• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2019.tde-19122018-092618
Documento
Autor
Nome completo
Tiliê Naomi Nunomura
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Costa, Marcelo Fernandes da (Presidente)
Cortez, Mirian Beccheri
Rocha, Giovana Veloso Munhoz da
Valentova, Jaroslava Varella
Título em português
Escalonamento psicofísico da atitude sexual como ferramenta de investigação de violência sexual
Palavras-chave em português
Agressor sexual
Atitude sexual
Diferenças de gênero
Escala intervalar
Escalonamento psicofísico
Percepção sexual
Psicofísica
Psicofísica moderna
Violência sexual
Vitimização sexual
Resumo em português
A violência sexual é um problema de saúde pública que afeta boa parte da população mundial. Seu estudo, entretanto, é marcado por dificildades conceptuais, legais, epidemiológicas e metodológicas. Dentre os diversos modos de se entender e examinar a violência sexual, as atitudes são comumente investigadas, sobretudo com o emprego de escalas Likert. Contudo, o escalonamento psicofísico pelos métodos de Thurstone possui características típicas de escalas intervalares que lhe conferem vantagens em relação às escalas ordinais. O principal objetivo da presente pesquisa foi construir uma escala de distâncias psicológicas de descritores sexuais para cada grupo experimental através do Caso V da Lei do Julgamento Comparativo de Thurstone. 132 participantes, divididos em três grupos controle, sobreviventes (mulheres vítimas de violência sexual) e reeducandos (homens agressores sexuais) avaliaram oito termos sexuais (cócegas, cheiro, toque, beijo, nudez, agarrar, esfregar e gemer) pelo método de escolha forçada de julgamento de pares. A cada par de termos sexuais apresentado aleatoriamente, os sujeitos deviam escolher aquele com o maior conteúdo sexual. Resultados indicaram que os descritores toque, cheiro e cócegas foram constantemente julgados com os menores conteúdos sexuais entre os três grupos, enquanto beijo e gemer foram os que mais alteraram de ordem entre os grupos. Literatura sobre aspectos linguísticos dos estímulos utilizados não foi suficiente para explicar a escolha de uma palavra em detrimento de outra, reforçando-se a ideia de que os julgamentos foram diferenciais de acordo com as variáveis e o grupo ao qual os participantes pertenciam. Dessa maneira, homens julgaram os descritores com valores próximos, deixando a escala com menor amplitude, o que indica baixa discriminação e necessidade de menos conteúdo sexual para que as palavras fossem percebidas sexualmente. Reeducandos apresentaram o mesmo padrão de resultados, mas de maneira acentuada. Mulheres, por outro lado, tiveram boa discriminação dos termos sexuais e apresentaram maior amplitude na escala. Para as sobreviventes, o padrão de resultados foi o mesmo das mulheres, com poucas variações. As diferenças encontradas entre grupos podem ser decorrentes de atitudes sexuais e em relação à violência sexual e do modo como mulheres e homens processam informação sexual, sendo atravessadas por questões sociais de gênero
Título em inglês
Psychophysical scaling of sexual attitude as an investigative tool of sexual violence
Palavras-chave em inglês
Gender diferences
Interval scale
Modern psychophysics
Psychophysical scaling
Psychophysics
Sex offender
Sexual attitude
Sexual perception
Sexual victimization
Sexual violence
Resumo em inglês
Sexual violence is a public health problem that affects a portion of the world population. Its study, yet, is marked by conceptual, legal, epidemiological, theoretical and methodological difficulties. Among the various ways of understanding and examining sexual violence, attitudes are commonly investigated, mainly by employing Likert scales. However, psychophysical scaling by Thurstones methods possess characteristics typical of interval scales, which gives it advantages over ordinal scales. The major goal of the present research was to build a scale of psychological distances of sexual descriptors for each experimental group through the Case V of Thurstones Law of Comparative Judgment. One hundred and thirty two participants, divided in three groups control, survivors (female victims of sexual violence) and inmates (male sex offenders) evaluated eight sexual words (tickle, smell, touch, kiss, nude, grab, rub, and moan) by the forced choice method of pairwise judgment. To each word pair was presented randomly, subjects were asked to choose the one with the higher sexual content. Results indicated that the descriptor touch, smell, and tickle were constantly judge as having the lowest sexual content amongst the three groups. Literature abou linguistic aspects of the used stimuli was nou sufficient to explain the choice of one word over another, reinforcing the idea that the judgments were differential according to the variables and the group to which the participant belonged. Thus, men judged the descriptors as having similar values, making the scales amplitude smaller, which indicates lower discrimination and the need for less sexual content for the words to be perceived sexually. Inmates showed the same pattern of results, but in a accentuated manner. Women, on the other hand, had good discrimation of the sexual descriptors and exhibited higher scale amplitude. For the survivors, the pattern of results was the same as for the women, with few variations. The found differences between groups may be due to attitudes toward sexuality and sexual violence, and to the way women and men process sexual information, being permeated by gender social issues
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
nunomura_me.pdf (6.08 Mbytes)
Data de Publicação
2019-01-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.