• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2010.tde-30032010-154658
Documento
Autor
Nome completo
Carlos Eduardo Martins Lacaz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Otta, Emma (Presidente)
Bussab, Vera Silvia Raad
Capriglione, Marcio Jose
Santille, Alexandre
Silva, Dirceu da
Título em português
Contribuições para a construção de um modelo biossocial de liderança: testosterona, relação digital e lócus de controle
Palavras-chave em português
Endocrinologia
Liderança
Local de controle interno-externo
Testosterona
Resumo em português
A presente pesquisa investigou a relação de alguns comportamentos de liderança, denominados de Liderança Executiva, com a concentração hormônio Testosterona, medido na saliva. Também foram analisadas as relações da Liderança Executiva com a Relação Digital (RD=2d/4d), definida pela razão entre o comprimento do 2º dedo (indicador) dividido pelo comprimento do 4º dedo (anelar) e com o conceito de internalidade do Lócus de Controle. Estes estudos visavam dar um subsídio maior para a adoção de um modelo bio-social no estudo da liderança. Um grupo de 169 participantes, estudantes de um curso de Pós-graduação, foram submetidos ao questionário de auto-avaliação (autopercepção) de liderança executiva, elaborado a partir do Inventário Fatorial de Personalidade - IFP. Com base no escore obtido foram divididos em três grupos: (1) baixa percepção de liderança (BPL), (2) média percepção de liderança (MPL) e (3) alta percepção de liderança (APL). Uma análise estatística permitiu selecionar 10 participantes mais característicos em cada grupo. Estes 30 participantes foram submetidos à coleta e análise da concentração de T salivar, utilizando-se o kit da Salimetrics Inc (catalog nº 1-2412). Também foram feitas medições do comprimento do segundo e quarto dedo, para o cálculo da Relação Digital. Para avaliação do Lócus de Controle (LoC) foi aplicada a Escala de Rotter. A hipótese principal de que os três grupos iriam diferir na concentração de Testosterona salivar foi confirmada estatisticamente, revelando uma relação direta positiva entre autopercepção de liderança e concentração de T salivar. A hipótese relativa à relação inversa entre percepção de liderança e relação digital não foi confirmada. Da mesma forma a relação entre percepção de liderança e internalidade do Lócus de Controle também não foi confirmada pelos dados da pesquisa. Os resultados obtidos oferecem uma contribuição importante para os projetos futuros de aperfeiçoamento de um modelo mais integrado, de natureza biossocial, para o constructo da liderança.
Título em inglês
Contributions towards building a biosocial model of leadership: testosterone, digit ratio and locus of control
Palavras-chave em inglês
Endocrinology
Internal-external locus of control
Leadership
Testosterone
Resumo em inglês
The current research investigated the relationship of some leadership behaviors, thereafter called Executive Leadership, with the concentration levels of testosterone found in the human saliva. The research also investigated the corelations among Executive Leadership behaviors, the digital ratio (2nd:4th) and the concept of internal Locus of Control. The digit ratio is defined as the division of the length of 2nd finger (index finger) by the length of 4th finger (ring finger). Such study aimed at providing additional subsidies for adopting a biosocial model to understanding leadership. A group of 169 male students enrolled in a postgraduation program was selected as participants. They answered an Executive Leadership behaviors self assessment questionnaire (self perception). The questionnaire was based on the Inventário Fatorial de Personalidade - IFP. The subjects were grouped based on their questionnaire's scores: (1) low self perception of leadership (BPL), (2) average self perception of leadership (MPL) e (3) high self perception of leadership (APL). Through statistic analysis the 10 most characteristic participants of each of the three groups were selected. These 30 participants were submitted to collection and analysis of saliva testosterone concentration level, using the kit provided by Salimetrics Inc (catalog nº 1-2412). On top of that, their index and ring fingers´s length was measured, as means to obtain data to calculate the digital ratio. The Rotter Scale was used to assess the Locus of Control (LoC). The main hypothesis - the three groups would differ with regards to the concentration of testosterone found in their saliva - was statistically confirmed, therefore there is direct positive relationship between self perception of leadership and concentration of T in the saliva. The hypothesis of inverse relationship between self perception of leadership and Digit Ratio was not confirmed. The research data also did not confirm relationship between internal Locus of Control and self perception of leadership. The results obtained through the research offer an important contribution for future studies of integrated biosocial leadership models.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lacaz_DO.pdf (4.56 Mbytes)
Data de Publicação
2010-06-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.