• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2014.tde-02042015-133022
Documento
Autor
Nome completo
Sueli de Lima Moreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Maria Isabel de (Presidente)
Charlot, Bernard Jean Jacques
Franco, Maria Amélia do Rosário Santoro
Ghanem Junior, Elie George Guimaraes
Saul, Ana Maria
Título em português
O sentido de aprendizagem escolar para jovens de meios populares
Palavras-chave em português
Conhecimentos escolares
Escola
Práticas pedagógicas
Resumo em português
A pesquisa busca reunir contribuições de estudantes de meios populares para as práticas pedagógicas a partir da investigação de suas relações com o saber escolar. O trabalho foi desenvolvido com base no pensamento de Charlot, especialmente suas formulações sobre leitura positiva, fracasso escolar e mobilização para o saber, e teve como principal objetivo investigar quais relações os estudantes do Ensino Fundamental, entre 11 e 15 anos, estabelecem com os saberes escolares. A pesquisa teve como referência metodológica o Grupo Dialogal. Para dar voz aos sujeitos participantes, constituiu-se um Grupo Dialogal com 15 estudantes moradores da favela da Mangueira (RJ), com renda média familiar de um salário-mínimo, com frágeis relações com suas escolas e a sociedade. Foram realizados cinco encontros ao longo de 14 meses. Os campos teóricos foram estruturados em torno dos temas os jovens e o saber, os sentidos do estudar e as práticas pedagógicas. Buscou-se compreender o estudante como sujeito de direito, como parte integrante de um processo e não como alguém que necessita à escola para torna-se alguém. Os conhecimentos escolares foram compreendidos a partir de um diálogo com as ideias de Sousa Santos a respeito de ciência no plural, de Cunha e Cancline sobre o conceito de cultura. Esses conceitos foram entendidos como campo de trocas e relações entre grupos e não como categorias identificadoras de grupos sociais. As práticas pedagógicas foram compreendidas a partir das contribuições de Franco, para quem as condutas educativas marcadas por posturas autoritárias não são pedagógicas, pois estas dependem de uma intencionalidade conduzida exclusivamente pela crítica reflexiva, que é substancialmente democrática. O material reunido na pesquisa foi dividido em três categorias: relações com os professores e a escola; relações consigo mesmo; e relações com os conhecimentos escolares. Os resultados apontaram para a necessidade de revisões conceituais e práticas, pois os estudantes relataram uma experiência com o saber que só pode ser compreendida se posta ao avesso, uma vez que se tornou evidente que participam de processos de ensino-aprendizagem e não aprendem. A vivência de condições discriminatórias dentro das escolas também foi indicada como obstáculo à aprendizagem. Os estudantes afirmam que para aprenderem precisam de relações coordenadas pelo diálogo e respeito a cada um, precisam participar do cotidiano da escola. O investimento na participação de estudantes na vida escolar é fator que impacta a aprendizagem, conclui a pesquisa. Estudantes vivenciam nas escolas condições muito contraditórias e esta pesquisa buscou identificá-las.
Título em inglês
The meaning of school learning for poor community youths
Palavras-chave em inglês
Pedagogical practices
School
Schooled knowledge
Resumo em inglês
The research has sought to gather contributions from poor community students to the pedagogical practices based on the investigation of their relationship with schooled knowledge. The work was developed based on the thought of Charlot, especially his formulations about positive reading, academic failure and mobilization towards knowledge, and the main purpose was to investigate which relations Basic Education students, between 11 and 15 years old, maintain with the schooled knowledge. The methodological ground of the research was the Dialogical Group. To give voice to the participating students a Dialogical Group was formed with 15 students who lived in the Mangueira slum (RJ), whose average family income was a minimum salary, with fragile relations with their schools and society. Five meetings were held along 14 months. The theoretical fields were structured around the following themes: youth and knowledge, the meanings of study and the pedagogical practices. An effort was made to understand the student as a person who has rights, as an integral part of a process and not as an individual who needs to go to school to be someone. Schooled knowledge was comprehended in a dialogue with the ideas of Sousa Santos regarding science as a plural thing, and of Cunha and Cancline about the concept of culture. These concepts were understood as a field of exchanges and relations between groups and not as categories that identify social groups. The pedagogical practices were comprehended following the contributions of Franco, for whom the educative conducts with authoritative attitudes are not pedagogical as they depend on the intentionality performed exclusively by the reflexive criticism, which is substantially democratic. The material gathered by the research was divided in three categories: relationship with teachers and schools, relationship with oneself and relationship with schooled knowledge. The results show that both conceptual and practical reviews are necessary as the students reported a experience towards knowledge that can only be understood if put inside out, since it was evident that they took part in teaching-learning processes but are unable to learn. Facing discrimination within the school was indicated as a obstacle to learning. Students said that, if they are to learn something, they need relations coordinated by dialogue and respect for every and each person, they need to take part in the school´s everyday life. Investing in the students´ participation in the school routine is a factor that positively affects learning, says the research in its conclusion. At school, students face conditions that are very contradictory and the aim of this study was to identify such conditions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.