• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2018.tde-21092018-173653
Documento
Autor
Nome completo
Fernanda Resende Moreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Clemente, Claudia Kami Bastos Oshiro (Presidente)
Conte, Fatima Cristina Souza
Lotufo Neto, Francisco
Regra, Jaide Aparecida Gomes
Título em português
Os efeitos da Psicoterapia Analítica Funcional (FAP) no tratamento de uma criança vítima de abuso sexual
Palavras-chave em português
Abuso sexual infantil
Análise clínica do comportamento
Delineamento experimental de caso único
Psicoterapia analítica funcional
Terapia analítico-comportamental
Resumo em português
O abuso sexual infantil (ASI) é um problema de grande relevância social que pode trazer prejuízos como risco aumentado para psicopatologias, problemas sexuais e déficit nos relacionamentos interpessoais. A Psicoterapia Analítica Funcional (FAP) propõe um tratamento baseado na instalação de repertório de relacionamento interpessoal, modelado na relação terapêutica, em um ambiente seguro para o cliente e com baixa probabilidade de punição. O objetivo da pesquisa foi verificar os efeitos da FAP no tratamento de um menino de 11 anos de idade vítima de ASI, por meio da mensuração de comportamentos clinicamente relevantes (CCR) e comportamentos extrassessão. Foi realizado um delineamento experimental de caso único de reversão (A1-B1-A2-B2) em que a Fase A1 correspondeu a Terapia Analítico- Comportamental Infantil (TACI) enfocando análise dos comportamentos fora do setting terapêutico, a Fase B1 correspondeu a introdução sistemática da FAP e as fases A2-B2 corresponderam a replicação das condições anteriores com a retirada da FAP e sua reintrodução, respectivamente. Uma sessão de follow-up também foi realizada um mês após o término da psicoterapia. Cinco sessões de cada fase foram categorizadas pelo instrumento FAPRS. Utilizou-se o questionário CBCL e a Escala de Comportamentos Extrassessão, respondidos pela mãe da criança, afim de obter as medidas de comportamento externo, bem como o instrumento PedsQL para medir mudanças na autoavaliação da criança sobre a satisfação com a qualidade de vida e CAPS para as mudanças na autoavaliação de atribuições/percepções sobre a experiência de ASI. Os resultados apontaram aumento da porcentagem de CCR2 e queda da porcentagem de CCR1 durante as fases de inserção da FAP; queda dos CCR2 e aumento dos CCR1 quando a FAP foi retirada. As mudanças das porcentagens dos CCR2 foram mais contingentes à manipulação da variável independente. Não foi observada reversão dos CCR1, resultado do bloqueio de esquiva produzido pelo contexto terapêutico e por características específicas dos CCR1 da criança. O CBCL demonstrou melhora global na maioria de suas categorias, fazendo com que a criança saísse da faixa clínica dos problemas para a faixa considerada normal. As melhoras clínicas sugeridas nas categorias da Escala de Comportamentos Extrassessão que se relacionavam com os CCR da criança parecem ter sido produzidas pela introdução da FAP enquanto as pioras clínicas parecem ter sido produzidas pela retirada da FAP, o que sugere uma generalização (para o ambiente natural) dos ganhos terapêuticos obtidos em sessão. Tanto a CAPS quanto o PedsQL apontaram uma piora na avaliação do cliente. No entanto, discutiu-se que tal quadro é representativo de uma melhora no autoconhecimento da criança
Título em inglês
Not informed by the author
Palavras-chave em inglês
Behavioral-analytic therapy
Child sexual abuse
Clinical behavior analysis
Functional analytic psychotherapy
Single-case experimental design
Resumo em inglês
Child sexual abuse (CSA) is a problem of great social relevance that can cause impairment as an increased risk for psychopathologies, sexual problems and interpersonal relationships. Functional Analytic Psychotherapy (FAP) proposes a treatment based on the installation of an interpersonal relationship repertoire, shaped by the therapeutic relationship, in a safe environment for the client and a low probability of punishment. The objective of this study was to ascertain the effects of FAP on the treatment of an 11-year-old boy victim of CSA by measuring clinically relevant behaviors (CCR) and out-of-session behaviors. A single-subject withdrawal experimental design (A1-B1-A2-B2) in which Phase A1 corresponded to Childrens Behavioral-Analytic Therapy (TACI) focusing on behavioral analysis outside the therapeutic setting, Phase B1 corresponded to the systematic introduction of FAP and the A2- B2 phases corresponded to the replication of the previous conditions with the withdrawal of FAP and its reintroduction, respectively. A follow-up session was also held one month after the end of psychotherapy. Five sessions of each phase were coded by the FAPRS system. The CBCL questionnaire and the Out-of-session Behavior Scale, answered by the child's mother, were used to obtain the external behavior measures, as well as the PedsQL instrument to measure changes in the child's self-assessment on quality of life satisfaction and CAPS for the changes in the self-assessment of attributions/perceptions about the CSA experience. The results indicated an increase in CCR2s percentage and a decrease in CCR1s percentage during the FAP insertion phases; reduction of CCR2 and increase of CCR1 when FAP was withdrawn. Changes in CCR2 percentages were more contingent on independent variable manipulation. No reversal of CCR1 was observed, because of the avoidance behavior blockade produced by the therapeutic context and by the specific characteristics of the childs CCR1. The CBCL showed overall improvement in most of its categories, causing the child to leave the clinical range of problems for the range considered normal. The clinical improvements suggested in the Out-of-session Behavior Scale categories that related to the child's CCRE appear to have been produced by the introduction of FAP while clinical worsening appears to have been produced by FAP withdrawal, suggesting a generalization (for the natural environment ) of the therapeutic gains obtained in session. Both CAPS and PedsQL pointed to a worsening client assessment. However, it was argued that such a picture is representative of an improvement in the childs self-knowledge
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
moreira_corrigida.pdf (3.36 Mbytes)
Data de Publicação
2018-09-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.