• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2016.tde-05012016-154827
Documento
Autor
Nome completo
Daniele Rosa Sanches
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Dunker, Christian Ingo Lenz (Presidente)
Assadi, Tatiana Carvalho
Faria, Michele Roman
Moretto, Maria Livia Tourinho
Pereira, Mario Eduardo Costa
Título em português
Discursos diagnósticos pós-lacanianos: dos fundamentos em psiquiatria às teses sobre um novo sujeito 
Palavras-chave em português
Diagnóstico
Lacan
Loucura
Psicose ordinária
Resumo em português
A pesquisa tem por objetivo geral construir um mapeamento dos principais discursos diagnósticos pós-lacanianos que se circulam no Brasil. Um primeiro objetivo específico desta tese é distinguir a racionalidade subjacente comum a diferentes autores. O segundo objetivo específico é realizar uma breve indicação dos elementos conceituais que se destacam em cada discurso, um destaque que nos revelas as chaves para abrir o debate a ser realizado mais adequadamente nas considerações finais. A justificativa desta pesquisa reside na possibilidade de oferecer ao campo da psicanálise uma inédita visão de conjunto do universo diagnóstico pós-lacaniano. Neste intuito, nossa tese possui uma primeira parte que tem função histórica de situar o campo em debate e refazer os primeiros passos de construção do pensamento diagnóstico em Lacan, assim oferecemos as condições prévias para acompanhar a subsequente discussão pós-lacaniana. Optamos por realizar esta apresentação histórica, pois a hipótese com a qual trabalhamos é que alguns fundamentos do período nascente da obra lacaniana, da década de trinta e quarenta, retornam como questão no debate pós-lacaniano. Na sequencia, temos dois grupos discursivos que trabalham diretamente ligados ao texto de Lacan. O primeiro grupo de autores representa a visão da diagnóstica clássica, pois faz uma redescrição das três estruturas clínicas (neurose, psicose e perversão) e adota esta racionalidade como modelo diagnóstico padrão da obra lacaniana; já o segundo grupo de autores defende a necessidade de reformulações na diagnóstica lacaniana, pois postula a insuficiência do modelo das estruturas clínicas; tais autores estão unidos pela hipótese de que a obra de Lacan possui rupturas conceituais determinantes para uma reacomodação diagnóstica. Por fim, os dois últimos capítulos de nossa tese define um terceiro grupo discursivo que não extrai sua interpretação diretamente do texto de Lacan, mas sim de um diagnóstico social sobre o declínio da função paterna na atualidade, donde cada autor fará sua hipótese para um novo sujeito contemporâneo. Enquanto resultado adicional desta pesquisa, verificamos que as problemáticas clínicas da esfera do Eu retornam ao campo lacaniano de modo direto ou indireto. Como conclusão constatamos que o tema do declínio da função paterna, o desentendimento acerca do alargamento conceitual da categoria de psicose (através da psicose ordinária e psicose compensada) e, por fim, o uso variável da noção de suplência, são os principais elementos dos discursos pós-lacanianos que nos dão as chaves para o debate diagnóstico na atualidade
Título em inglês
Discourses of post-lacanian diagnosis: from psychiatric foundations to theses about a new subject
Palavras-chave em inglês
Diagnostic
Lacan
Madness
Ordinary psychosis
Resumo em inglês
This research aims to map the main discourses of post-lacanian diagnosis that spread in Brazil. This thesis first specific objective is to differentiate the underlying rationality common to different authors. The second specific objective is to make a brief indication of the conceptual elements that stand out in each discourse. This reveals the keys to open the debate to be more adequately done in our closing remarks. The justification of this research resides in the possibility of offering to the psychoanalytic field an original overview of the post-lacanian diagnostic universe. In order to do so, we first locate historically the field at issue and remake the first steps of Lacans diagnostic thought. This subsidies the ensuing post-lacanian debate. Our hypothesis is that some fundamentals of the first part of the lacanian oeuvre, comprising the 1930s and the 1940s, return in the form of a question in the post-lacanian debate. We present then two discursive groups that are directly related to the lacanian text. The first group of authors represents the classic diagnostic view, since they do a redescription of the three clinic structures (neurosis, psychosis and perversion) and adopt this rationale as the standard diagnostic model in the lacanian oeuvre. The second group of authors defends the necessity of reformulations in lacanian diagnostic, postulating the insufficiency of the clinic structures model. These authors gather around the hypothesis that the lacanian oeuvre has conceptual ruptures that are decisive for diagnostic reaccommodation. The two last chapters define a third discursive group that does not extract its interpretation directly from lacanian text, but from a social diagnosis about the decline of the paternal function nowadays. Each author will hypothesize about a new contemporary subject. As an additional result, we found that the clinical problematic of the Ego returns to the lacanian field both direct and indirectly. We conclude that the main elements of the post-lacanian discourses that grant us the keys to the nowadays diagnostic debate are 1) the decline of the paternal function; 2) the misunderstanding regarding the broadening of the category of psychosis (ordinary psychosis and compensation psychosis) and 3) the variable use of the notion of supplant
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
sanches_do.pdf (1.54 Mbytes)
Data de Publicação
2016-01-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.