• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-16032015-104836
Documento
Autor
Nome completo
Hi Ryung Kim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Yamamoto, Kayoko (Presidente)
Tardivo, Leila Salomao de La Plata Cury
Yoshida, Elisa Medici Pizão
Título em português
Psicoterapia breve operacionalizada em puérperas com sintomas depressivos no pós-parto
Palavras-chave em português
Crise adaptativa
Depressão pós-parto
Eficácia adaptativa
Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada
Interpretação teorizada
Psicoterapia breve operacionalizada
Resumo em português
O conflito entre a maternidade idealizada e a experienciada pode originar um grande sofrimento psíquico na puérpera. Os sentimentos de perda e de ganho podem resultar em sentimentos de culpa e de inadequação além da dificuldade em integrar realização profissional, vida amorosa e maternidade. De acordo com a literatura, a depressão pós-parto (DPP) no Brasil atinge entre 12 a 29% das puérperas. Segundo a Teoria da Adaptação de Ryad Simon, a DPP é uma crise adaptativa por ser um período em que o equilíbrio psicológico está perturbado por um obstáculo que a pessoa não sabe como superar e que gera grande sofrimento. A puérpera, diante da intensa pressão emocional e das situações imprevistas da maternidade, pode buscar soluções pouco ou pouquíssimo adequadas e, consequentemente, agravar a crise. A DPP pode acarretar problemas no relacionamento do casal e familiar. Na relação mãe-bebê, a puérpera pode reduzir a afetividade e cuidados que são direcionados ao bebê, o que pode causar prejuízos em seu desenvolvimento cognitivo e social, além de comprometimento da saúde física do bebê. O objetivo do estudo foi verificar a aplicação da Psicoterapia Breve Operacionalizada (PBO) em puérperas com sintomas da DPP. Os objetivos específicos foram: compreender os dinamismos inconscientes ; averiguar os efeitos das interpretações teorizadas. Os instrumentos utilizados foram: Entrevistas, Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada (EDAO) e Psicoterapia Breve Operacionalizada (PBO). A PBO foi realizada na Clínica Durval Marcondes do Instituto de Psicologia da USP, na cidade de São Paulo. O estudo realizado foi clínico qualitativo e constituiu-se de três puérperas com idades variando entre 19 e 29 anos, que apresentavam sintomas da DPP. Todas tiveram seus partos realizados no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Duas delas participaram de pesquisa sobre depressão pós-parto neste hospital e foram selecionadas conforme os critérios de inclusão e convidadas para a participação no presente estudo. A terceira participante foi encaminhada por profissional da saúde do Departamento de Obstetrícia do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (HU-USP). O resultado apresentado foi uma melhora na eficácia adaptativa após a PBO em todos os três casos: duas puérperas (A e C) do grupo 4 (adaptação ineficaz severa) passaram para o grupo 2 (adaptação ineficaz leve); uma puérpera (B) do grupo 5 (adaptação ineficaz grave) para o grupo 1 (adaptação eficaz). Na entrevista de retorno a participante A manteve-se no Grupo 2 e a participante B passou do Grupo 1 para o Grupo 3. Não foi possível entrevistar a participante C. Conclui-se que as entrevistas pormenorizadas são importantes para a compreensão psicodinâmica que, por sua vez, foi fundamental para o estabelecimento da situação-problema e para a formulação das interpretações teorizadas. A motivação e a interpretação teorizada auxiliaram as participantes a encontrarem soluções mais adequadas para as suas situações-problema e a superarem a crise adaptativa. A compreensão das interpretações pelas puérperas foi percebida através das descrições dos sonhos e nas buscas de soluções mais adequadas. A PBO mostrou-se eficaz nos três casos com melhoras significativas na classificação pela EDAO e essas melhoras foram mantidas nas entrevistas de retorno. A aplicação da PBO em puérperas com sintomas depressivos é possível e recomendável
Título em inglês
Operationalized Brief Psychotherapy (Psicoterapia Breve Operacionalizada) in postpartum women with Depressive Symptoms
Palavras-chave em inglês
Adaptive crisis
Adaptive Efficiency
Operationalized Adaptive Diagnostic Scale
Operationalized Brief Psychotherapy
Postpartum Depression
Theorized Interpretation
Resumo em inglês
The conflict between the idealized motherhood and the lived experience can cause a great psychological distress in postpartum women. The feelings of loss and gain can result in feelings of guilt and inadequacy besides the difficulty in integrating professional fulfillment, love life and motherhood. According to the literature, postpartum depression (PPD) in Brazil affects between 12-29% of postpartum women. According to the Ryad Simon's Theory of Adaptation, the PPD is an adaptive crisis (crise adaptativa) because it is a period where the psychological equilibrium is disturbed by an obstacle that the person does not know how to overcome and causes great suffering. The postpartum women that suffer with intense emotional pressure and unforeseen situations of motherhood, may seek solutions little or very little appropriated (soluções pouco ou pouquíssimo adequadas) wich will exacerbate the crisis. The PPD may cause problems to the couple and to the family relationship and to the mother and baby relationship. The woman with PPD's symptons can reduce the affection and care to the baby, which can cause damage to their cognitive and social development and impaired baby´s physical health. The aim of the study was to verify the application of Operationalized Brief Psychotherapy (OBP) among women with PPDs symptoms. The specific objectives were: to understand the unconscious dynamics and to investigate the effects of theorized interpretations.. The instruments used were: Interviews, Operationalized Adaptive Diagnostic Scale (OADS) (Escala Diagnóstica Adaptativa Operacionalizada - EDAO) and Operationalized Brief Psychotherapy (OBP). The OBP was performed at the Durval Marcondes Clinic, at the Institute of Psychology of the USP, in São Paulo. This study case was clinical qualitative and consisted of three postpartum women aged between 19-29 years who had symptoms of PPD. They all gave birth at the University Hospital of the University of São Paulo. Two of them took part in a research on postpartum depression in this hospital and were invited to the present study. Health professional of Obstetrics Department, University Hospital-São Paulo University (HU-USP), sent the third participant. The result presented was an improvement in adaptive efficacy (eficácia adaptativa) after OBP in all three cases: two women (A and C) group 4 (severe ineffective adaptation) (adaptação ineficaz severa) passed to group 2 (mild ineffective adaptation) (adaptação ineficaz leve); one postpartum (B) of group 5 (grave ineffective adaptation) (adaptação ineficaz grave) to group 1 (effective adaptation) (adaptação eficaz). In the interview the participant's return remained in Group 2 and participant B went from Group 1 to Group 3. It was not possible to interview the participant C. It was concluded that the detailed interviews are important to psychodynamic understanding that, in turn, was instrumental in the establishment of the problem-situation (situação-problema) and the formulation of theorized interpretations. The motivation and the interpretations helped the participants to find appropriate solutions to their problem-situations and overcome the adjustment crisis. The understanding the interpretations by the women was perceived through the descriptions of their dreams and in the search of more appropriate solutions. The OBP was effective in all three cases with significant improvements in classification by OADS and these improvements were maintained in return interviews. The application of OBP in mothers with depressive symptoms is possible and recommended
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
kim_corrigida.pdf (762.08 Kbytes)
Data de Liberação
2017-03-16
Data de Publicação
2015-03-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.