• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2012.tde-04102012-152109
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Alberto Araujo Netto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Malvezzi, Sigmar (Presidente)
Bendassolli, Pedro Fernando
Marques, Moises da Silva
Sanz, Ana Ines di Gianni de Garcia
Silva, Luis Guilherme Galeão da
Título em português
O labirinto organizacional e o fio da razão: os processos de seleção interna como via de reflexividade institucional
Palavras-chave em português
Gestão estratégica de recursos humanos
Labirinto organizacional
Psicologia das organizações e do trabalho
Reflexividade institucional
Seleção de pessoas
Resumo em português
Esta tese teve por objetivo investigar a reflexividade como componente estratégico na prática de Gestão de Recursos Humanos (GRH) e na contribuição crítica da Psicologia das Organizações e do Trabalho (POT) frente aos desafios da alta modernidade. Tomando como referencial a Sociologia de Anthony Giddens, os atores são capazes de elaborar, no contexto das relações sociais em que estão inseridos, as condições da sua própria ação e a do outro, confrontando aquilo que a organização diz ser da forma como é compreendida. Ao mesmo tempo, o estudo revelou que os atores esperam poder contribuir e agregar valor para a organização, pela dimensão cognitiva que possuem. Isso porque os atores produzem reflexão sobre os processos nos quais estão envolvidos, queira a empresa ou não, construindo experiências pessoais com alta potencialidade de informações e conhecimentos para a GRH realizar o auto-monitoramento contínuo, identificar gaps existentes e aperfeiçoar as práticas adotadas que podem ser, assim, reconstituídas ou reorganizadas. O presente estudo, tomando como objeto de investigação empírica o processo interno de seleção de pessoas de uma empresa, analisou o quanto o conhecimento produzido pelos atores, uma vez ignorados diante da ênfase dada aos sistemas técnicos especialistas, fechados à participação pela ausência deliberada de espaços dialógicos, pode levar a perdas de referenciais e sentido, levando a uma situação denominada neste estudo como labirinto organizacional. O estudo conclui que um processo interno de seleção de pessoas vai além da escolha do candidato mais habilitado para exercer uma determinada função, pois é capaz de revelar também a forma de ser da própria organização, seu auto-retrato, na visão dos diversos atores envolvidos no processo. O quadro teórico elaborado com os conceitos de Giddens foi aplicado, neste estudo, às experiências elaboradas pelos atores quando questionados. A pesquisa demonstrou a condição e o potencial dos atores de transformarem a estrutura existente, como um Teseu contemporâneo que entra no labirinto com um projeto, agente ativo no uso reflexivo da razão como fio lógico para si que move os seus passos dentro da organização. Trata-se da experiência oposta à figura do Minotauro, submetido de forma passiva aos limites impostos pela estrutura. Ligar essas experiências é um exercício de construção que remonta ao hipertexto, como contra-labirinto, que conecta experiências e oferece um sentido para o agir organizacional. O resultado da investigação sobre a visão dos candidatos e psicólogos selecionadores mostrou que criação e análise das práticas, exploração e leitura das experiências vividas, potencializa a reflexividade institucional como condição para modernização das organizações ao fortalecer o papel dos atores como agentes ativos
Palavras-chave em inglês
Human resources management strategy
Institutional reflexivity
Organizational maze
Personnel selection
Work and organizational psychology
Resumo em inglês
This thesis aimed at investigating reflexivity as a strategic feature of Human Resources Management (HRM) linked to the critical contribution of Work and Organizational Psychology (WOP) within the facing up to the high modernity organizational challenges. Grounded in the Anthony Giddens Sociology, it scrutinized actors capacity to elaborate the conditions related to their own and others actions within the social contexts they are settled in by withstanding organizational narratives about what is being done by management. Additionally, it analyzed actors expectations of their own contribution to the organization by adding value through the offering of their own cognitions to the organization. Their expectations stem from their reflexivity on the processes they are involved in through which, be recognized or not by the enterprise, they produce a wide range of knowledge and information potentially fertile for the accomplishment of HRM selfappraisal, the identification of existing gaps and the amelioration of its practices. Taking the process of personnel selection as the target of scrutiny, this study analyzed the extent to which the knowledge produced by organizational actors is ignored by the organizational preference for the information produced by expert systems which are hemmed in to any kind of participation due to the lack of dialogical spaces. This situation produces loss of meaning and of references thus creating a kind of organizational maze. The empirical findings disclosed that an internal process of personnel selection goes beyond the choice of the most competent applicant for a particular position since it is enabled to disclose the way the organization works and its self-portrait according to actors views. Actors experiences were matched to the theoretical framework. Yet the findings confirmed actors potential competence to contribute to the transformation of the existing organziaitonal structure, as contemporary Teseus enter into the maze having a project as an active agents enabled to apply reflexivity by using the logical thread to move within the organization. Actors experience withstand Minotauros situation which was passive within the boundaries imposed by the maze structure. The scrutiny of those experiences hints at the hypertext as a sort of counter maze since it relates and offers meanings to the organizational action. Finally, the findings which emerged from the comparison of applicants with psychologists views put into light the potentiality of the analysis of procedures and the reading of experiences to enhance institutional reflexivity as inputs for organizational development since it gives momentum to actors roles as active agents
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Araujo_Netto_do.pdf (2.38 Mbytes)
Data de Publicação
2012-10-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.