos professores
Palavras-chave em português
Educação especial
Encaminhamento de alunos
Inclusão
Necessidades educacionais especiais
Termos educacionais
Resumo em português
Este estudo trata-se de uma pesquisa-empírica, buscando verificar o olhar dos professores da rede municipal de ensino de São Paulo a respeito do movimento de inclusão escolar. Entendendo que o olhar refere-se a concepções e idéias que norteiam o processo, foram definidos os termos mais utilizados pela área educacional concernentes à inclusão e, a partir daí, verificou-se qual a compreensão dos professores acerca desses termos. Para a análise de tais termos, foram utilizadas as definições formuladas por Mazzotta. Outro aspecto observado na presente pesquisa foi o posicionamento dos professores em relação aos auxílios e encaminhamentos prestados aos alunos com necessidades educacionais especiais, tomando como base o tipo de formação e experiência desses professores. Tal observação partiu da premissa de que o conhecimento e domínio conceitual podem auxilia-los no entendimento e na avaliação das necessidades dos alunos. O trabalho demonstra a necessidade de ampliação da formação dos professores, para uma melhor compreensão dos termos, conceitos e propostas pedagógicas. Entretanto, nota-se que apenas a formação teórica não é suficiente para impulsionar mudanças na postura profissional. A formação deve possibilitar e impulsionar uma maior interação teoria/prática pedagógica, a partir da qual os professores poderão buscar novas soluções para problemas enfrentados no cotidiano da sala de aula. Além da formação ampliada, é necessário que os profissionais da educação tenham apoio, em termos de recursos materiais e humanos, para desenvolverem um trabalho satisfatório nas escolas, de modo a promover uma educação realmente inclusiva. De acordo com o estudo, os professores estão desestimulados e descrentes da proposta inclusiva, porque na maioria das vezes não têm apoio material e nem pedagógico para desenvolver tal proposta. Por outro lado, verificou-se que há disposição entre os professores para incluir os alunos com NEE nas classes comuns, acatando a diversidade. Optou-se, ainda, por realizar uma breve análise da legislação a respeito da educação especial e conhecer em que medida ela contempla os princípios da escola inclusiva. A expressão educação especial foi utilizada por ainda ser esse o termo empregado para indicar o campo privilegiado para as discussões em torno da integração e inclusão escolar. Como instrumento de coleta de dados, foi formulado um questionário a fim de obter as opiniões dos professores acerca da proposta inclusiva. O questionário também subsidiou o entendimento das atitudes dos professores em relação ao aluno com necessidades educacionais especiais, incluídos na sala regular.
Título em inglês
Inclusion in the municipal school system of São Paulo: the teachers view
Palavras-chave em inglês
Assistance to students
Inclusive education
Special education
Students with special needs
Terms of education
Resumo em inglês
The present work deals with empiric research in search of the view of teachers that work for the municipal school-system in São Paulo, concerning the movement of educational inclusion. Perceiving such view refers to conceptions and ideas that guide the process. The most widely used terms employed by the educational area regarding inclusion were defined, and starting from that definition, the teachers understanding concerning such terms were verified. Another aspect observed in this work was the teachers standpoint in relation to the assistance and consideration given to students with special educational needs, using the teachers formation and experience as basis. Such observation started with the premise that conceptual knowledge and command can help towards understanding and assessing the students needs. The present work demonstrates the need to widen the teachers formation so as to include better comprehension of pedagogical terms, concepts and proposals. However, it can be perceived that theoretical formation is not enough to bring forth changes in the professional stance. Such formation should enable and stimulate a greater pedagogical theoretical/practical interaction from which the teachers can pursue new solutions to problems encountered in the daily functions of the classroom. Besides expanding formation, it is necessary for professional educators to receive support concerning material and personal resources to develop satisfactory work at the schools, thus promoting real inclusive education. In accordance with the present study, the teachers are unstimulated and unbelieving concerning the inclusive proposal because for the most part they do not have material support or pedagogical support in order to develop such a proposal. On the other hand, it was seen that teachers are predisposed to include special needs students into general classes, hence complying with diversity. Furthermore, a brief analysis of the legislation concerning special education was done in order to understand what dimension it considers regarding the principles of inclusive education. The expression special education was employed because it still is the commonly used term that indicates the preferential field for discussions on educational integration and inclusion. A Questionnaire form was used to collect data in order to gather opinions of the teachers regarding the inclusion proposal. The questionnaire also aided to understand the teachers attitudes in relation to students with special educational needs that are included in regular classrooms.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
andrea.pdf (1.20 Mbytes)
andrea2.pdf (126.73 Kbytes)
Data de Publicação
2014-05-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.