• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2019.tde-25022019-154301
Documento
Autor
Nome completo
Pedro Piovezan Barbosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Tomanari, Gerson Aparecido Yukio (Presidente)
Debert, Paula
Endemann, Peter
Rose, Julio Cesar Coelho de
Título em português
Movimento dos olhos como medida auxiliar de investigação de controle de estímulos em Procedimento Respondent-type
Palavras-chave em português
Controle de estímulos
Equivalência de estímulos
Movimento dos olhos
Procedimento Respondent-type
Resumo em português
A agenda de pesquisa da discriminacao condicional e composta por diversos procedimentos que investigaram a formacao de classes de equivalencia. Dentre eles: o procedimento Go/Nogo com estimulos compostos; o procedimento Yes/No; o procedimento Respondent-type; o procedimento de pareamento de estimulos envolvendo uma resposta (Stimulus Pairing Response); e o procedimento de pareamento de estimulos envolvendo uma resposta de orientacao (Stimulus pairing Orientation Response). No Respondent-type a condicionalidade entre os estimulos nao foi demonstrada em treino, mas sim por meio do desempenho dos participantes em condicoes de testes das relacoes emergentes. A condicionalidade nao poderia ser demonstrada por respostas diferenciais aos pares de estimulos relacionados em condicoes de treino, uma vez que nenhuma relacao R-S r foi programada. Apesar de nenhuma resposta ser requerida nessas condicoes, existem respostas que naturalmente ocorrem frente ao ambiente programado (e.g respostas sensoriais) e que sao relevantes para o desempenho nas tarefas, no caso, os testes. Em contingencias de controle de estimulos, respostas sensoriais ou de orientacao sao necessarias, primeiramente, por colocarem os participantes em contato com as propriedades relevantes dos estimulos que compoe o ambiente programado. Alem da relevancia por colocar o organismo em contato com as propriedades relevantes dos estimulos, a agenda experimental demonstrou que as respostas de orientacao tambem influenciam na emergencia de relacoes transitivas. Tendo em vista a relevancia das respostas de orientacao, o presente estudo tem como objetivo rastrear medidas da resposta de orientacao por meio do rastreamento dos movimentos oculares de participantes expostos ao procedimento Respondent-type. Explorar medidas da resposta de orientacao em treino sem reforcamento diferencial e testes das relacoes emergentes pode ser uma maneira de contribuir com a investigacao das variaveis de controle dessas respostas e, com isso, permitir a manipulacao de propriedades espaco-temporais eficientes. Apesar das classes serem formadas a partir de treino Respondent-type (sem programacao de R S r), sua demonstracao, em condicao de teste, seria acompanhada pela demonstracao de observacao seletiva? De acordo com os resultados, nove de dez participantes demonstraram a emergencia de classes equivalentes. Assim, a replicacao foi bem-sucedida. Dados obtidos atraves do equipamento de rastreamento dos movimentos oculares permitiram a identificacao de observacao seletiva nos testes em MTS, mesmo nao havendo programacao de relacao R S r em treino. Por fim, a demonstracao de observacao seletiva permitiu a elaboracao de hipoteses baseadas em aspectos do procedimento que permitiram o estabelecimento de funcoes de estimulos corretos e incorretos na tarefa experimental (uma vez que o treino das relacoes condicionais nao era um treino discriminativo)
Título em inglês
Eye movements analysis as auxiliary measure in Stimulus Control Investigation in the Respondent-type Procedure
Palavras-chave em inglês
Eye movements
Respondent-type procedure
Stimulus control
Stimulus equivalence
Resumo em inglês
Conditional discrimination literature studies the formation of equivalent classes through several different procedures, such as: the Go/No-go procedure with compound stimuli; the Yes/No procedure; the Respondent-type procedure; the Stimulus Pairing Response procedure; and the Stimulus Pairing Orientation Response procedure. Regarding the Respondent-type procedure, the conditionality between stimuli was not demonstrated in training, but it was instead observed in the performance of participants in emergent relations test conditions. Conditionality could not be demonstrated by differential responding in training, since R-S relation was not programmed in this study. Even though no responses are required in these conditions, some responses that naturally occur in the programmed environment (i.e. sensorial responses) are relevant for the performance of tasks, which in this case are the tests. In stimuli control conditions, sensorial or orientation responses are needed, first, to put the participants in contact with the relevant properties of the stimulus that form the programmed environment; and second, to demonstrate that such responses also influence the creation of transitive relations. Considering how relevant orientation responses are, this study aims to track measurements for such responses through tracking the eye movements of participants exposed to Respondent-type procedure. Through the exploration of orientation responses in trainings that lack differential reinforcement, and of tests for emerging relationships, this study can contribute to research investigating the variables of orientation responses, and allow for a manipulation of their spatial-temporal properties. Although classes are formed through Respondent-type training (without an R-S response being programmed into it), would their establishment, in testing conditions, be accompanied by the establishment of selective observing? According to the results, nine in ten participants observed the establishment of equivalent classes, which indicate that our replication was successful. Data obtained through eye-movement tracking allowed us to identify selective observation in MTS training even through no R-S relationship was programmed. Lastly, the establishment of selective observation allowed us to formulate hypothesis based on certain aspects of the procedure, which allowed for the establishment of functions of correct and incorrect stimuli in the experimental task (because the training for conditional relationships was not a discriminative training)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
barbosa_me.pdf (1.66 Mbytes)
Data de Publicação
2019-03-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.