• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2018.tde-19072018-101556
Documento
Autor
Nome completo
Alexandre Pellaes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Malvezzi, Sigmar (Presidente)
Nascimento, Ladislau Ribeiro do
Ribeiro, Marcelo Afonso
Rios, Terezinha Azerêdo
Título em português
O impacto de variáveis do trabalho na autorrealização
Palavras-chave em português
Autorrealização
Futuro da gestão
Futuro do trabalho
Maslow
Motivação
Teoria das necessidades de Maslow
Resumo em português
Devido à evolução acelerada da tecnologia e à mudança das práticas de gestão, uma série de teorias e análises sobre o futuro do trabalho têm surgido. No entanto, o foco tem se mantido em questões tecnológicas e comerciais, com pouco aprofundamento na área de relações humanas e na compreensão do homem sobre sua própria realização. O aumento do nível de complexidade da discussão do papel do trabalho com temas como propósito e significado nas atividades profissionais desperta a busca por conhecimento sobre os mecanismos da satisfação das necessidades humanas por meio da ação produtiva. Novas formas de trabalho, têm demandado o aumento da autonomia e da individualidade na execução das tarefas. Portanto, este estudo aprofunda-se no conceito de Autorrealização e das pessoas autorrealizadas, segundo Maslow (1954), para identificar sua relação com variáveis de perfil do indivíduo e de sua relação com o trabalho e se há correlação de variáveis de perfil pessoal, histórico profissional e preferências/visão de trabalho, com o índice SISA, que classifica autorrealização nos indivíduos. A pesquisa foi elaborada por método de abordagem quantitativa e aplicada por meio de questionário online composto pelo índice de identificação de autorrealização (SISA) e por questões de identificação de perfil e preferências no trabalho, no 1º semestre de 2018, durante o período de 7 dias, com uma amostra total de 4.048 pessoas. Foram identificados 394 (9,7%) indivíduos autorrealizados. O percentual de pessoas autorrealizadas foi mais acentuado no grupo mais maduro e com mais experiência profissional. A chance de um indivíduo ser autorrealizado mostrou-se correlacionada com o nível educacional. Em relação a pessoas que cursaram apenas o Ensino Médio, indivíduos com nível Superior, Pós-Graduação ou Mestrado/Doutorado têm, respectivamente, mais chance de serem autorrealizados em 1,23, 1,87, 2,48 vezes. Profissionais que atuam em organizações flexíveis, com gestão modernizada, apresentaram o perfil autorrealizado 1,39 vez mais do que os sujeitos que atuam em empresas hierárquicas. A maior parte da amostra (50,7% ou 2.053) trabalha sob o vínculo tradicional (CLT) e apresentou percentual de pessoas autorrealizadas inferior à média da amostra (7,4%). Indivíduos com vínculo de empresário, empreendedor ou autônomo somados apresentaram índice de autorrealização superior (21,3%). 90% das pessoas informaram ter sofrido impactos emocionais negativos no trabalho. Deste modo, verificou-se que profissionais com mais experiência e nível escolar mais elevado, bem como indivíduos que atuam de forma mais autônoma ou trabalham em empresas flexíveis e com modelos de gestão modernos e objetivos negociados tendem a ser mais autorrealizados
Título em inglês
Not informed by the author
Palavras-chave em inglês
Future of management
Future of work
Maslow
Motivation Theory
Self-actualization
Theory of basic needs
Resumo em inglês
Due to fast advances in technology and changes in managerial practices, several theories and studies on the future of work have emerged. However, the focus has been on technological and commercial issues, with little interest for human relations and man's understanding of his own actualization. Discussions about the role of work, its meaning and purpose have awakened the search for knowledge about mechanisms of satisfaction of human needs through productive action. New ways of working have demanded an increase in autonomy and individuality in the execution of task. This study relies on Maslows (1954) concept of Self-actualization and aims to identify personal information and historical professional profile and work preferences that will connect and correlate with on statistical basis with the SISA Short Index of Self Actualization. Quantitative data was gathered through online questionnaire applied in the first half of 2018, for a 7-day period, presenting questions about personal and professional profile identification and preferences at work + SISA. Total research sample = 4,048. SISA index of the exercise has identified 394 (9,7%) self-actualizing subjects. Higher self-actualization percentages were identified in the older and more experienced group. The odds of being a self-actualizing person has shown to be correlated with educational level and age. The higher the formal education level of a subject, stronger the probability of being a self-actualizing individual. Subjects working on flexible organizations and contemporary management models show 1,39 times more chance of being self-actualized, than workers on hierarchical organizations. 50,7% of the total sample is composed by individuals working under traditional employment strict rules (CLT). Subjects in this group presents lower probability (7,4%) of being self-actualized. Individuals whose jobs and employment agreements are more flexible and autonomous have superior index for self-actualization. 90% of the sample have mentioned negative emotional impact from previous jobs. Conclusions are that self-actualization potential will be higher as the subject is older, more experienced and has higher educational level. Flexible and autonomous working conditions will also have a positive impact on self-actualization index
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
pellaes_corrigida.pdf (1.68 Mbytes)
Data de Publicação
2018-07-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.