• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2008.tde-16022009-153544
Documento
Autor
Nome completo
Erika Okamoto Hattori
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Piemonte, Maria Elisa Pimentel (Presidente)
Ferraz, Henrique Ballalai
Valle, Luiz Eduardo Ribeiro do
Título em português
Comparação entre os efeitos do treino motor isolado e do treino motor em condição de tarefa dupla, sobre a marcha e a atenção, em idosos saudáveis e pacientes com doença de Parkinson
Palavras-chave em português
Atenção
Desempenho motor
Doença de Parkinson
Idosos
Resumo em português
A doença de Parkinson (DP) idiopática é uma patologia neurodegenerativa progressiva, caracterizada por sintomas motores como bradicinesia, rigidez muscular, tremor de repouso e instabilidade postural e sintomas não motores como alterações atentivas que influenciam o gerenciamento entre tarefas simultâneas. Mesmo no processo de envelhecimento saudável, há um declínio atentivo. Somando-se a isso, os núcleos da base estão envolvidos com a automatização de movimentos assim, observa-se prejuízo na habilidade de controle dos movimentos automáticos em pacientes com DP com agravamento na execução de tarefas duplas, já que estes passam a despender mais recursos atentivos para tarefas motoras. A habilidade de andar é uma das mais prejudicadas com o surgimento da DP, um comprometimento funcional que interfere no gerenciamento/divisão de recursos atentivos entre outras tarefas que ocorram simultaneamente. Atualmente, o tratamento fisioterapêutico para pacientes com DP prioriza a execução de tarefas motoras isoladas, principalmente quando os pacientes se encontram em estágios moderados e avançados da doença. Este estudo teve por objetivo comparar a eficácia entre dois tipos de treinamento em pacientes com DP e idosos saudáveis. Os grupos foram divididos em dois subgrupos, um deles treinou somente com a repetição extensiva da tarefa motora de alternância de passos e o outro realizou o treinamento na condição de tarefa dupla, ou seja, a tarefa motora associada a uma tarefa auditiva. Para verificar os efeitos do treinamento sobre a tarefa motora foi avaliada a velocidade do movimento e para verificar os efeitos do treinamento sobre a habilidade de gerenciar/dividir a atenção foi analisado o desempenho total, por meio da utilização de um índice, entre a velocidade na tarefa motora e a acurácia na tarefa auditiva. Para verificar se os resultados com o treino em condição de tarefa dupla poderiam ser generalizados para outra condição que exigisse gerenciamento/divisão de atenção, foram aplicados testes psicofísicos de atenção visuoespacial. Os resultados mostraram que a tarefa auditiva não prejudicou o desempenho motor nos grupos que treinaram sob esta condição, independente do tipo de treinamento houve aquisição do aumento da velocidade de movimento.Somente os grupos que treinaram na condição de tarefa dupla apresentaram melhora no desempenho total. Quando analisados os dados do desempenho motor na condição de tarefa dupla observamos que todos os grupos apresentaram melhora no desempenho motor, porém os grupos que treinaram na condição de tarefa dupla, realmente estavam gerenciando/dividindo a atenção, já que o desempenho total também melhorou. Os grupos que treinaram na condição de tarefa motora isolada, quando avaliados na condição de tarefa dupla priorizaram a tarefa motora em detrimento da tarefa auditiva porque na análise do desempenho total a melhora não surgiu. Não foram encontradas evidências de automatização neste estudo. Apenas os grupos que treinaram na condição de tarefa dupla apresentaram melhora no teste psicofísico de atenção visuoespacial dividida.
Título em inglês
Comparison of the effects of single task and the dual-task condition motor training on the gait and on the attention in healthy elderly and Parkinsons disease patients.
Palavras-chave em inglês
Aged
Attention
Motor performance
Parkinsons disease
Resumo em inglês
Parkinsons disease (PD) is an idiopathic neurodegenerative disorder featured by motor symptoms as bradykinesia, muscular rigidity, resting tremor and postural instability and by cognitive symptoms as changes in attention that influences tasks simultaneity management. There is an attention deficit even when aging is considered a physiological process. The basal ganglia are involved with the motor learning process and it can be seeing as a lost in automatic motor control when those structures are damage, focusing in the dual-task performance which demands more attention resources. The walking performance is one of the most damaged tasks in the PD, a functional problem that interfere on the management/division of attention sources with another simultaneous tasks. Currently, the physiotherapeutic treatment for patients with PD emphasizes the implementation of single task situations, especially when patients are in moderate and advanced stages of the disease. This study aimed to compare the effectiveness of two types of training in patients with PD and healthy elderly. The groups were divided into two subgroups, one of them trained only with the extensive repetition of the motor task of switching your steps and the other held the training in the dual task condition, motor task associated with hearing task. Movement velocity was used to verify training effects on the motor task and total performance measured by an index calculated between motor task velocities and hearing precision task observed to evaluate motor training and attention effects of competence to observe attentions divided ability. To check whether the results with the training in dual task condition could be generalized to other condition that requires management / division of attention, were applied psychophysical tests of visuospacial attention.Results demonstrated that hearing task couldnt disturb motor performance in groups trained that way. In all condition could be observe enlarged movements velocity. Only dual-task training condition reverts in better performance in total performance, comparing pre and post training conditions. Motor performance improved when analyses of dual-task test condition where done to all groups, but only dual-task training groups where ready to attention divided. Motor task segregated training conditions were evaluated in dual-task conditions when they presented a priority to the motor task and not for the hearing task, knowing when we looked to the total performance measure. No learning automatic tasks were seeing on this study. Only dual-task training groups presented improvement in divided visuo-spatial attention test.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
okamoto.pdf (1.51 Mbytes)
Data de Publicação
2009-03-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.