• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-01042015-081713
Documento
Autor
Nome completo
Priscila Checoli Figueiredo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Motta, Ivonise Fernandes da (Presidente)
Amiralian, Maria Lucia Toledo Moraes
Medeiros, Clarissa
Título em português
Resgatando o lugar de pais: intervenções psicoterápicas com familiares como promoção de um ambiente facilitador
Palavras-chave em português
Consulta terapêutica
Família
Pais
Saúde pública
Resumo em português
A Unidade Básica de Saúde (UBS) é um equipamento do SUS no qual o psicólogo se insere prestando serviços relacionados à promoção, prevenção e tratamento de saúde. A UBS recebe pais que buscam ajuda do psicólogo para lidar com questões emocionais e comportamentais dos filhos, e este deve auxiliar na compreensão destas demandas e intervir em situações nas quais há necessidade de ajuda. D. W. Winnicott retrata a família (fundamentalmente a função materna e paterna) enquanto ambiente facilitador do processo de amadurecimento pessoal. Aponta também que intervenções psicoterápicas breves como consultas terapêuticas podem auxiliar a retomada do desenvolvimento emocional diante de dificuldades neste processo. Para tanto, se faz necessário que haja um entorno familiar fornecendo condições para que a criança usufrua do progresso atingido pelas consultas. O suporte e o cuidado aos pais, procurando dar condições para que a família facilite o desenvolvimento saudável da criança, pode ser, neste sentido, uma interessante estratégia de cuidado em saúde mental. Este estudo, desenvolvido numa UBS, visa analisar o alcance das primeiras intervenções psicoterápicas baseadas no modelo das consultas terapêuticas de Winnicott, realizadas com pais, crianças e adolescente. Foi feito o estudo qualitativo com mães que buscaram atendimento para seus filhos, visando proporcionar nas três primeiras entrevistas uma experiência de comunicação e integração. Intercaladas a estas entrevistas, realizaram-se duas consultas aos filhos, seguindo o mesmo modelo. Ao final dos atendimentos, foi feita uma entrevista semi-dirigida, através da qual analisamos o alcance das intervenções. O estudo mostrou que a experiência de escuta e intervenção proporcionada às mães tiveram diversos efeitos terapêuticos. Foi possível resgatar recursos quanto ao desempenho da função materna, que resultou na aproximação da relação mãe/filho. Houve também o fortalecimento das relações familiares em geral, bem como melhoria no uso dos recursos do entorno social. Este estudo permitiu mostrar como o psicólogo pode colaborar para que a UBS se torne um lugar que favorece a vivência de funções integradoras para os membros da família, proporcionando o holding, para o paciente, e para os familiares que buscam atendimento. Ao resgatar a possibilidade dos pais de conduzirem suas famílias a partir de um lugar mais amadurecido, podemos ajuda-los a formar sujeitos autônomos, contribuindo para uma sociedade mais saudável. Reitera-se, portanto, a importância de oferecer acesso a este tipo de ajuda sempre que preciso, justificando o investimento em políticas públicas que garantam o acesso ao serviço do psicólogo clínico
Título em inglês
Rescuing parents place: psychotherapeutic interventions with family members as promotion of a facilitating environment
Palavras-chave em inglês
Family
Parents
Public health
Therapeutic consultation
Resumo em inglês
The Basic Health Unit (UBS) is an equipment of SUS in which the psychologist is inserted by providing services related to promotion, prevention and health care services. The UBS receives parents seeking help from a psychologist to deal with emotional and behavioral issues of children, and this should assist in understanding these demands and intervening in situations where there is need of help. Winnicott portrays the family (fundamentally maternal and paternal functions) as a facilitating environment of personal maturation process, throughout emotional development. He also points out that brief psychotherapeutic interventions such as therapeutic consultations can assist in the recovery of emotional development of difficulties in this process. For this purpose, it is necessary that there is a family environment acting as "middle desirable environment", giving conditions for the child to enjoy the progress achieved by the consultations. The support and care to parents looking to give conditions for the family to facilitate the healthy development of the child may be, in this sense, an interesting strategy for mental health care. This study, which was developed at an UBS, aims to analyze the scope of the first psychotherapeutic interventions based on the model of therapeutic consultations of D. W. Winnicott held with families and children. The qualitative study of mothers seeking care for their children, performing the first three interviews were done, according to the model of therapeutic consultations, aiming to provide an experience of communication and integration. Intertwined with these interviews, there were two visits to the children, following the same model. At the end of the consultations, there was a semi-directed interview, through which we analyze the scope of interventions. The study showed that the experience of listening and intervention provided to mothers had different therapeutic effects. It was possible to rescue resources concerning maternal function, which resulted in the approaching of the mother/child relationship. There was a strengthening of the family relationships in general, as well as of the use of resources from the social environment. This study allowed us to show how psychologists can contribute to the UBS so that it becomes a place that fosters the experience of integrative functions for family members, providing the holding for the patient and for the family members who seek care. By rescuing the ability of parents to lead their families from a more mature place, we favor that the family environment is conducive to the formation of responsible and autonomous subjects, which translates into a healthier society. It is reiterated, therefore, the importance of providing access to this type of help whenever needed, justifying the investment in public policies that guarantee access to the services of clinical psychologists
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
figueiredo_me.pdf (2.08 Mbytes)
Data de Publicação
2015-04-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.