• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2019.tde-13122018-171938
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Alves de Jongh
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Luis Guilherme Galeão da (Presidente)
Esteves, Egeu Gomez
Souza, Zilma Borges de
Svartman, Bernardo Parodi
Título em português
Por trás de cada pessoa existe uma história: lideranças, relações solidárias e reconhecimento como base para transformações psíquicas e sociais
Palavras-chave em português
Desigualdade de gênero
Economia solidária
Liderança comunitária
Psicologia social
Teoria do reconhecimento
Resumo em português
Com a intenção de contribuir para os estudos na temática da liderança sob a perspectiva das relações que se estabelecem em organizações sociais, essa pesquisa trata de transformações psíquicas e sociais a partir da lógica do cotidiano e das histórias cruzadas de pessoas que lidam diariamente com as consequências das desigualdades sociais em suas vidas. Tendo como primeiro plano as histórias e perspectivas de cinco mulheres de dois empreendimentos solidários da cidade de São Paulo, o Ângela de Cara Limpa e a União Popular de Mulheres do Campo Limpo e Adjacências, o processo foi sendo elaborado ao longo das interações que se estabeleceram entre nós. A pesquisa foi realizada a partir de entrevistas e observação participante e a perspectiva adotada na análise foi a das singularidades de cada história e de cada empreendimento. Essas histórias, ainda que únicas, permitem observar situações e sentimentos, bem como transformações e possibilidades de futuro, marcados por diversas contradições. As reflexões tratam de quatro principais tópicos de análise: identidade, Economia Solidária, reconhecimento e liderança. A identidade é observada como um processo permanente de formação e transformação, a partir de condições materiais e históricas dadas. Nessas condições, desigualdade social e desigualdade de gênero são marcadores presentes, influenciando constantemente nas percepções individuais, coletivas e nas tomadas de decisão em relação a suas vidas. A Economia Solidária surge como uma alternativa à falta de emprego, renda e qualidade de vida. Embora a busca primeira a essas organizações seja pela renda, é a solidariedade que se mostra mais presente nas histórias. A solidariedade também é um dos muitos aspectos que favorece a luta pelo reconhecimento no processo de busca de pertencimento na sociedade. A reinvindicação de direitos e sentir-se entre iguais, são alguns dos fatores que aparecem na luta por reconhecimento dessas mulheres. Por fim, as lideranças mostram-se não como a única fonte de inspiração e manutenção dessas iniciativas sociais, mas são fundamentais, deixando suas marcas e inspirações, e sendo marcadas e inspiradas por outros, num processo de construção constante. Mais do que buscar direções únicas, essa pesquisa traz possibilidades e perspectivas para a atuação com comunidades e mulheres. As conclusões e recomendações para o campo apontam a perspectiva das relações e do compromisso na busca pela redução das desigualdades sociais
Título em inglês
Not informed by the author
Palavras-chave em inglês
Community leadership
Gender Inequality
Recognition theory
Social Psychology
Solidarity Economy
Resumo em inglês
Seeking to contribute to studies on the leadership theme from the perspective of the relationships established in social organizations, this research deals with psychic and social transformations based on the logic of daily life and the cross stories of people who deal everyday with the consequences of social inequalities in their lives. The interactions established among us made the process exclusive. The stories and perspectives are about five women from two solidarity economy enterprises in the city of São Paulo: Angela de Cara Limpa and União Popular de Mulheres do Campo Limpo e Adjacências. The research took place from interviews and participant observations. The analysis adopted the perspective of the singularities of each story and each organization. These stories, although unique, allow us to observe situations and feelings, as well as transformations and possibilities of the future, marked by several contradictions. The reflections deal with four main topics of analysis: identity, solidarity economy, recognition and leadership. Identity observed as a permanent process of formation and transformation, given material and historical conditions. Under these conditions, social inequality and gender inequality are present markers, constantly influencing individual, collective perceptions and life decision-makings. Solidarity economy emerges as an alternative to lack of employment, income or quality of life. Although the first search in these organizations is for income, solidarity is the main present aspect in the stories. Solidarity is also one of many aspects that favors the struggle for recognition in the process of seeking belonging in society. The claim of rights and feel equal, are some of the factors that appear in the struggle for recognition of these women. Finally, the leaderships are not the only source of inspiration and maintenance of these social initiatives. They are fundamental in leaving their marks and inspirations, and being marked and inspired by others, in a constant construction process. More than seeking unique directions, this research offers possibilities and perspectives of working with communities and women. The conclusions and recommendations point to the perspective of relationships and commitment in the search for the reduction of social inequalities
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
jongh_corrigida.pdf (1.11 Mbytes)
Data de Publicação
2019-01-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.