• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.1988.tde-30082013-134818
Documento
Autor
Nome completo
Sonia Beatriz Meyer
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1988
Orientador
Banca examinadora
Matos, Maria Amelia (Presidente)
Ades, Cesar
Rose, Julio Cesar Coelho de
Souza, Deisy das Graças de
Windholz, Margarida Hofmann
Título em português
Auto-agressão: estudo descritivo de relações funcionais
Palavras-chave em português
Agressividade
Análise funcional
Deficiente mental
Resumo em português
Após um levantamento inicial com 24 sujeitos, em uma instituição, foram observadas as ocorrências das auto-agressões de uma criança profundamente retardada, em diferentes situações do dia-­a-dia na instituição. Outras respostas da mesma criança foram também observadas e relacionadas com as auto-agressões. Dois grupamentos de ações foram identificados. Morder-se, juntamente com outras ações, aumentava diante de exigências de desempenho e restrição à locomoção; diminuía na presença de um pianinho ou quando havia música tocando. Bater-se na cabeça, juntamente com outras ações, pareceu ser controlado por estimulação auditiva. O conceito de auto-agressão foi discutido, sugerindo-se que comportamentos auto-lesivos (termo proposto, mais descritivo) poderiam ser auto-estimulatórios ou modalidades de agressão. Concluiu-se que o entendimento dos determinantes de comportamentos auto-lesivos pode dar-se através de sua análise funcional, feita em situação natural, pela análise de múltiplas respostas em múltiplas situações. Tal estudo pode trazer implicações para a elaboração de intervenções que promovam ganho significativos, múltiplos e permanentes.
Título em inglês
Self-injurious behavior: a descriptive study of functional relations
Palavras-chave em inglês
Agressiveness
Functional analysis
Mentally retarded
Resumo em inglês
A review of the existing literature showed a variety of self-aggressive acts*, which relate to other actions of the same individual. The same review showed furthermore that there are many situations in which such acts occur, with no agreement as to what originates and maintains self-aggression. After an initial survey in an institution including 24 subjects, the occurrence of self-aggressive acts was observed in a profoundly retarded child in different day-to-day situations at the institution. Other responses of the same child were also observed and related to the self-aggressive episodes. Most of the actions observed can be grouped into two classes of response. Biting herself and other related act ions increased in frequency when requirements were made and locomotion restricted, and decreased when a small piano was given to her or when music was playing. Hitting on the head and other related actions were seemingly controlled by auditory stimulation. The concept of self-aggression was discussed and self-injurious behavior (a more descriptive proposed expression) presented as either self-stimulation or a modality of aggression. It was concluded that an understanding of the determinants of self-injurious behavior can be achieved through functional analysis under natural conditions, including multiple responses in multiple situations. Such a study may have an impact on the development of measures that may lead to significant, multiple and permanent gains. * Self-injurious behavior is referred to, "self-aggressive" behavior.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
autoagressao.pdf (21.80 Mbytes)
Data de Publicação
2013-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.