• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2018.tde-24092018-102541
Documento
Autor
Nome completo
Elias Nasser de Castro Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Luis Guilherme Galeão da (Presidente)
Massola, Gustavo Martineli
Queiroz, Rodrigo Cristiano
Silva, José Carlos Gomes da
Título em português
Arte e (R)existência: grafites na cidade de São Paulo à luz da teoria crítica
Palavras-chave em português
Arte
Grafite
Regressão
Resistência
Teoria crítica
Territorialidade
Resumo em português
A partir da teoria crítica elaborada pelo sociólogo Theodor Adorno junto à Escola de Frankfurt e da concepção de arte decorrente dela, além dos conceitos de território e territorialidade desenvolvidos pelo geógrafo Rogério Haesbaert, esta pesquisa buscou analisar os processos de resistência e regressão presentes na arte urbana do grafite. Os processos de resistência são aqui entendidos como a realização da razão dialética por meio do fazer artístico, que visa à autonomia do indivíduo em meio a uma sociedade dominadora. Os processos de regressão vão no sentido contrário ao da autonomia e buscam, pela razão instrumental, condicionar o indivíduo aos ditames de uma cultura administrada pela lógica capitalista. Na pesquisa, foram estudados os grafites produzidos no espaço denominado Nó da Paulista, na região central da cidade de São Paulo (SP), seu contexto de produção material (significantes) e seu conteúdo enquanto obra de arte (significados), por meio de levantamento histórico, documental, visitas a campo, relatórios e um extenso registro fotográfico. Após a análise, a pesquisa considerou o grafite como arte nos termos da teoria estética de Adorno, por apresentar vieses críticos que questionam a realidade urbana tal que é apresentada, evidenciando suas contradições; também como objeto social, pelo qual se notam processos de resistência e de regressão ocorrendo a todo momento na sua relação com a sociedade; e como meio de apropriação da cidade, à medida em que demarca, expande e cria territorialidades pela ocupação artística do espaço
Título em inglês
Art and (r)existence: graffiti in the city of São Paulo through critical theory
Palavras-chave em inglês
Art
Critical theory
Graffiti
Regression
Resistance
Territoriality
Resumo em inglês
Based on the critical theory developed by the sociologist Theodor Adorno at the Frankfurt School and the concept of art derived from it, in addition to the concepts of territory and territoriality developed by the geographer Rogério Haesbaert, this research sought to analyze the processes of resistance and regression present in urban art of graffiti. The processes of resistance are here understood as the realization of the dialectical reason by means of the artistic making, which seeks the autonomy of the individual in the midst of a dominating society. The regression processes are the opposite of autonomy and seek, by instrumental reason, to condition the individual to the dictates of a culture dominated by capitalist logic. In the research, the graffiti produced in the space called "Nó da Paulista", in the central region of the city of São Paulo (SP), its context of material production (signifiers) and its content as a work of art (meanings) were studied. Historical and documentary survey, field visits, reports and an extensive photographic record were used for that goal. After the analysis, the research considered the graffiti as art in terms of the aesthetic theory of Adorno, mainly for presenting critical biases that question the urban reality as presented, evidencing its contradictions; also as a social object, through which are observerd signs of resistance and regression occurring continuously in their relation with society; and as a mean of appropriation of the city, as it demarcates, expands and creates territorialities by the artistic occupation of space
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.