• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2008.tde-30032009-093150
Documento
Autor
Nome completo
Cynthia Bedeschi de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Piemonte, Maria Elisa Pimentel (Presidente)
Ferraz, Henrique Ballalai
Xavier, Gilberto Fernando
Título em português
Efeitos de um treinamento em condições de dupla-tarefa sobre o desempenho motor e habilidade de dividir a atenção em pacientes com doença de Parkinson.
Palavras-chave em português
Atenção
Desempenho motor
Doença de Parkinson
Idosos
Reabilitação
Resumo em português
A Doença de Parkinson (DP) é uma das patologias degenerativas do Sistema Nervoso Central (SNC) que mais tem recebido atenção dos pesquisadores tanto da área experimental como clinica. Apresenta como principais sintomas motores o tremor de repouso, alterações posturais, rigidez muscular e a bradicinesia, que afeta o controle automático dos movimentos, somados aos sintomas ditos não motores, não menos importantes, cada vez mais considerados no tratamento da DP apesar de não estarem incluídos para critério diagnóstico. Como exemplo tem-se a depressão, alterações de humor, entre outros, além das alterações nas funções cognitivas, como, por exemplo, memória e atenção. Estes últimos contribuem sobremaneira ao fato de os sujeitos com DP apresentarem grande dificuldade em realizar duas tarefas ao mesmo tempo, fenômeno conhecido como dual-task. Essa dificuldade, somada à dificuldade de controlar de forma automática os movimentos, justificam as condutas mais utilizadas na fisioterapia o treino com pistas externas e estratégias atencionais para controlar os movimentos, principalmente a marcha, conduta que ainda apresenta limitações do ponto de vista funcional no tratamento destes pacientes, à medida que aloca a atenção para o movimento, limitando a atenção disponível para outras tarefas. Dando continuidade a um trabalho de nossa equipe (Okamoto, 2007), que mostrou ser possível se treinar a habilidade de dividir/gerenciar a atenção de pacientes com DP após um treinamento em condição de tarefa dupla, e conseqüentemente melhorar as deficiências da marcha, o presente estudo comparou o efeito de dois treinamentos motores realizados concomitantemente a tarefas cognitivas auditivas e visuais, que se diferenciaram apenas no nível de complexidade dessas tarefas distrativas, o que, supostamente, exigiria mais recursos atencionais e aumentaria a concorrência com o controle da tarefa motora, sobre (1) o desempenho motor da tarefa motora de alternância de passos avaliada isoladamente e em dual-task, (2) o desempenho nas próprias tarefas distrativas (visuais e auditivas), (3) o desempenho em testes psicofísicos e neuropsicológicos que avaliam o controle atentivo e (4) a marcha. Quarenta e três sujeitos, divididos em quatro grupos, realizaram um treino motor com uma tarefa de alternância de passos em associação com tarefas concorrentes visual e auditiva, de diferentes complexidades, alternadas em cada bloco. O estudo foi dividido em 2 treinos de acordo com a complexidade das tarefas distrativas e foi realizado em 2 dias, com intervalo de 48 hrs, constituído de 8 blocos de 100 movimentos por dia. Os resultados mostraram que o treino, independente de sua complexidade, promoveu uma melhora (1) na tarefa motora testada isoladamente ou simultaneamente a tarefas cognitivas; (2) nas tarefas cognitivas testadas isoladamente ou concomitantemente a tarefa motora; (3) nos testes psicofísicos e neuropsicológicos de atenção e (4) na velocidade da marcha testada isoladamente ou simultaneamente a tarefas motoras e cognitivas, tanto para os pacientes com DP como para os idosos saudáveis. Baseados nesses resultados, conclui-se que o treino em condição de dupla-tarefa foi eficiente para melhorar as deficiências motoras e cognitivas de pacientes com DP, generalizando-se para tarefas que exijam as mesmas habilidades.
Título em inglês
Effects of training in dual-task situations on the motor performance and the abillity to divide attention in subjects with Parkinsons Disease
Palavras-chave em inglês
Aged
Attention
Motor performance
Parkinsons Disease
Rehabilitation
Resumo em inglês
The Parkinsons Disease (PD) is one of the degenerative disorders of the Central Nervous System (CNS) that has been greatly discussed both in clinical and experimental researches. Its major motor symptoms are tremors, rigidity or muscle stiffness, bradykinesia and postural instability. Not less important, subjects with PD may suffer from emotional changes and depression, as well impairment in the cognitive functions, such as memory and attention. As consequence of the last mentioned, subjects with PD have shown a significant difficulty in performing two tasks simultaneously, effect known as dual-task. Due to the great effort of these subjects in managing the attention into more than one task at the same time, the main procedure within physical therapy is training with external cues and attentional strategies, besides the approach to avoid dual-task situations. Based on our teams previous study (Okamoto,2007), which showed that it is possible to train attentional management, the present study matched the effects of two motor trainings performed with perceptual tasks of different complexities (visual and auditory distracters). Supposedly, these tasks performed together would demand more attentional resources and would impair the task performance in the: (1) steps task (alternating feet) evaluated separately and in dualtask condition; (2) both visual and auditory perceptual tasks; (3) neuropsychological and psychophysical tests, witch verifies the attentional control and; (4) gait itself. Forty three 2 subjects were divided in four groups that performed a step task (alternating feet) associated with visual and auditory tasks of different complexities, alternating on each block of training. The study was divided in two experiments, according with the complexity of the distractive tasks, and was carried out in two days, with a 48 hours interval, composed of 8 blocks of 100 steps each day. The results displayed that the training, disregarding its complexity, increased the outcomes of the: (1) motor task when tested separately or in addition with perceptual tasks; (2) perceptual tasks when tested separately or concurrently with the motor task; (3) attentional neuropsychological and psychophysical tests and; (4) gait speed when tested alone and concurrently with cognitive tasks, both in patients with PD and healthy elders. Therefore, this studys outcome implies that training on dual-task situation has been efficient to enhance the motor and cognitive deficits in patients with DP, being generalized to tasks that demand the same skills.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
souzacb_me1.pdf (2.39 Mbytes)
Data de Publicação
2009-04-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.