• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-24032015-160428
Documento
Autor
Nome completo
Luis Antonio Lovo Martins
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Hübner, Maria Martha Costa (Presidente)
Benvenuti, Marcelo Frota
Juliani, João
Título em português
O efeito do autoclítico qualificador "É" em treinos de discriminação condicional e teste de equivalência de estímulos
Palavras-chave em português
Autoclítico
Comportamento verbal
Equivalência de estímulos
Resumo em português
O efeito do reforçamento é apontado como a principal variável para a formação de discriminações condicionais e de equivalência de estímulos. Pesquisas têm se concentrado em analisar outras variáveis que influenciam a formação de discriminações condicionais e de equivalência de estímulos. Tais estudos sugerem que o comportamento verbal pode facilitar a formação do responder discriminativo e da equivalência de estímulos, porém poucas pesquisas tem se concentrado em investigar o efeito do comportamento verbal autoclítico neste responder. O objetivo da presente pesquisa foi analisar se uma instrução que orientou o participante a emitir uma resposta verbal vocal com autoclítico qualificador de asserção é, entre a apresentação do estímulo modelo e a escolha do estímulo amostra, em uma tarefa de matching to sample produz efeitos na formação de novas classes de equivalência e influencia na quantidade de tentativas necessárias para a formação do responder discriminativo condicional. Foram utilizados vinte participantes adultos divididos em dois grupos, Grupo Controle e Grupo Experimental. Todos os participantes foram submetidos a três etapas de treino e três etapas de testes. Na primeira etapa foram treinadas as relações A1B1, A2B2, A3B3 e A1C1, A2C2, A3C3 e testada a formação de classes equivalência entre os estímulos B1C1, B2C2, B3C3; na segunda etapa foram treinadas as relações A1B1, A2B2, A3B3 e A1C1, A2C2, A3C3 e testada à formação de classes equivalência entre os estímulos B1C1, B2C2, B3C3; na terceira etapa foram treinadas as relações A1B1, A2B2, A3B3 e A1C1, A2C2, A3C3 e testada à formação de classes equivalência entre os estímulos B1C1, B2C2, B3C3. Cada treino foi composto por doze tentativas, tendo como critério de aprendizagem a ocorrência de 100% de respostas corretas. A instrução foi apresentada apenas aos participantes do Grupo Experimental. Os resultados obtidos não apresentam diferenças de desempenho, entre os grupos na média de tentativas necessárias em todas as etapas de treino, entretanto o Grupo Experimental apresenta um desempenho inicial superior ao do Grupo Controle na média de respostas corretas nas Etapas de treino e um desempenho superior do Grupo Experimental na média de respostas corretas durante todas as etapas de teste do experimento. É possível afirmar que o efeito inicial do autoclítico foi de aumentar a precisão das respostas facilitando a aquisição da discriminação condicional e da formação de equivalência de estímulos. Tal precisão produzida pelo autoclítico pode ter auxiliado o participante a emitir um operante verbal intraverbal que descreve as discriminações condicionais ensinadas e testadas no experimento, já que todos os participantes do Grupo Experimental passaram a emitir a resposta verbal vocal este é este, acompanhado da resposta de escolha correta entre os estímulos condicional e discriminativo
Título em inglês
Effect of qualifying autoclitic is in conditional discrimination training and stimulus equivalence test
Palavras-chave em inglês
Autoclitic
Stimulus equivalence
Verbal behavior
Resumo em inglês
The effect of reinforcement is pointed as the main variable for formation of conditional discrimination and stimulus equivalence. Researches have concentrated on analyzing other variables that influence the formation of conditional discrimination and stimulus equivalence. Such studies suggest that verbal behavior can facilitate formation of discriminative responding and stimulus equivalence, however few researches have focused on investigate the effect of autoclitic verbal behavior in this responding. The purpose of the present research was to analyze if an instruction that oriented the participant to emit a vocal verbal response, the autoclitic qualifier is, between the presentation of model stimulus and the choice of the sample stimulus in a task of match to sample, produces effects in formation of new equivalence classes and if it influences over the quantity of trials required to meet conditional discriminative responding. Twenty participants were dived in two groups, Control Group and Experimental Group. All the participants were submitted to three stages of training and three stages of tests. During the first stage of training the relations A1B1, A2B2, A3B3 e A1C1, A2C2, A3C3 were trained and were tested the formation of equivalence classes between stimulus B1C1, B2C2, B3C3; on the second stage of training the relations A1B1, A2B2, A3B3 e A1C1, A2C2, A3C3 and was tested the formation of equivalence classes between stimulus B1C1, B2C2, B3C3; on the third stage were trained the relations A1B1, A2B2, A3B3 e A1C1, A2C2, A3C3 and tested the formation of equivalence classes between the stimulus B1C1, B2C2, B3C3. Each training was composed by twelve trials. The learning was 100% of correct. The instruction was presented just for the participants in Experimental Group. The results dont show differences in performance between groups in mean trials required at all stages of training, however, the experimental group has a higher initial performance of the control group in mean correct responses in steps training and superior performance the experimental group the average of correct responses during all phases of the test experiment. It can be argued that the initial effect of autoclitic was to increase the accuracy of responses by facilitating the acquisition of the conditional discrimination and stimulus equivalence training . Such precision produced by autoclitic may have helped the participant to issue a verbal operant intraverbal depicting taught conditional discriminations and tested in the experiment , as all participants in the experimental group started to emit vocal verbal response " this is it" , accompanied by the answer correct choice between conditional and discriminative stimuli
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
martins_me.pdf (1.21 Mbytes)
Data de Publicação
2015-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.