• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Antonielle Cantarelli Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Capovilla, Fernando Cesar (Presidente)
Barbosa, Felipe Venâncio
Kohatsu, Lineu Norió
Leme, Maria Isabel da Silva
Marques, Janice Gonçalves Temoteo
Título em português
Lexicografia, metalexicografia e natureza da iconicidade da Língua de Sinais Brasileira (Libras)
Palavras-chave em português
Dicionário
Iconicidade
Lexicografia
Libras
Língua de sinais
Metalexicografia
Resumo em português
Esta tese de doutorado deriva do programa de Pesquisa e Desenvolvimento em Geração de Dicionários da Língua de Sinais Brasileira (Libras) conduzido pelo Professor Capovilla no último quarto de século. A tese pertence aos campos da lexicologia, lexicografia e metalexicografia. A tese foca na pesquisa lexicográfica que a autora conduziu como coautora do Dic-Brasil: Dicionário da Língua de Sinas do Brasil (Capovilla, Raphael, Temoteo, & Martins, 2017a, 2017b, 20917c) nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e no Distrito Federal . Ela descreve as estratégias usadas para estudar o léxico de Libras, e compara as estratégias lexicográficas usadas em seis dicionários clássicos, três dos quais d e Libras e os outros três da Língua de Sinais Americana. A tese analisa o papel que a iconicidade do sinal desempenha nos dicionários de sinais, e compara diferentes modos com que a iconicidade é tratada nesses seis dicionários clássicos de língua de sinai s. De modo a aumentar a eficácia pragmática com que os dicionários representam sinais, esta tese analisa o papel desempenhado pelas ilustrações e descrições, tanto da forma do sinal quanto de seu significado; bem como da iconicidade, etimologia e morfologi a do sinal. A tese descreve um estudo sobre a iconicidade dos sinais, e analisa a relação entre o grau em que a forma de um sinal pode ser considerada admissível para representar um dado significado e o grau em que esse significado pode ser efetivamente ad ivinhado. Sinais icônicos têm significado admissível e adivinhável. O paradoxo na bibliografia é que sinais não adivinháveis são considerados admissíveis. No estudo analisando relação entre admissibilidade e adivinhabilidade, 70 sujeitos ingênuos (Grupos 1 e 2) observaram 201 sinais (Conjuntos A e B). Sujeitos do Grupo 1 julgavam a admissibilidade dos sinais do Conjunto A (atribuindo nota numa escala Likert: - 2, - 1, +1, +2) e adivinhavam o significado dos sinais do Conjunto B. Sujeitos do Grupo 2 faziam o o posto: julgavam a admissibilidade dos sinais do Conjunto B e adivinhavam significado dos sinais do Conjunto A. Resultados revelaram que s ujeitos julgaram 28 sinais como inadmissíveis (Adm M - 1), 77 como admissíveis (+1 Adm M ), e 96 como neutros ( - 1,00< Adm M <+1,00). Dos 201 sinais, adivinharam somente 24 (+1 Adv M ), todos os quais haviam sido previamente considerados admissíveis pelo outro grupo. Nenhum sinal que foi considerado inadmissíve l por um grupo chegou a ser adivinhado pelo outro. Logo, a admissibilidade de um sinal parece ser condição necessária para a adivinhabilidade desse sinal, e correlacionada positivamente com essa adivinhabilidade. O estudo sugere que, aparentemente, a admis sibilidade só passa a predizer fortemente a adivinhabilidade quando essa admissibilidade ultrapassar certo limiar de forte admissibilidade, que está localizado em algum ponto entre 1,50 e 1,75 (i.e., 1,50 Adm M 1,75) na escala Likert
Título em inglês
Lexicography, Metalexicography and the Nature of Iconicity in Brazilian Sign Language (Libras)
Palavras-chave em inglês
Dictionary
Iconicity
Lexicography
Libras
Metalexicography
Sign Language
Resumo em inglês
This doctoral dissertation springs from the Research and Development Program on Brazilian Sign Language (Libras) Dictionaries conducted by Professor Capovilla and students at the University of Sao Paulo over the last 25 years. The dissertation pertains to Libras lexicology, lexicography, and metalexicography. The dissertation centers on the lexicographic research that the author has conducted as coauthor of the Dic-Brasil: Libras Dictionary (Capovilla, Raphael, Temoteo, & Martins, 2017a, 2017b, 20917c). It describes the strategies used for studying Libras lexicon, and compares lexicographic strategies used in six classic dictionaries, three of which on Libras, and the other three on American Sign Language. The dissertation analyzes the role of sign iconicity in sign dictionaries. It compares different ways in which iconicity is dealt with in six classic sign language dictionaries. In order to increase the pragmatic efficacy with which dictionaries represent signs, the present dissertation analyzes the role played by both illustration and description of both sign form and sign meaning, as well as by descriptions of sign iconicity, etymology and morphology. The dissertation describes a study on sign iconicity that analyzes the relationship between sign admissibility and sign guessability. Signs are iconic when their meaning is admissible and can be guessed. Paradoxically, while only 10% of sign meaning can be guessed, the remaining 90% of signs that cannot be guessed are considered admissible, once the observer is informed about what they mean. In the study, 70 naive subjects (Groups 1 and 2) examined 201 signs (Sets A and B). Group 1 subjects rated the admissibility of Set A signs (using a Likert scale: -2, -1, +1, +2) and guessed the meaning of Set B signs. Group 2 did the opposite. Results showed that: Subjects rated 28 signs as inadmissible (average rating -1), 77 signs as admissible (average rating +1), and 96 signs as neutral (-.99 average rating +.99). Only 24 of 201 signs were effectively guessed (average rating +1), all of which had been regarded as being admissible by the other group subjects. No sign that had been regarded as inadmissible ended up being guessed. Therefore, admissibility seemed necessary for guessability and positively correlated with it. Yet it seemed insufficient for guessability. The data suggests that, apparently, sign admissibility can only predict sign guessability when admissibility surpasses a given threshold of strong admissibility, which is located somewhere in between 1.5 and 1.75 point (1,50 average rating 1,75) in the Likert scale
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
martins_parcial.pdf (262.91 Kbytes)
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2019-09-06
Data de Publicação
2017-09-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.