• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Flávia Almeida de Carvalho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Isabel Cristina (Presidente)
Levinzon, Gina Khafif
Lima, Maria Galrão Rios
Motta, Ivonise Fernandes da
Título em português
Um estudo psicanalítico sobre adoção e devolução de crianças: a preparação dos pretendentes, a fase de aproximação e o acompanhamento do estágio de convivência
Palavras-chave em português
Adoção (criança)
Parentalidade
Psicanálise
Psicologia forense
Resumo em português
Tornar-se pai e/ou mãe pela via da adoção requer atravessar tanto por processo jurídico quanto psíquico. Pretendentes e crianças são submetidos a cada um desses percursos, que contém características específicas em seus desenvolvimentos. No âmbito jurídico é necessário passar por uma sequência de trâmites legais até que se concretize a adoção com a emissão da nova certidão de nascimento. Um complexo trabalho psíquico precisa ser realizado para se construir a parentalidade e a filialidade adotivas. O entrelaçamento dos aspectos envolvidos nessas delicadas mudanças pode gerar conflitos que acabam por levar à devolução. Essa pesquisa tem como objetivo geral identificar quais os fatores presentes na fase de aproximação e no período de convivência, do processo de adoção, que podem estar relacionados aos casos de devolução de crianças. Tendo como base uma metodologia clínico-qualitativa, foram realizadas entrevistas semidirigidas com seis psicólogas da equipe técnica de cinco Varas da Infância e da Juventude da cidade de São Paulo e região; com a finalidade de se obter informações sobre os procedimentos utilizados para a realização da preparação dos pretendentes, a aproximação entre eles e as crianças e o acompanhamento do período de convivência. A análise dos resultados, por meio de categorias temáticas, referendou-se no referencial psicanalítico (intrapsíquico e vincular). Quanto à preparação dos pretendentes, foi observada a existência de dois espaços, o curso preparatório ou grupo informativo e o estudo psicológico da fase de habilitação do processo de adoção. No primeiro eles entram mais em contato com informações de ordem processual e realidade das crianças acolhidas e no segundo com material subjetivo sobre a parentalidade adotiva. Aqui é fundamental que reconheçam a importância da via jurídica da adoção e do trabalho realizado pela equipe técnica e estabeleçam uma relação de confiança e parceria com esses profissionais. Na fase de aproximação, a equipe técnica da instituição de acolhimento tem um papel fundamental para proporcionar os primeiros contatos e avaliar como estão desenvolvendo esses encontros, sendo relevante que as duas equipes estejam com a mesma compreensão a respeito de como proceder nos passos a serem dados nesse momento desse projeto específico de adoção, sempre levando em conta o tempo da criança para se efetivar seu desacolhimento. No estágio de convivência é essencial que as psicólogas se estabeleçam como referência de apoio aos pretendentes, se fazendo disponíveis para orientá-los e ajudá-los conforme as dificuldades forem aparecendo na adaptação com a criança. É imprescindível que os adotantes consigam pedir e encontrar ajuda de profissionais especializados para conseguirem superar os percalços encontrados na construção dos novos vínculos familiares. Foi possível observar que instituições judiciárias que oferecem boas condições de trabalho aos profissionais das equipes técnicas e que possam contar com uma boa estrutura da rede de apoio têm um número menor de casos de ocorrência de devolução. Espera-se que esse estudo possa ter ampliado o entendimento sobre o tema, contribuindo para a reflexão das práticas utilizadas pelos profissionais do judiciário, a fim de prevenir ou evitar a ocorrência de casos de devolução de crianças
Título em inglês
A psychoanalytical study about adoption and devolution children: Preparation of prospective adoptive parents, approach phase, and oversight of cohabitation phase
Palavras-chave em inglês
Adoption (child)
Forensic psychology
Parenthood
Psychoanalysis
Resumo em inglês
Becoming a parent by adopting requires going through a legal and a psychological process. Prospective adoptive parents and children are submitted to each of these journeys, which contain particular characteristics as they unfold. In terms of the legal system, it is necessary to get through a series of legal phases until the completion of an adoption through the issuance of a new birth certificate. Complex psychological work has to be carried out to build adoptive parenthood and childhood. The overlapping between all aspects involved in these delicate changes can cause conflict that can lead to devolution. This study has as its aim to identify which factors present in the approach phase and in the period of cohabitation of and adoption process may be related to cases in which children have been returned. Having a clinic-qualitative methodology as its foundation, semi-structured interviews were carried out with six psychologists from the technical staff of five Children and Youth Court of the city of São Paulo and greater area; with the purpose of obtaining information on procedures used to put in the place prospective adoptive parents preparation, rapprochement between them and the children, and the period of cohabitation. The analysis of results, through thematic categories, was based on psychoanalytical references (intra-psychological and bonding). Regarding adoptive parents preparation, the existence of two venues was observed: the preparatory information course and the psychological study of the habilitation phase in the adoption process. In the former, they mostly get in touch with information from legal aspects and the reality of the children they took in and, in the latter, with the subjective material on adoptive parenthood. In this instance, it is key that they recognize the importance of the legal adoption track and of the work carried out by the technical team, and that they stablish a trusting cooperative relationship with these professionals. In the rapprochement phase, the technical team of the foster home plays a fundamental role in providing the first contact opportunities and assessing how these meetings are developing, being relevant that these two teams have the same understanding with respect to how they will go about taking the next steps in this particular moment of the adoption process, always taking into consideration how long a child takes to process his/her disbanding. It is essential, in the phase of cohabitation, that psychologists stablish themselves as a reference for support to prospective parents, making themselves available for guidance and assistance according to the difficulties that might arise in the adaptation with the child. It is crucial that the adoptive parents be able to find professional help from specialized professionals in order to overcome the obstacles found in the construction of new family bonds. It was possible to observe that legal institutions that offer good working conditions to professionals from technical teams, and that can rely on a good supporting network infrastructure, have a lower number of devolution cases. We hope that this study has broadened the understanding of the topic, contributing to a reflection on the practices carried out by professional from the judiciary, aiming to prevent or avoid the occurrence of the devolution of children
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.