• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-26032015-111601
Documento
Autor
Nome completo
Laila Renardini Padovan
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Antúnez, Andrés Eduardo Aguirre (Presidente)
Costas, Ana Maria Rodriguez
Safra, Gilberto
Título em português
Voar: um mergulho no corpo. O encontro sensível e poético entre dois corpos na dança do contato improvisação e na prática clínica
Palavras-chave em português
Corpo
Criatividade
Dança
Fenomenologia
Psicanálise
Resumo em português
Esta pesquisa traz como ponto de partida minhas experiências poéticas como bailarina da dança denominada Contato Improvisação; experiências estas que vão ao encontro de um corpo sensível, expressivo e sobretudo criativo, a partir do qual é possível a vivência da própria subjetividade no aqui e agora de cada relação e de cada situação. Assim, através deste mergulho em experiências corporais do Contato Improvisação, desenvolvo reflexões e questionamentos acerca de três eixos temáticos centrais: as supostas dualidades corpo-mente, habitual-criativo e eu-outro. Para dar respaldo a esta pesquisa, encontrei ressonâncias em autores como Merleau-Ponty na fenomenologia e Winnicott na psicanálise (além de Marion Milner e Gilberto Safra, entre outros) que convergem, cada um à sua maneira, para a compreensão de que a constituição do self se fundamenta no corpo e na relação com o outro (Winnicott), e de que é importante ao ser humano ter a vivência de ser o próprio corpo e de ser-no-mundo (Merleau-Ponty), desembocando na possibilidade de vivência da criatividade. Como desdobramento desta pesquisa, deixo que estas reflexões tragam questionamentos a respeito da prática clínica, abordando a experiência corporal, a criatividade e a relação paciente-terapeuta, a partir de breves relatos de algumas experiências que vivi no atendimento de pacientes. Assim, nesta dissertação, faço uma leitura do Contato Improvisação a partir de Merleau-Ponty e Winnicott, sem a pretensão de reduzir esta dança aos conceitos destes autores, mas sim como uma tentativa de colocar em palavras um pouco deste universo que é mais corporal, sensorial e poético; e quem sabe poder aprender um pouco sobre maneiras mais criativas de se relacionar com o próprio corpo, com o outro e com o mundo. Em uma espécie de dança entre o Contato Improvisação, Winnicott e Merleau-Ponty, o texto vai se constituindo a partir destes encontros e diálogos, para poder deixar surgir novas criações e novos voos na discussão dos temas desta dissertação
Título em inglês
Fly: a diving into the body. The sensible and poetic encounter between two bodies in Contact Improvisation dance and clinical practice
Palavras-chave em inglês
Body
Creativity
Dance
Phenomenology
Psychoanalysis
Resumo em inglês
This researchs starting point are my poetic experiences as a dancer in the tecnique called Contact Improvisation. Such experiences meet a sensible body, expressive and creative above all, from which it becomes possible to live ones own subjectivity in the here and now of every relationship and situation. By means of this dive into the body experiences of Contact Improvisation, I develop thoughts and questions on three central topics: the alleged dualities body-mind, customary-creative and self-other. To give basis to the research, I found resonance in authors such as Merleau-Ponty of phenomenology and Winnicott of psychoanalysis (in addition to Marion Milner and Gilberto Safra, among others), who, each at their own way, converge around the idea that the self is grounded on the body and on the relationship with others (Winnicott), and that it is important for the human being to experience being the own body and being-in-the-world (Merleau-Ponty), thus enabling the experience of creativity. As an extension of this research, I have let those thoughts raise questions about the clinical practice by addressing concepts such as the body experience, creativity and patient-therapeut relationship on the basis of a brief reporting of some experiences that I had with patients. Therefore, in this dissertation I address the Contact Improvisation having Merleau-Ponty and Winnicott as basis, without the intention of placing this dance technique under the concepts of those two authors, but as an attempt of putting into words a small part of this more corporeal, sensorial and poetic universe, and maybe learn more about alternative ways of relating to ones own body, the others and the world. In the form of a dance between the Contact Improvisation, Winnicott and Merleau-Ponty, the work builds up from such encounters and dialogues to give room to new creations and new approaches to the topics of the present dissertation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
padovan_me.pdf (2.45 Mbytes)
Data de Publicação
2015-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.