• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-09032015-111410
Documento
Autor
Nome completo
Clayton dos Santos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Avelino Luiz (Presidente)
Assumpcao Junior, Francisco Baptista
Sharovsky, Lilian Lopes
Título em português
O coping religioso-espiritual em pacientes de hospital escola: uma compreensão biopsicossocial
Palavras-chave em português
Escala de coping religioso espiritual
Espiritualidade
Estilos de enfrentamento
Medicina psicossomática
Psicodinâmica
Religião e saúde
Resumo em português
O coping religioso/espiritual (CRE) pode ser positivo ou negativo, de acordo com os seus efeitos. A pesquisa pretendeu verificar como tal fenômeno ocorre e se apresenta em pacientes internados nas clínicas médica e cirúrgica do Hospital Universitário da USP. Em uma primeira fase foi feita uma pesquisa quantitativa com o objetivo de mensurar na amostra estudada o CRE Positivo (CREP) e o CRE Negativo (CREN) em cada paciente, permitindo assim saber: a frequência de cada um desses tipos, o cálculo da razão CREN/CREP de cada paciente e a sua frequência na amostra, bem como em quais situações clinicas os tipos de CRE seriam mais frequentes; e se buscar correlações estatísticas desses valores com características demográficas dos pacientes. O objetivo da segunda fase foi buscar compreender através do referencial teórico psicodinâmico como os pacientes estabelecem relações com a doença, o tratamento, a internação e o coping religioso-espiritual. As duas fases foram realizadas simultaneamente. A amostra da primeira fase foi composta por 120 pacientes selecionados randomicamente, sendo 60 de cada clínica, 30 homens e 30 mulheres. Para isso foram utilizados dois instrumentos: a escala CRE-Breve e um formulário geral que levantou características demográficas da amostra. Na segunda fase, a pesquisa se concentrou qualitativamente em oito casos, já participantes da etapa anterior, utilizando de entrevistas semidirigidas que foram analisadas levando-se em consideração os objetivos dessa fase da pesquisa e o método da análise de conteúdo. Os resultados mostraram que 88,3 % dos pacientes utilizam mais CRE Positivo, enquanto 11,7% utilizam predominantemente o CRE Negativo, contudo apenas 28,3% da amostra utilizava o CRE Positivo a ponto de ter ganhos para a qualidade de vida. Não foi possível identificar em quais situações clínicas os tipos de CRE são mais frequentes, mas existe relação significativa entre os níveis da razão CREN/CREP com as variáveis escolaridade e estado civil. A análise das entrevistas revelou como na amostra o CRE Positivo é usado como fonte de conforto contra a ansiedade, além de busca de sentido para a experiência e de ajuda divina no restabelecimento da saúde. O CRE Negativo por sua vez é difícil de ser manifestado, já que provoca culpa e vergonha. Em alguns casos foi identificado como os pacientes se relacionavam com a divindade de forma semelhante a outras relações que tinham, repetindo padrões de relacionamento
Título em inglês
The religious-spiritual coping in hospital school patients: a biopsychosocial understanding
Palavras-chave em inglês
Coping Styles
Psychodynamics
Psychosomatic medicine
Religion and health
Spiritual/Religious coping scale
Spirituality
Resumo em inglês
Religious coping can be positive or negative, depending on its effects and consequences. The survey sought to study the impact in patients admitted to medical and surgical clinics of the University Hospital of USP. The first stage was quantitative research with the objective of measuring the sample studied Positive Religious Coping (PRC) and the Negative Religious Coping (NRC) in each patient, allowing namely the frequency of each of these types, the ratio calculation NRC/PRC each patient and their frequency in the sample, as well as clinical situations in which the types of religious coping would be more frequent; and seek statistical relationships of these values with demographic characteristics of patients. The objective of the second phase was to seek understanding through psychodynamic theoretical framework as patients establish relationships with the disease, treatment, hospitalization and religious coping. The two components of the study were made simultaneously. The first component of the sample consisted of 120 randomly selected patients, 60 of each clinic, 30 men and 30 women . For this step, two instruments were used: the brazilian Brief RCOPE scale and a general form that lifted demographic characteristics of the sample. In the second component, the research focused on eight cases qualitatively, with participants from the previous step, using semi-structured interviews that were analyzed, taking into account the objectives of this phase of research and content analysis method. The results showed that 88.3 % of patients used more Positive Religious Coping and 11.7 % utilized predominantly Negative Religious Coping, yet only 28.3 % of the sample used Positive Religious Coping enough to have benefits for the quality of life. The study was unable to find clinical situations in which the types of religious coping are more frequent, but identified a significant relationship between levels of ratio NRC/PRC with the variables education and marital status. The analysis of the interviews showed as the Positive Religious Coping was used as a source of comfort against anxiety and seeking divine help in restoring health. The Negative Religious Coping on the other hand was difficult to be expressed, as it causes guilt and shame. In some cases it was identified that the patients relates with divinity similarly to other relationships that have, repeating relationship patterns
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
silva_corrigida.pdf (2.05 Mbytes)
Data de Liberação
2017-03-17
Data de Publicação
2015-03-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.