• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.1998.tde-15032002-084519
Documento
Autor
Nome completo
Romariz da Silva Barros
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1998
Orientador
Banca examinadora
Hunziker, Maria Helena Leite (Presidente)
Galvão, Olavo de Faria
Oliveira, Luiz Marcellino de
Rose, Julio Cesar Coelho de
Souza, Deisy das Gracas de
Título em português
Controle do comportamento por relações entre estímulos em Cebus apella.
Palavras-chave em português
análise do comportamento
estimulação
macacos
Resumo em português
Equivalência de estímulos, um fenômeno comportamental amplamente demonstrado em humanos, tem sido encontrada com dificuldades em não-humanos, provavelmente devido a dificuldades de procedimento. Controle não programado pela posição dos estímulos tem sido apontado como um fator que interfere no desempenho de "matching-to-sample" e que leva a resultados negativos em testes de propriedades definidoras de equivalência (reflexividade, simetria e transitividade). Duas linhas de pesquisa foram exploradas: 1) Posição como estímulo em discriminações condicionais e testes de propriedades emergentes e 2) Treino e testes de relações condicionais na ausência de correlação entre a posição e a função dos estímulos. Foram conduzidos quatro experimentos com três macacos Cebus apella, uma fêmea e dois machos. No Experimento I, os sujeitos foram submetidos a treino de discriminações condicionais e testes de propriedades emergentes com posições como estímulo. Resultados positivos nos testes foram encontrados quando as relações testadas eram topograficamente semelhantes às relações treinadas. No Experimento II, treinos de discriminações simples com três conjuntos de estímulos visuais (cores e formas arbitrárias) mostraram diferenças na "discriminabilidade" dos estímulos. No Experimento III os sujeitos foram submetidos a treino de pareamento por identidade e testes de reflexividade com dois dos três conjuntos de estímulos facilmente discriminados no Experimento II e mais três novos conjuntos de estímulos. Os resultados dos testes foram positivos quando os estímulos já tinham sido apresentados antes em treinos de discriminações simples simultâneas, que possivelmente funcionaram como um treino de "matching-to-sample" com atraso. No Experimento IV os sujeitos foram submetidos a treinos de relações condicionais arbitrárias e a testes de simetria, cujos resultados foram negativos. Escolhas corretas foram reforçadas em todas as tentativas, em todos os experimentos. Todas as tentativas de "matching-to-sample" eram com atraso zero. A interpretação dos dados baseia-se na suposição de que relações de equivalência são relações ambientais. O pré-requisito para a emergência das propriedades definidoras é a aquisição de controle por essas propriedades enquanto relações ambientais, o que demanda extenso treino.
Título em inglês
Control of behavior by stimulus relations in Cebus apella.
Palavras-chave em inglês
behavioral assessment
matching to sample
monkeys
stimulation
Resumo em inglês
Stimulus equivalence, a largely demonstrated behavioral phenomenon in humans has been hardly found in non-humans likely due to procedural difficulties. Unprogrammed control by stimulus position has been pointed as interfering with matching-to-sample performances, which leads to negative results in tests of equivalence defining properties (reflexivity, symmetry and transitivity). Two lines of research were pursued that investigate: 1) Location as stimulus in conditional discriminations and tests of emergent properties and 2) Training and tests of conditional relations with no relation between location and function of stimuli. Four experiments with 1 female and 2 male Cebus apella were conducted. In Experiment I subjects were submitted to training of conditional discriminations and tests of emergent properties with location as stimulus, with positive results when the tested relations were similar to those trained. In Experiment II, training of simultaneous simple discriminations with three sets of visual stimuli (colors and arbitrary forms) showed differences in discriminability of the stimuli. In Experiment III, with two of the easily discriminated stimulus sets and three new stimulus sets, subjects received training of identity matching-to-sample and reflexivity tests, with positive results when the stimuli had been presented before in simultaneous simple discriminations, that possibly functioned as delayed identity matching-to-sample. In Experiment IV, subjects were submitted to arbitrary matching-to-sample training, and to symmetry tests with negative results. Correct choices in all trials were reinforced. All matching-to-sample trials were zero-delay. Interpretation of data relay on the assumption that equivalence relations are environmental relations. The prerequisite for defining properties emergence may be the acquisition of control by these defining properties as environmental relations, which demand extended training.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tde.pdf (576.73 Kbytes)
Data de Publicação
2002-04-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.