• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2017.tde-20072017-154153
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Krasic Alaiti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Costa, Marcelo Fernandes da (Presidente)
Barela, José Angelo
Piemonte, Maria Elisa Pimentel
Reis, Felipe Jose Jandre dos
Título em português
Desenvolvimento e validação de um modelo de escala psicofísica de razão capaz de mensurar o gradiente de generalização da dor relacionada ao movimento em indivíduos com queixas musculoesqueléticas crônicas
Palavras-chave em português
Comportamento
Dor relacionada ao movimento
Estimativa de magnitude
Percepção da dor
Psicofísica
Psicofísica clínica
Resumo em português
A percepção dolorosa envolve um processo ativo de interpretação de informações cujo principal objetivo é a subsequente seleção de comportamentos protetivos para um contexto ou conjunto de estímulos que foram associados por nosso cérebro a uma lesão ou a um risco potencial de lesão, sem que necessariamente existam alterações estruturais físicas que expliquem estes sintomas. Enquanto atualmente a dor relacionada a execução de movimentos e a manutenção de posturas é o principal motivo pelo qual pacientes com queixas musculoesqueléticas crônicas buscam auxílio médico, a maior parte dos instrumentos de mensuração específicos para esta população de pacientes não avaliam a dor no contexto em que ela é percebida e, os que o fazem, possuem acesso a níveis de mensuração pouco informativos e apresentam diversos erros de construção. Objetivo: Desenvolver e validar uma escala psicofísica de razão que seja capaz de avaliar o gradiente de generalização da dor relacionada a execução de movimentos em indivíduos com dor no ombro. Métodos: Um total de 180 indivíduos com dor no ombro, destros, sintomáticos, sedentários e com início da queixa há pelo menos 3 meses foram recrutados entre os pacientes em atendimento no Grupo do Ombro do IOTFMUSP para a realização de 3 experimentos. Nos primeiros 2 experimentos, foi realizada a validação interna da escala psicofísica de razão por meio do procedimento de emparelhamento inter-modalidades e foram selecionados os movimentos que comporiam a escala oficial, respectivamente. Durante o experimento 3, o desenvolvimento da Escala Psicofísica de Avaliação da Dor Relacionada ao Movimento para pacientes com dor no ombro (EPADRMO) foi finalizado e seu processo de validação psicométrica teve início. Resultados: A validação interna da escala com base na teoria psicofísica, realizada no experimento 1, comprovou que a dor relacionada ao movimento pode ser mensurada dentro de um nível escalar de razão. Por meio da análise dos valores obtidos através das estimativas de magnitude da dor percebida durante a execução de 10 movimentos, selecionadas durante o experimento 2, e do expoente da função de potência obtido a partir destes valores, fomos capazes de compreender como a dor de cada indivíduo se manifestou no contexto em que ela é vivenciada e de mensurar seu gradiente de generalização ao longo dos movimentos que compõe a escala. As análises psicométricas realizadas durante o experimento 3 demonstraram validade de conteúdo, consistência interna e validade de constructo positivas com ausência de efeitos teto e piso, apresentando uma confiabilidade inter-examinadores adequada. Conclusão: A EPADRMO demonstrou ser capaz de mensurar quantitativamente o gradiente de generalização e a magnitude de variação da dor funcional de um indivíduo com dor no ombro com uma capacidade informativa superior as outras escalas disponíveis que se prezam a avaliar a dor funcional nesta população de paciente
Título em inglês
Development and validation of a model of psychophysical ratio scale that is capable to measure the gradient of movement related pain generalization in patients with chronic musculoskeletal complaints
Palavras-chave em inglês
Behavior
Clinical psychophysics
Magnitude estimation
Movement related pain
Pain perception
Psychophysics
Resumo em inglês
The pain perception involves an active process of information interpretation whose main goal is the subsequent selection of protective behaviors to contexts or a set of stimuli that were associated by our brain to an injury or a potential risk of injury, without a necessarily structural change that could explain these symptoms. While the pain related to the execution of movements and the maintenance of postures is currently the main reason why patients with chronic musculoskeletal complaints seek medical help, most of the measurement instruments specific to this patient population do not assess pain in the context in which it is perceived and those who do so, have access to inferior levels of measurement and exhibit various construction errors. Objective: To develop and validate a psychophysical ratio scale that is capable of evaluationg the movement related pain generalization gradient in individuals with shoulder pain. Methods: A total of 180 patients with shoulder pain, right-handed, symptomatic, sedentary and with complaint for at least 3 months were recruited from patients in care in the Shoulder Group of IOTFMUSP to perform three experiments. In the first two experiments, the internal validation of the psychophysical ratio scale were made by the cross-modality matching procedure and 10 movements have been selected to compose the official scale, respectively. During the experiment 3, the development of The Psychophysical Scale for Movement Related Shoulder Pain (PSMRSP) was completed and the psychometric validation process of the instrument was initiated. Results: The internal validation of the scale based on the psychophysical theory, held in experiment 1, demonstrated that the movement related pain can be measured in a ratio level of measurement. Through the analysis of the values obtained by the magnitude estimations of the perceived pain during the execution of 10 movements, selected during the experiment 2, and the power function exponent obtained from these values, we were able to understand how the pain of each individual manifests in the context in which it is felt and to measure the gradient of pain generalization along the movements selected for the scale. The psychometric analyzes performed during the experiment 3 demonstrated positive content validity, internal consistency and construct validity with no ceiling and floor effects, presenting an adequate inter-rater reliability. Conclusion: The findings of the present study demonstrated that the PSMRSP provide a quantitative measure of the generalization gradient and of the range of variation of the movement related pain in subjects with shoulder pain with a higher informativeness than the other scales available to evaluate the functional pain in this patient population
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
alaiti_corrigida.pdf (1.80 Mbytes)
Data de Publicação
2017-07-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.