• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Evandro Rodrigues da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Belintane, Claudemir (Presidente)
Lima, Sheila Oliveira
Pinto, Ivan Vilela
Título em português
Ouvidos abertos: a oralidade, a escrita e a canção
Palavras-chave em português
Canções-história e crítica
Escrita-história
Música popular-apreciação
Oralidade
Resumo em português
Observar as múltiplas relações entre a oralidade, a escrita e a canção popular brasileira são o objetivo deste trabalho. O que na canção seria atributo da cultura escrita? O que seria reverberação da tradição oral? Os estudos sobre a oralidade, a história da escrita e da leitura articulam-se à análise de fonogramas diversos, de diferentes momentos da história da canção brasileira. Oralidade, escrita, música e poesia compreendidos como campos distintos que, no corpo da canção, interpenetram-se, indiferentes a quaisquer hierarquias. A canção popular é, concomitantemente, compreendida como fenômeno musical, poético e cultural. Tratamos de pensar a canção como gênero e, de alguma forma, pensar seu lugar social (suas origens e transformações, suas relações com os mass media, sua capacidade de adaptar-se às mudanças de paradigmas de produção e recepção e o caráter dadivoso de sua economia). A voz, a palavra cantada, os corpos de quem canta e de quem ouve, os meios materiais de produção, difusão e fruição, constituem um sistema de trocas simbólicas, determinante para a conformação de um gênero específico (híbrido, poético-musical, que é a canção) que se configurou como principal vetor de representação de múltiplas sociabilidades e, não raro, promotor de uma aproximação reflexiva sobre as mesmas. Propomos, portanto, um exercício teórico que conjugue, de alguma maneira, o estudo da forma pela qual as canções se dizem ao que dizem sobre nós as canções.
Título em inglês
Ears wide open: orality, writing and the song
Palavras-chave em inglês
Orality
Popular music-appreciation
Songs-history and criticism
Writing
Resumo em inglês
This work aims at observing the multiple relationships between orality, writing and popular songs. How much of song writing is attributable to written culture? How much of it is a reverberation of oral tradition? Studies about orality, the history of writing and reading are articulated with the analysis of different phonograms, from different moments in the history of the Brazilian song. Orality, writing, music and poetry, understood as distinct fields that, in the body of the song, interpenetrate each other, indifferent to hierarchy. Popular song can be simultaneously understood as a musical, poetic and cultural phenomenon. Our endeavor here is to treat the song as a genre and, somehow, to reflect upon its social place (its origins and transformations, its relationships with mass media, its ability to adapt to paradigm shifts of production and reception and the generous/bountiful/giving character of its economy. The voice, the word being sung, the bodies of those who sing and of those who listen, the material means of production, diffusion and appreciation constitute a system of symbolic exchanges, which is determining in the conformity of a specific genre (the hybrid, poetic-musicalone which the song is) which became the main vector of representation of multiple sociabilities and, not rarely, a promoter of a reflexive approximation between them. What we propose, then, is a theoretical exercise which is able to connect, in some manner, the study of the form through which these songs enunciate themselves to what these songs say about ourselves.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.